Ferrugem asiática chega às lavouras de Mato Grosso

CDSV/Mapa confirmou a presença de dois focos da ferrugem em áreas comerciais. Fungo tão precoce quanto a safra

05/12/2013 - 07:00:00

   

Em um intervalo de quatro dias, Mato Grosso registrou mais dois focos de ferrugem asiática. Desta vez a confirmação assusta, pois ambos foram detectados em lavouras comerciais. A ferrugem asiática, doença fúngica que pode aniquilar a produtividade das lavouras de soja, foi confirmada dois dias antes em relação ao ano passado, que teve o primeiro caso em lavoura comercial admitido no dia 5 de dezembro. Dentro das estatísticas sobre a ocorrência da doença no Estado, a safra 2013/14 impõe novo recorde: o foco comercial mais precoce já registrado no Estado.

Na noite da última terça-feira, o coordenador da Comissão de Defesa Sanitária Vegetal do Ministério da Agricultura (CDSV/Mapa), em Mato Grosso, Wanderlei Dias Guerra, anunciou os novos casos em plantações de Campos de Júlio, noroeste do Estado. O registro já está publicado no Mapa de Dispersão da doença, do Consórcio Antiferrugem, pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT).

Na última sexta, Dias Guerra já havia confirmado o primeiro caso da safra, mas em planta guaxa, àquelas que nascem de forma voluntária fora da região tida como lavoura, como por exemplo, às margens das rodovias. Esse caso foi detectado em Alto Araguaia (418 quilômetros ao norte de Cuiabá). Todos os três casos foram observados em plantas no estádio R5, com vagens em granação, ou seja, o risco de comprometer a produtividade é muito grande em lavouras neste período do desenvolvimento. Com o terceiro foco, Mato Grosso assume a vice-liderança do ranking nacional do Mapa da dispersão, atrás apenas de São Paulo com seis ocorrências.

Como explica o coordenador da CDSV/Mapa, a doença foi confirmada nas variedades TMG 123 e outro na Monsoy. Ele reforça que a primeira ocorrência comercial desta safra se deu justamente no município “onde o Indea/MT teve dificuldade em fazer com que um produtor destruísse as guaxas de sua lavoura durante o vazio sanitário, período de 90 dias em que a existência de plantas vivas de soja fica proibida no Estado”. E completa: “Esta detecção da ferrugem apenas confirma nossa previsão e o alerta que fizemos sobre as condições favoráveis para o aparecimento da doença. No entanto ainda não é nada grave, pois este produtor que tem várias fazendas faz monitoramento constante em todas elas e esta ocorrência é mesmo rara, mas indica, confirma a fase favorável, conforme também indica o sistema Agrodetecta”. A fase favorável se dá pelas atuais condições climáticas em Mato Grosso, muita chuva e altas temperaturas. A dobradinha quente e úmido faz o ambiente perfeito para proliferação do fungo causador, Phakopsora pachyrhizi. Só resta monitorar, isso é fundamental”.

APROSOJA/MT
O diretor técnico da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), Nery Ribas, destaca que a confirmação do primeiro caso em área comercial é apenas o começo do que deve estar por vir nesta safra. “Sempre reforçamos: o clima vai estar favorável à doença até a colheita final. O fungo existe, a doença começa a aparecer e não há soluções mágicas. Vale a velha recomendação de sempre, monitoramente constante e manejo integrado de pragas e doenças, tudo é claro, aliado à tecnologia”. Para esta safra os sojicultores têm um aliado já disponível no mercado produzido a partir do princípio ativo carboxamidas. “A nova molécula, assim como outras, eram uma luta do setor, pois estávamos há mais de uma década combatendo a ferrugem com os mesmos produtos e o uso intensivo acaba por reduzir ano-a-ano a eficiência dos químicos”. Ele reforça: “Estamos há mais de dez anos lidando com a doença e aprendemos muito, mas não há milagre e nem mágica contra a ferrugem”, assevera.

Marianna Peres

MT Agora - Diário de Cuiabá

Mais Noticias

Fethab

Fethab será principal tema de reunião entre prefeitos e governador de MT

Focos de Calor

MT é o estado com mais focos de calor nos primeiros 20 dias de janeiro

Otimismo

Diante de bons preços para o milho, produtores se mantêm otimistas

Mosca Branca

Diversas regiões do Mato Grosso estão com as lavouras infestadas por mosca branca

19/01/2015 -

Pressão do bicudo do algodoeiro aumenta no início da safra em MT

Aumento da população adulta do inseto preocupa produtores. O estado produz cerca de 60% do algodão brasileiro.

18/01/2015 -

Mato Grosso ganha 180 milionários em apenas 10 anos

Ao todo, 385 pessoas físicas com faturamento líquido anual acima de US$ 1 milhão

13/01/2015 -

Agricultura familiar expõe demandas ao governo

Hoje, aproximadamente 70% dos alimentos na mesa dos mato-grossenses, no que diz respeito à hortifrutis, vêm de outros Estados, em especial São Paulo e Goiás

13/01/2015 -

Produção e custo da soja aumentam em Mato Grosso

A demanda externa que segue gerando expectativas e ao mesmo tempo, esperança.

12/01/2015 -

Fávaro ouve demandas de pequenos agricultores de Chapada dos Guimarães

Em sua primeira agenda oficial fora de Cuiabá, nesta sexta-feira (09.01) o vice-governador Carlos Fávaro ouviu as reivindicações dos agricultores da Horta Santa Edviges, em Chapada dos Guimarães.

09/01/2015 -

Mato Grosso já colheu 2% da safra de soja

Dados do Imea demonstram que ritmo de colheita cresceu em praticamente todo o Estado

09/01/2015 -

Vazio sanitário da soja passa a ter 122 dias em Mato Grosso

Novo período foi determinado por instrução normativa. Vazio sanitário passa a valer de 1º de junho a 30 de setembro.

05/01/2015 -

Antracnose tem atacado lavouras de soja em MT e preocupado produtores

O fungo deixa vagem, caule e folhas necrosadas. Prejuízos podem chegar a 40% da lavoura.

05/01/2015 -

Transportadores adotam “balizador de fretes” para safra 2015

Segundo as entidades signatárias ATC (Associação dos Transportadores de Cargas do Mato Grosso), Sindmat, Sindicam e Fettremat, a medida visa evitar que em 2015 haja uma quebradeira generalizada no setor de transportes.

26/12/2014 -

Prestes a deixar cargo, Geller destaca avanço na agricultura e fala de prisões

Ministro da Agricultura será substituído por Kátia Abreu na próxima semana. A prisão de dois irmãos dele teria sido um equívoco, conforme Neri Geller.

24/12/2014 -

Embrapa amplia avaliação do manejo integrado de pragas em MT

Ao fim da safra os dados sobre quantidade de pulverizações custos de produção e produtividade das duas áreas serão comparados.

24/12/2014 -

Agronegócio pode ganhar impulso com nova tecnologia

Boeing combina veículos aéreos não tripulados com outras fontes de dados para potencializar agricultura de precisão no Brasil

22/12/2014 -

Começa a colheita de soja em dois municípios de Mato Grosso

Colheita começa em Campos de Júlio e Chapada dos Guimarães. No entanto, chuvas frequentes têm atrapalhado continuidade dos trabalhos.

22/12/2014 -

Crotalária é boa alternativa para renovação de canaviais, diz entidade

Leguminosa ajuda no combate aos nematoides e na fixação de nitrogênio. Planta oferece excelente cobertura do solo.

22/12/2014 -

Famato alerta produtores para prorrogação da adequação à nota fiscal eletrônica

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) informou que o prazo para os produtores rurais pessoas físicas se adequarem ao sistema de emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) foi prorrogado