Censo Agro 2017 em Lucas do Rio Verde

Em Mato Grosso serão visitadas de 130 a 150 mil propriedades e em Lucas do Rio Verde o número passa de 370.

13/11/2017 - 21:13:32

   

Após onze anos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está realizando um novo Censo Agropecuário no país. A coleta de dados começou em outubro e será feita por 19 mil recenseadores em mais de 5,5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o Brasil nos próximos meses.

O objetivo é traçar um perfil detalhado da atividade rural e das famílias que vivem no campo. “O último censo no setor foi em 2006. Já faz mais de 10 anos e de lá pra cá, muita coisa mudou, é um setor muito dinâmico, incorporou muitas tecnologias e inovações. E o censo agropecuário vai trazer esse retrato atual”, explica o gerente de Planejamento e Supervisão da unidade IBGE em Mato Grosso, Pedro Nesse.

De acordo com ele, em Mato Grosso serão visitadas de 130 a 150 mil propriedades e em Lucas do Rio Verde, com base nos dados da pesquisa anterior, serão mais de 370 propriedades.

“O Censo Agro visita todas as propriedade rurais e a gente pede que as pessoas recebam os recenseadores, tendo em vista a importância dessa informação. Esta é a única pesquisa estatística agropecuária que visita todos os produtores. O Mato Grosso é o estado mais importante pro Brasil nesta pesquisa, pois responde a mais de 26% de toda safra brasileira de grãos e um produtor fora desta pesquisa pode significar muito”, ressalta Pedro Nesse.

Para cada produtor, são feitas 42 perguntas básicas. Mas dependendo da diversificação da propriedade, o leque de perguntas pode se abrir e passar de 100. Nas entrevistas, são levantadas informações sobre área, produção, características do pessoal ocupado, emprego de irrigação, uso de agrotóxicos, entre outros temas.

A coleta de dados para o Censo Agro 2017 é feita de forma digital, por meio dos Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), que rodam um aplicativo inteiramente desenvolvido pela Diretoria de Informática do IBGE e são capazes de mostrar a imagem do setor censitário, a posição do recenseador no terreno e os endereços dos estabelecimentos a serem recenseados. Com a tecnologia, também será possível identificar novos estabelecimentos e cadastrá-los. O novo sistema também vai melhorar a crítica dos dados, orientando os recenseadores durante a coleta, para que o questionário seja preenchido de forma correta.

O Censo Agropecuário 2017 também vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários.

A pesquisa irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.

Quanto à divulgação dos dados, o gerente explica que existe legislação que proíbe o IBGE de repassar informação individual para qualquer pessoa ou órgão. “Precisamos que os produtores repassem as informações com clareza todas as atividades de sua propriedade e tenha a segurança de que esta informação, em hipótese nenhuma, será repassada a órgãos ou empresas particulares”, salientou.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde, Márcio Albieri, a pesquisa vai apresentar informações precisas sobre o setor que vão auxiliar no planejamento de ações e projetos do poder público. “O censo vai verificar tanto grandes produtores até a agricultura familiar, como produzem, quantas são, como trabalham, tudo será descrito em detalhes e números, e tais informações serão úteis para a definição de políticas públicas e de estratégias para o crescimento do setor agropecuário no município”.

A coleta de dados do Censo Agro 2017 vai até o final de fevereiro do ano que vem e os resultados devem começar a ser divulgados pelo IBGE a partir do segundo semestre de 2018.

MT Agora - Ascom

Mais Noticias

Safra

Produção amplia e MT deve produzir 66,3% do algodão colhido no país em 2018, diz IBGE

Quitação de Débitos

Indea participa do Mutirão Fiscal do Governo do Estado

Pesquisa

Restauro em áreas degradadas é iniciado em propriedades de Sorriso

Comitiva Japonesa

Comitiva do Japão vem a Sorriso para conhecer potencialidades do agronegócio

08/12/2017 -

Lucas: Prefeitura entrega 10 pasteurizadores lentos à agricultores familiares

Os equipamentos foram repassados à produtores cadastrados no Selo de Origem Municipal

01/12/2017 -

94 mil hectares de soja precisaram de replantio em MT

A falta de chuvas regulares inibiu o começo da semeadura e, entre os que arriscaram,

28/11/2017 -

Chineses discutem investimentos em Mato Grosso com produtores e prefeitos

A reunião foi realizada no Palácio Paiaguás como resultado da visita do governador Pedro Taques feita recentemente ao país, para estreitar os laços comerciais e discutir novas propostas de negócios no Mato Grosso Investment Fórum.

28/11/2017 -

Lucas: Em audiência, produtores pedem agilidade na implementação de sistema de inspeção da agroindústria familiar

Produtores rurais que participaram nesta manhã (28) em Lucas do Rio Verde, de uma audiência pública proposta pela Empaer. O encontro, que reúne também representantes de sindicatos, cooperativas e associações, da Câmara e Prefeitura.

20/11/2017 -

Rússia anuncia restrições temporárias à carne suína e bovina do Brasil

Motivo foi a detecção na carne exportada de substâncias para o crescimento da massa muscular dos animais.

16/11/2017 -

Fundador da Fiagril está entre os 100 nomes mais influentes do agronegócio brasileiro

A Fiagril foi fundada em 1987 e desde então não parou de crescer e de ampliar seus negócios.

13/11/2017 -

Agronegócio segura PIB, mas reduz postos de trabalho, aponta Cepea

O agronegócio representa cerca de 20% do total de pessoas ocupadas no Brasil.

13/11/2017 -

Exportações de carne bovina crescem em MT

Com a evolução nas vendas externas, a receita comercial aumentou 26,7%.

10/11/2017 -

Segunda usina de etanol de milho prevista para ser construída em MT deve gerar mais de 3 mil empregos

Projetada para moer um milhão de toneladas de milho por ano, usina será construída em Sinop. Obra que deve custar R$ 500 milhões está prevista para começar em janeiro de 2018.

06/11/2017 -

Grupo chinês irá investir R$ 1,5 bi na construção de silos em Mato Grosso

Conforme dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), há um déficit de cerca de 50 milhões de toneladas. No Estado, o déficit é de aproximadamente 19 milhões de toneladas.

06/11/2017 -

Mato Grosso terá maior usina de etanol de milho do Brasil

Com investimento de R$ 500 milhões, a usina de Sinop foi projetada para moer 1 milhão de toneladas de milho por ano.

24/10/2017 -

Plantio de soja está atrasado devido à falta de chuvas em MT

Durante o mesmo período na safra anterior, o plantio já estava em 42% e agora apenas 26% da área prevista foi plantada. Fazendeiros utilizam a palha de milho para a retenção de água no solo.

22/10/2017 -

IBGE inicia pesquisas para Censo Agro 2017

O Censo Agropecuário fará a coleta dos dados até fevereiro de 2018, adotando-se como referência o período de 1º de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017

17/10/2017 -

MT exporta 500 mil toneladas de soja e caminha para recorde no ano

Em setembro as exportações mato-grossenses da soja em grão registraram no acumulado mensal 500 mil toneladas escoadas, exibindo recuo de 42,67% em relação ao mês de agosto

17/10/2017 -

Atraso no plantio começa a preocupar produtores de Mato Grosso

Equipes do Circuito Tecnológico Etapa Soja irão verificar durante duas semanas o andamento da safra 2017/18 no estado.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora