Lavouras

Chuva intensa atrapalha a colheita em Lucas do Rio Verde e produtor já contabiliza prejuízos

De acordo com Sindicato Rural, dos 240 mil hectares plantados da oleaginosa em Lucas do Rio Verde, somente 12% foram colhidos até esta segunda-feira (23).

25 de Janeiro de 2017 as 00h 03min

As chuvas que estão caindo em Mato Grosso desde a última semana, fizeram com que o ritmo de colheita da soja safra 2016/17 diminuísse consideravelmente. Em Lucas do Rio Verde, o Sindicato Rural já contabiliza perdas expressivas, onde os produtores que ariscam colocar as máquinas em campo estão colhendo soja com até 30% de umidade.

De acordo com o presidente do Sindicato, Carlos Simon, já são praticamente 8 dias de muita chuva. Em alguns pontos, as chuvas alcançam 100 mm.

“Os produtores que conseguem entrar na lavoura estão tirando soja ardida já. Estão colhendo soja com muita umidade, chegando até 30%, pra secar isso é muito trabalhoso, é muito oneroso para conseguir secar isso ai, então o prejuízo já está instalado. Se persistir essa chuva, o prejuízo vai ser cada dia maior”, comentou Simon.

Em algumas propriedades, onde as chuvas são mais intensas já há relatos de soja estar apodrecendo ainda no pé. Para Simon, é preciso que haja pelo menos 10 horas de sol e uma noite inteira sem chuva, para que o grão seque bem e o produtor consiga colher.

O ritmo das maquinas em campo é lento. De acordo com Sindicato Rural, dos 240 mil hectares plantados da oleaginosa em Lucas do Rio Verde, somente 12% foram colhidos até esta segunda-feira (23).

O site Climatempo prevê chuvas intensas até o dia 25. O calor e alta umidade atmosférica, facilitam a formação de nuvens de chuva sobre a região de Mato Grosso.

MT Agora - Cenário MT

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO