Ministério da Agricultura diz que o projeto sobre agrotóxicos não aumenta risco à saúde

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nota, nesta quinta-feira (28), apontando que há muita preocupação em relação ao uso de substâncias químicas.

30/06/2018 - 23:47:48

   

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nota, nesta quinta-feira (28), apontando que há muita preocupação em relação ao uso de substâncias químicas. Os debates sobre o tema, muitas vezes, têm pouco embasamento científico. A filosofia de risco zero não é adequada, pois mesmo uma substância que aparentemente seja segura, como a água, quando consumida em quantidade exagerada pode levar a risco de vida. Nesse sentido, os pesticidas são ferramentas essenciais à produção agrícola brasileira e à manutenção do seu alto nível produtivo. A necessidade do uso dessas ferramentas torna ainda mais evidente a sua utilização de forma correta, segundo as orientações estabelecidas por ocasião do registro do produto, no sentido de minimizar possíveis riscos de sua utilização”

“O propósito do Projeto de Lei do Senado n° 6.299/2002, que trata da revisão da legislação brasileira de agrotóxicos não pretende aumentar o risco quanto ao uso dessas substâncias, nem tornar o processo de registro negligente. Objetiva também modernizar os termos e procedimentos atuais, com vistas a melhorar a eficiência do registro desses produtos, inclusive, aumentar as multas, de R$ 29 mil reais atuais para até R$ 2 milhões, no caso de não cumprimento da nova legislação. Conforme a legislação atual, e mesmo na nova proposta, um pesticida só pode ter sua autorização de comercialização concedida se aprovado também pelos órgãos de saúde (Anvisa) e meio ambiente (Ibama) partícipes do registro dessas substâncias, mantendo suas prerrogativas legais. Assim, a proposta de alteração da Lei 7.802, de 11 de julho de 1989, em discussão no Congresso Nacional não altera a sistemática do registro e nem permite que produtos que já foram restritos ou banidos por motivos de saúde e do meio ambiente retornem automaticamente ao mercado. Nesses casos, apenas nova decisão dos órgãos registrantes, incluindo os de saúde e de meio ambiente, poderá permitir que produto já banido seja novamente comercializado”, diz o ministério.

O Brasil é um dos países que mais produz e exporta alimentos e sua legislação precisa atender, de forma segura e eficiente, o avanço do setor agropecuário. “Há, hoje, mais de 35 novos ingredientes ativos na fila de análise, via de regra mais eficientes e menos nocivos à saúde e ao meio ambiente do que produtos que já estão no mercado. No entanto, o método atual de avaliação e de registro não permite previsibilidade sobre quando os agricultores brasileiros terão acesso a essas novas tecnologias, já disponíveis em diversos países. Dessa forma, diminui-se a competitividade do agricultor brasileiro e há prejuízo quanto à comercialização de seus produtos tanto no mercado interno quanto externo”, acrescenta o Ministério da Agricultura. “Na atual lei, existem inconsistências que precisam ser corrigidas. Considera-se como agrotóxicos “os produtos e os agentes de processos físicos, químicos ou biológicos …”. Assim, produtos biológicos são considerados agrotóxicos, como também o tratamento por água quente em mangas para evitar moscas das frutas. Um produtor que usa somente produtos biológicos, portanto, estaria usando agrotóxico”, emenda.

O ministério conclui considerando que “é fundamental a revisão da legislação brasileira de agrotóxicos para harmonizá-la com os compromissos que o Brasil assumiu na OMC, inclusive junto ao Codex Alimentarius, e torná-la mais eficiente. Pelos motivos já expostos, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento apoia o Projeto de Lei nº6.299/2002”.

MT Agora - Só Notícias | Agronotícias

Mais Noticias

Algodão

Preço estimula aumento de plantio do algodão em Sorriso

Estimativa Em 5 Anos

Produtores de milho de MT querem aumentar produção de etanol de milho para 3,5 bilhões em 5 anos

Dados

Abate de bovinos cresce 37,5% em MT; resultado é o melhor em 10 meses, diz Indea

Dados

Instituto aponta queda de 57% nas exportações de carne bovina em MT

11/07/2018 -

Mato Grosso é o estado com a maior frota de aeronaves agrícolas do país

Ao todo, o estado tem 464 aviões cadastrados. O número de aviões no estado corresponde a quase 20% do total usado no país.

04/07/2018 -

Banco do Brasil destina R$ 103 bilhões para crédito agrícola

O valor é 21% maior do que o total desembolsado na safra 2017/2018, cerca de R$ 85 bilhões.

04/07/2018 -

Governo de MT lança programa de fomento a hortas nas escolas

O Pró-Hortas Escolares foi lançado nesta terça-feira (03.07), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

04/07/2018 -

Governo de MT inaugura Laboratório de Sanidade Vegetal e Arquivo Central do Indea

As obras foram realizadas por meio de termo de cooperação com o Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase), e dão continuidade ao sonho de tornar o Complexo do Planalto, em um centro tecnológico da Defesa Agropecuária em Mato Grosso.

03/07/2018 -

OCDE e FAO: produção agrícola mundial deve crescer 20% em dez anos

O aumento será ainda maior nas regiões em desenvolvimento, como a África Subsaariana, Ásia Meridional e Oriental, Meio Oriente e Norte da África. Movimento oposto deve ocorrer nos países desenvolvidos.

30/06/2018 -

Sorriso: 20% da safra de milho foram colhidas até agora

A expectativa dos produtores é encerrar a colheita dentro dos próximos 15 dias.

30/06/2018 -

Custo da produção de algodão em Mato Grosso sobe 0,82%

Tal variação se deve, principalmente, à valorização do dólar no último mês, que influenciou no aumento dos custos com os defensivos e fertilizantes.

25/06/2018 -

Vazio sanitário da soja começa em MT e segue até o dia 15 de setembro

Durante 90 dias, produtores não podem manter pés de soja vivos para evitar ferrugem asiática. Em caso de descumprimento, eles podem ser multados pelo Indea.

21/06/2018 -

Mato Grosso mais perto do fim da vacinação da Febre Aftosa

A previsão é que até maio de 2021 seja feita a última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Brasil, conforme o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

17/06/2018 -

MT abate 89 mil cabeças de gado a mais no 1º trimestre de 2018 e lidera produção no país

Segundo o IBGE, o estado lidera a produção nacional com 15,6% do que é produzido no país. Ao todo, 7,72 milhões de cabeças de gado nos três primeiros meses de 2018.

15/06/2018 -

Mais de 6 mil propriedades serão fiscalizadas durante vazio sanitário da soja

De 15 de junho a 15 de setembro não poderá haver plantas vivas de soja cultivadas ou guaxas, tanto em áreas de cultivo quanto às margens das rodovias.

13/06/2018 -

MT deve colher mais de 25% da produção de grãos, cereais e oleaginosas do país na safra 2018, estima IBGE

Ao todo, Mato Grosso deve produzir 25,9% da produção nacional. Na estimativa do IBGE, o estado deve ser o maior produtor de algodão herbáceo (em caroço) do país.

12/06/2018 -

IBGE reduz para 228,1 milhões de toneladas previsão de safra de grãos

A estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feita em maio, é 0,8% inferior (ou 1,9 milhão de toneladas) na comparação com a de abril.

12/06/2018 -

Agricultores antecipam compra de calcário para aplicar na próxima safra de soja em MT e aumentar a produtividade

Calcário aumenta os níveis de magnésio e cálcio nas plantas. Expectativa de crescimento nas vendas é de 8%, em relação a 2017.

12/06/2018 -

Aplicação de calcário nas lavouras aumenta a produção de grãos, diz pesquisa feita por alunos da UFMT

Professor que coordenou a pesquisa afirma que a ampliação em duas vezes da dose tradicionalmente aplicada por hectare rendeu em média 10 sacas a mais por ano.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora