Ferrugem asiática chega às lavouras de Mato Grosso

CDSV/Mapa confirmou a presença de dois focos da ferrugem em áreas comerciais. Fungo tão precoce quanto a safra

05/12/2013 - 07:00:00

   

Em um intervalo de quatro dias, Mato Grosso registrou mais dois focos de ferrugem asiática. Desta vez a confirmação assusta, pois ambos foram detectados em lavouras comerciais. A ferrugem asiática, doença fúngica que pode aniquilar a produtividade das lavouras de soja, foi confirmada dois dias antes em relação ao ano passado, que teve o primeiro caso em lavoura comercial admitido no dia 5 de dezembro. Dentro das estatísticas sobre a ocorrência da doença no Estado, a safra 2013/14 impõe novo recorde: o foco comercial mais precoce já registrado no Estado.

Na noite da última terça-feira, o coordenador da Comissão de Defesa Sanitária Vegetal do Ministério da Agricultura (CDSV/Mapa), em Mato Grosso, Wanderlei Dias Guerra, anunciou os novos casos em plantações de Campos de Júlio, noroeste do Estado. O registro já está publicado no Mapa de Dispersão da doença, do Consórcio Antiferrugem, pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT).

Na última sexta, Dias Guerra já havia confirmado o primeiro caso da safra, mas em planta guaxa, àquelas que nascem de forma voluntária fora da região tida como lavoura, como por exemplo, às margens das rodovias. Esse caso foi detectado em Alto Araguaia (418 quilômetros ao norte de Cuiabá). Todos os três casos foram observados em plantas no estádio R5, com vagens em granação, ou seja, o risco de comprometer a produtividade é muito grande em lavouras neste período do desenvolvimento. Com o terceiro foco, Mato Grosso assume a vice-liderança do ranking nacional do Mapa da dispersão, atrás apenas de São Paulo com seis ocorrências.

Como explica o coordenador da CDSV/Mapa, a doença foi confirmada nas variedades TMG 123 e outro na Monsoy. Ele reforça que a primeira ocorrência comercial desta safra se deu justamente no município “onde o Indea/MT teve dificuldade em fazer com que um produtor destruísse as guaxas de sua lavoura durante o vazio sanitário, período de 90 dias em que a existência de plantas vivas de soja fica proibida no Estado”. E completa: “Esta detecção da ferrugem apenas confirma nossa previsão e o alerta que fizemos sobre as condições favoráveis para o aparecimento da doença. No entanto ainda não é nada grave, pois este produtor que tem várias fazendas faz monitoramento constante em todas elas e esta ocorrência é mesmo rara, mas indica, confirma a fase favorável, conforme também indica o sistema Agrodetecta”. A fase favorável se dá pelas atuais condições climáticas em Mato Grosso, muita chuva e altas temperaturas. A dobradinha quente e úmido faz o ambiente perfeito para proliferação do fungo causador, Phakopsora pachyrhizi. Só resta monitorar, isso é fundamental”.

APROSOJA/MT
O diretor técnico da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), Nery Ribas, destaca que a confirmação do primeiro caso em área comercial é apenas o começo do que deve estar por vir nesta safra. “Sempre reforçamos: o clima vai estar favorável à doença até a colheita final. O fungo existe, a doença começa a aparecer e não há soluções mágicas. Vale a velha recomendação de sempre, monitoramente constante e manejo integrado de pragas e doenças, tudo é claro, aliado à tecnologia”. Para esta safra os sojicultores têm um aliado já disponível no mercado produzido a partir do princípio ativo carboxamidas. “A nova molécula, assim como outras, eram uma luta do setor, pois estávamos há mais de uma década combatendo a ferrugem com os mesmos produtos e o uso intensivo acaba por reduzir ano-a-ano a eficiência dos químicos”. Ele reforça: “Estamos há mais de dez anos lidando com a doença e aprendemos muito, mas não há milagre e nem mágica contra a ferrugem”, assevera.

Marianna Peres

MT Agora - Diário de Cuiabá

Mais Noticias

Imunização

Mato Grosso mais perto do fim da vacinação da Febre Aftosa

Líder Na Produção

MT abate 89 mil cabeças de gado a mais no 1º trimestre de 2018 e lidera produção no país

Sanidade Vegetal

Mais de 6 mil propriedades serão fiscalizadas durante vazio sanitário da soja

Estimativa

MT deve colher mais de 25% da produção de grãos, cereais e oleaginosas do país na safra 2018, estima IBGE

12/06/2018 -

IBGE reduz para 228,1 milhões de toneladas previsão de safra de grãos

A estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feita em maio, é 0,8% inferior (ou 1,9 milhão de toneladas) na comparação com a de abril.

12/06/2018 -

Agricultores antecipam compra de calcário para aplicar na próxima safra de soja em MT e aumentar a produtividade

Calcário aumenta os níveis de magnésio e cálcio nas plantas. Expectativa de crescimento nas vendas é de 8%, em relação a 2017.

12/06/2018 -

Aplicação de calcário nas lavouras aumenta a produção de grãos, diz pesquisa feita por alunos da UFMT

Professor que coordenou a pesquisa afirma que a ampliação em duas vezes da dose tradicionalmente aplicada por hectare rendeu em média 10 sacas a mais por ano.

12/06/2018 -

Preço do frete aumenta, agricultores de MT não conseguem escoar a produção de milho e armazéns estão lotados

Frete que tinha o custo de R$ 170 por tonelada aumentou para R$ 240. Sacas de soja ainda estão estocadas em armazéns.

07/05/2018 -

Agricultores estão preocupados com lavouras de milho em MT devido à falta de chuva

Segundo o Imea, produção reduziu 15%. Média de produção para o estado é de 96 sacas por hectare.

30/04/2018 -

Primeira etapa da vacinação contra febre aftosa em MT começa na terça-feira (1º)

Até o dia 31 de maio todo o rebanho bovino e bubalino do estado deve ser vacinado. A última ocorrência de febre aftosa em Mato Grosso foi registrada em 1996.

17/04/2018 -

Novo Mercado do Produtor de Lucas do Rio Verde promete ser espaço para comércio e lazer familiar

Prefeitura informa que espaço será mais amplo e com melhor infraestrutura em relação ao atual local destinado aos agricultores

11/04/2018 -

Petrobras ameaça fechar fábricas de fertilizantes; pecuaristas e consumidores de MT serão prejudicados

A possibilidade de fechamento das unidades da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) pela Petrobras em Sergipe e na Bahia poderá causar impactos sem precedentes para pecuária em Mato Grosso.

11/04/2018 -

Registros de estabelecimentos avícolas chegam a 93,5% em MT

Mato Grosso tem 462 granjas avícolas comerciais cadastradas no Indea. Das 432 granjas que protocolaram a solicitação de registro na autarquia, 407 são de corte e 25 de postura.

11/04/2018 -

Câmara de Política Agrícola aprova R$ 200 milhões em projetos do FCO Rural

Com todos os projetos aprovadas pelo Conselho, a soma em investimento é de pouco mais de R$ 199 milhões e deve gerar 377 empregos diretos e outros 847 indiretos.

09/04/2018 -

Volume do agronegócio cresce 7,6% em 2017, eleva PIB nacional e ajuda no controle da inflação

Novamente, o ramo agrícola é que deu impulso para o PIB-volume, visto que registrou aumento de 9,2% em 2017.

09/04/2018 -

Exportações do agronegócio sobem 4,1% em março; saldo comercial é de R$ 7,79 bi

s dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura nesta segunda-feira (9).

05/04/2018 -

Ministério da Agricultura não se pronuncia diante de denúncias contra BRF em Mato Grosso

Na denúncia, além de fotos que mostram as condições em que a comida era enviada dos frigoríficos para o consumo interno, consta um dossiê sobre a precariedade da estrutura e equipamentos do refeitório de Lucas do Rio Verde

05/04/2018 -

Produção de carne em Mato Grosso é discutida com parlamentares europeus

O Estado é responsável por 25% de todas as fazendas do Brasil habilitadas a exportar carne para a União Europeia

23/03/2018 -

Conheça Werner Haroldo Kothrade, vencedor do mérito “O Semeador”

São mais 43 anos de suor e sacrifício em terras mato-grossenses, mas a caminhada foi de grandes realizações em meios às dificuldades

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora