Imunização

Mato Grosso mais perto do fim da vacinação da Febre Aftosa

A previsão é que até maio de 2021 seja feita a última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Brasil, conforme o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

21 de Junho de 2018 as 00h 11min

Começou terça-feira (19) e vai até hoje (21), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá-MT, o debate entre os cinco estados brasileiros que fazem parte do Bloco V para as ações do Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), que prevê a retirada total da vacinação no país até 2023. Para isso, estão previstas 102 ações a serem executadas em todo o país. O Sistema Famato tem participado ativamente das discussões e contribuições para o plano.

 A previsão é que até maio de 2021 seja feita a última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Brasil, conforme o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Mas Mato Grosso já trabalha para que a partir de 2019 alguns municípios comecem a retirada, como Rondolândia, parte de Colniza e algumas propriedades de Comodoro e Juína que são totalmente dependentes do comércio com Rondônia, que faz parte do bloco I, conforme informou a presidente do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea-MT), Daniella Bueno.

 Esta foi a primeira reunião do bloco V, do qual fazem parte os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Este último é o único que já é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação, desde 2007. Para a retirada da vacina, os estados da federação foram divididos em cinco blocos pecuários para que seja feita a transição de área livre da aftosa com vacinação para sem vacinação gradativamente.

 O objetivo da reunião é discutir os custos, a sustentabilidade do plano e a mudança da cultura tanto do produtor quanto do serviço oficial de sanidade. As diretrizes básicas do PNEFA preveem gestão compartilhada entre governos e iniciativa privada; aperfeiçoamento das capacidades do Serviço Veterinário Oficial (SVO); regionalização das ações; sustentação financeira; adequação e fortalecimento do sistema de vigilância; agilidade e precisão no diagnóstico; previsão de imunógeno (partícula, molécula estranha ou organismo capaz de induzir uma resposta imunológica) para emergências veterinárias; cooperação internacional e educação em saúde animal.

 O presidente do Sistema Famato, Normando Corral, destacou a importância de se estabelecer três ações para que o plano seja executado com eficácia. “Para que este plano tenha sucesso, penso que três exigências devem acontecer: uma é a competência e capacidade técnica que eu tenho certeza de que o Mapa e os Institutos de Defesa Agropecuária têm, os outros são a vontade política e os recursos. Sem qualquer um desses três pilares esse plano não acontecerá. Nós da iniciativa privada sabemos que parte dos custos caberá a nós, mas há um limite para isso. E o limite é dado pelo rigor da aplicação dos recursos e necessidade da aplicação desses recursos. Bem instalado esse tripé, tenho certeza de que conseguiremos conquistar esse status de livres da febre aftosa sem vacinação”, discursou Corral.

 Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal (DAS/Mapa), Guilherme Marques, o PNEFA terá 10 anos de duração. Começou a ser executado em 2017 e vai até 2026. É uma política de estado com a participação do setor privado, dos governos federal e estadual e que possibilitou ao país alcançar este ano o reconhecimento pela OIE de país livre de febre aftosa com vacinação. “O plano não tem apenas o objetivo de tirar a vacina, mas sim de dar sustentação para essa conquista, pois pretendemos ter o reconhecimento do Brasil como livre de aftosa sem vacinação em 2023. Mas o plano vai até 2026, ou seja, com mais 3 anos de fortalecimento”.


MT Agora - Assessoria

COMENTARIOS

Mais de Agronegócios

Segunda Safra

Produtores investem em crotalária na segunda safra para aumentar produtividade de soja

Planta prepara o solo para o cultivo da soja, aumenta a quantidade de nutrientes e reduz a população nematóides.

19 de Abril de 2019 as 18h28

Previsão

Produção de girassol em MT deve ter queda de quase 30% em relação à safra anterior, estima Conab

Previsão é que o estado, maior produtor de girassol do país, produza 72 mil toneladas do produto. No ano passado, por outro lado, a produção foi de 120 mil toneladas.

07 de Abril de 2019 as 15h42

Agronegócio

MP 867/18: Selma Arruda e Sérgio Souza apresentam Plano de Trabalho

é preciso garantir segurança jurídica aos produtores rurais que desejam estar inseridos no PRA com vistas à regularidade ambiental

03 de Abril de 2019 as 21h05

Show Safra BR 163

Mulheres e agronegócio: Uma entrevista com quem conhece a evolução das mulheres em uma das áreas mais promissoras da economia nacional

A supervisora de Experiência do Cliente para John Deere Brasil, Maria Cândida de Melo, esteve no Show Safra BR 163 e batemos um papo com ela sobre a presença da mulher em lugar de destaque no agronegócio.

29 de Março de 2019 as 22h18

Show Safra BR 163

Produtores mostram que é possível fazer manejo integrado durante o Show Safra em Lucas do Rio Verde

Ao fim da safra, com menor número de pulverizações de inseticidas, foi possível colher as mesmas 65,5 sacas que em outro talhão com a mesma cultivar de soja, porém com uma economia de R$ 97 por hectare.

29 de Março de 2019 as 22h14

Sindicado Rural

Antônio Lira é empossado presidente do Sindicato Rural em Lucas do Rio Verde

O Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde é considerado um dos mais fortes no Estado. O município está entre os principais produtores e exportadores de soja e milho em Mato Grosso.

29 de Março de 2019 as 22h10

Show Safra BR 163

Bispo Dom Vital Chitolina é homenageado no Show Safra BR 163

O bispo da Diocese de Diamantino-MT, Dom Vital Chitolina, foi homenageado com o mérito "O Semeador", nesta sexta-feira (29), no encerramento do Show Safra BR 163.

29 de Março de 2019 as 20h14

Show Safra BR 163

Show Safra: Pequenos municípios grandes potencialidades

Tapurah e Pontes e Lacerda apresentaram oportunidades de crescimento econômico com base no agronegócio

29 de Março de 2019 as 19h54

Show Safra BR 163

Show Safra 2020: Começam os preparativos para a próxima edição

O Show Safra BR 163 2020 será realizado de 17 a 20 de março. A Fundação Rio Verde espera aumentar em 15% a estrutura do parque e discutir tecnologia e informação.

29 de Março de 2019 as 19h37

Evento

Fórum da Agricultura Familiar reúne produtores, autoridades e lideranças da região

O evento foi realizado pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde durante o Show Safra BR 163

29 de Março de 2019 as 18h41

Biodiesel

Bolívia autoriza biotecnologia para produzir biodiesel

O pais está comprometida com os biocombustíveis

29 de Março de 2019 as 09h28

Aftosa

Fim da vacina contra aftosa: E se o vírus voltar?

O Brasil está prestes a iniciar seu Programa Nacional de Erradicação de Febre Aftosa (PNEFA)

29 de Março de 2019 as 09h25

Show Safra

Prefeitura apresenta pesquisas da agricultura familiar no Show Safra BR 163

Com uma área de aproximadamente um hectare, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente mantém um campo experimental

28 de Março de 2019 as 16h12

Show Safra

Agricultores seguem tendência de buscar autonomia no transporte da produção

Com o mercado aquecido as concessionárias se prepararam para atender a demanda

27 de Março de 2019 as 21h13

Show Safra

Penúltimo dia do Show Safra traz discussões sobre suinocultura e manejo do algodão

A professora da PUC/RJ destaca a importância da presença da mulher no agronegócio, às 16h30.

27 de Março de 2019 as 21h12

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você concorda com a decisão do TRE que cassou o mandato da senadora Selma Arruda?

Sim

Não

Parcial
veja +

COTAÇÃO