Censo Agro 2017 em Lucas do Rio Verde

Em Mato Grosso serão visitadas de 130 a 150 mil propriedades e em Lucas do Rio Verde o número passa de 370.

13/11/2017 - 21:13:32

   

Após onze anos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está realizando um novo Censo Agropecuário no país. A coleta de dados começou em outubro e será feita por 19 mil recenseadores em mais de 5,5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o Brasil nos próximos meses.

O objetivo é traçar um perfil detalhado da atividade rural e das famílias que vivem no campo. “O último censo no setor foi em 2006. Já faz mais de 10 anos e de lá pra cá, muita coisa mudou, é um setor muito dinâmico, incorporou muitas tecnologias e inovações. E o censo agropecuário vai trazer esse retrato atual”, explica o gerente de Planejamento e Supervisão da unidade IBGE em Mato Grosso, Pedro Nesse.

De acordo com ele, em Mato Grosso serão visitadas de 130 a 150 mil propriedades e em Lucas do Rio Verde, com base nos dados da pesquisa anterior, serão mais de 370 propriedades.

“O Censo Agro visita todas as propriedade rurais e a gente pede que as pessoas recebam os recenseadores, tendo em vista a importância dessa informação. Esta é a única pesquisa estatística agropecuária que visita todos os produtores. O Mato Grosso é o estado mais importante pro Brasil nesta pesquisa, pois responde a mais de 26% de toda safra brasileira de grãos e um produtor fora desta pesquisa pode significar muito”, ressalta Pedro Nesse.

Para cada produtor, são feitas 42 perguntas básicas. Mas dependendo da diversificação da propriedade, o leque de perguntas pode se abrir e passar de 100. Nas entrevistas, são levantadas informações sobre área, produção, características do pessoal ocupado, emprego de irrigação, uso de agrotóxicos, entre outros temas.

A coleta de dados para o Censo Agro 2017 é feita de forma digital, por meio dos Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), que rodam um aplicativo inteiramente desenvolvido pela Diretoria de Informática do IBGE e são capazes de mostrar a imagem do setor censitário, a posição do recenseador no terreno e os endereços dos estabelecimentos a serem recenseados. Com a tecnologia, também será possível identificar novos estabelecimentos e cadastrá-los. O novo sistema também vai melhorar a crítica dos dados, orientando os recenseadores durante a coleta, para que o questionário seja preenchido de forma correta.

O Censo Agropecuário 2017 também vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários.

A pesquisa irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.

Quanto à divulgação dos dados, o gerente explica que existe legislação que proíbe o IBGE de repassar informação individual para qualquer pessoa ou órgão. “Precisamos que os produtores repassem as informações com clareza todas as atividades de sua propriedade e tenha a segurança de que esta informação, em hipótese nenhuma, será repassada a órgãos ou empresas particulares”, salientou.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde, Márcio Albieri, a pesquisa vai apresentar informações precisas sobre o setor que vão auxiliar no planejamento de ações e projetos do poder público. “O censo vai verificar tanto grandes produtores até a agricultura familiar, como produzem, quantas são, como trabalham, tudo será descrito em detalhes e números, e tais informações serão úteis para a definição de políticas públicas e de estratégias para o crescimento do setor agropecuário no município”.

A coleta de dados do Censo Agro 2017 vai até o final de fevereiro do ano que vem e os resultados devem começar a ser divulgados pelo IBGE a partir do segundo semestre de 2018.

MT Agora - Ascom

Mais Noticias

Algodão

Preço estimula aumento de plantio do algodão em Sorriso

Estimativa Em 5 Anos

Produtores de milho de MT querem aumentar produção de etanol de milho para 3,5 bilhões em 5 anos

Dados

Abate de bovinos cresce 37,5% em MT; resultado é o melhor em 10 meses, diz Indea

Dados

Instituto aponta queda de 57% nas exportações de carne bovina em MT

11/07/2018 -

Mato Grosso é o estado com a maior frota de aeronaves agrícolas do país

Ao todo, o estado tem 464 aviões cadastrados. O número de aviões no estado corresponde a quase 20% do total usado no país.

04/07/2018 -

Banco do Brasil destina R$ 103 bilhões para crédito agrícola

O valor é 21% maior do que o total desembolsado na safra 2017/2018, cerca de R$ 85 bilhões.

04/07/2018 -

Governo de MT lança programa de fomento a hortas nas escolas

O Pró-Hortas Escolares foi lançado nesta terça-feira (03.07), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

04/07/2018 -

Governo de MT inaugura Laboratório de Sanidade Vegetal e Arquivo Central do Indea

As obras foram realizadas por meio de termo de cooperação com o Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase), e dão continuidade ao sonho de tornar o Complexo do Planalto, em um centro tecnológico da Defesa Agropecuária em Mato Grosso.

03/07/2018 -

OCDE e FAO: produção agrícola mundial deve crescer 20% em dez anos

O aumento será ainda maior nas regiões em desenvolvimento, como a África Subsaariana, Ásia Meridional e Oriental, Meio Oriente e Norte da África. Movimento oposto deve ocorrer nos países desenvolvidos.

30/06/2018 -

Sorriso: 20% da safra de milho foram colhidas até agora

A expectativa dos produtores é encerrar a colheita dentro dos próximos 15 dias.

30/06/2018 -

Custo da produção de algodão em Mato Grosso sobe 0,82%

Tal variação se deve, principalmente, à valorização do dólar no último mês, que influenciou no aumento dos custos com os defensivos e fertilizantes.

30/06/2018 -

Ministério da Agricultura diz que o projeto sobre agrotóxicos não aumenta risco à saúde

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nota, nesta quinta-feira (28), apontando que há muita preocupação em relação ao uso de substâncias químicas.

25/06/2018 -

Vazio sanitário da soja começa em MT e segue até o dia 15 de setembro

Durante 90 dias, produtores não podem manter pés de soja vivos para evitar ferrugem asiática. Em caso de descumprimento, eles podem ser multados pelo Indea.

21/06/2018 -

Mato Grosso mais perto do fim da vacinação da Febre Aftosa

A previsão é que até maio de 2021 seja feita a última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Brasil, conforme o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

17/06/2018 -

MT abate 89 mil cabeças de gado a mais no 1º trimestre de 2018 e lidera produção no país

Segundo o IBGE, o estado lidera a produção nacional com 15,6% do que é produzido no país. Ao todo, 7,72 milhões de cabeças de gado nos três primeiros meses de 2018.

15/06/2018 -

Mais de 6 mil propriedades serão fiscalizadas durante vazio sanitário da soja

De 15 de junho a 15 de setembro não poderá haver plantas vivas de soja cultivadas ou guaxas, tanto em áreas de cultivo quanto às margens das rodovias.

13/06/2018 -

MT deve colher mais de 25% da produção de grãos, cereais e oleaginosas do país na safra 2018, estima IBGE

Ao todo, Mato Grosso deve produzir 25,9% da produção nacional. Na estimativa do IBGE, o estado deve ser o maior produtor de algodão herbáceo (em caroço) do país.

12/06/2018 -

IBGE reduz para 228,1 milhões de toneladas previsão de safra de grãos

A estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feita em maio, é 0,8% inferior (ou 1,9 milhão de toneladas) na comparação com a de abril.

12/06/2018 -

Agricultores antecipam compra de calcário para aplicar na próxima safra de soja em MT e aumentar a produtividade

Calcário aumenta os níveis de magnésio e cálcio nas plantas. Expectativa de crescimento nas vendas é de 8%, em relação a 2017.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora