Agronegócios

Colheita da soja segue em ritmo acelerado em Lucas do Rio Verde-MT

Produtividade chega até 60 sacas por hectare.

Colheita Da Soja | 07 de Fevereiro de 2019 as 14h 52min
Fonte: João Ricardo | Cenário MT

Com o clima favorável, a colheita da soja em Lucas do Rio Verde-MT, segue em ritmo acelerado. De acordo com levantamento realizado pelo Sindicato Rural do município, essa semana a colheita da oleaginosa (safra 18/19) atingiu 70% da área plantada. Cerca de 240 mil hectares estavam disponíveis para o plantio da atual safra.

O clima, de acordo com o presidente do Sindicato, produtor rural Carlos Simon, tem favorecido. As colheitadeiras foram colocadas em campo, ainda no final do ano passado e praticamente trabalharam todo o mês de janeiro. O clima nos primeiros dias do mês de fevereiro também colaborou para o avanço na colheita.

“Por outro lado, a produtividade no início da colheita, infelizmente foi um pouco abaixo do que se esperava. As lavouras que foram colhidas nesses últimos dias apresentaram rendimento um pouco melhor, onde o pessoal está colhendo de 57 até 60 sacas por hectare, o que se esperava”, salientou Simon.

Conforme avança a colheita de soja, o plantio do milho também começa a tomar dimensão. “A safrinha de milho, praticamente acompanha a área colhida. Como se diz, está no rastro da colhedeira. Colhedeira termina o talhão hoje, duas ou três horas depois o milho já é plantado”, afirmou.

Os produtores que optam pelo plantio do algodão como segunda safra, já encerraram o plantio da fibra.

“Basicamente o ano que chove pouco, as atividades no campo rendendo mais do que em que anos chuvosos”, comentou Simon.

Dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) apontam, porém, para chuvas mais intensas a partir dessa semana na região central do Brasil. As previsões meteorológicas indicam que Mato Grosso tenha precipitações mais intensas, tendo em vista que o bloqueio atmosférico perde força, facilitando o deslocamento da umidade.

“Basicamente todos os anos existem essa invernada, ou seja, uma convergência no atlântico sul, saindo uma onda de chuva pegando o estado de Mato Grosso por aproximadamente uma semana. Soja hoje infelizmente não aguenta uma semana de chuva. Apesar de não ter nada atrasado, o produtor está colhendo”.

MERCADO

Com a disputa comercial entre Estados Unidos e China, que constantemente vem abalando o mercado, a venda de soja brasileira acaba sofrendo alterações importantes.

“Nossa maior dificuldade enfrentada hoje é questão de preços, pois essa briga entre Estados Unidos e China tem dificultado a exportação de soja por parte dos norte-americanos. Com isso, Chicago está derretendo e estamos trabalhando com preços a níveis de dólar piores se comparados aos últimos sete anos”, afirmou o presidente do Sindicato Rural, argumentando ainda que “a aquisição de fertilizantes está cara, ao passo que a venda da soja muito barata. A conta não fecha e isso tem preocupado muito o produtor rural”.

A saca de 60 quilos de soja começou a semana sendo comercializada ao valor de R$ 60,00. “Em reais não é um valor ruim, mas se pegar esse valor e dividir a R$ 3,67 que é câmbio atual, esse valor chega a U$ 16,00. A média para nós deveria ser vender a saca de soja a U$ 18,50. Estamos vendendo de 13% a 15% abaixo do esperado”, finalizou Carlos Simon.

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO