OCDE e FAO: produção agrícola mundial deve crescer 20% em dez anos

O aumento será ainda maior nas regiões em desenvolvimento, como a África Subsaariana, Ásia Meridional e Oriental, Meio Oriente e Norte da África. Movimento oposto deve ocorrer nos países desenvolvidos.

03/07/2018 - 23:07:43

   

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estimam que a produção mundial de produtos agrícolas e pesqueiros cresça 20% na próxima década. O aumento será ainda maior nas regiões em desenvolvimento, como a África Subsaariana, Ásia Meridional e Oriental, Meio Oriente e Norte da África. Movimento oposto deve ocorrer nos países desenvolvidos.

A projeção está no estudo “Perspectiva Agrícola da OCDE-FAO 2018-2027”, divulgado hoje (3), que traz uma análise detalhada sobre as expectativas para os próximos dez anos a partir do que ocorreu na última década.

De acordo com o relatório, a produção agrícola global cresce de forma constante, conseguindo atingir níveis recordes, em 2017, no caso de tipos específicos de cereais, carne, lácteos e peixes. Porém, a manutenção deste cenário envolve o incentivo do comércio agrícola, fundamentado em políticas específicas para o setor.

Segurança alimentar

Para especialistas, a segurança alimentar depende de estímulos à produção e ao comércio agrícola. Na divulgação do estudo, o secretário-geral da OCDE, Angel Gurría, e o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, ressaltaram a importância de adoção de políticas específicas para o setor como forma de assegurar alimentos à população.

Gurría e Graziano disseram ainda que, apesar da projeção de aumento da produção, há uma tendência de queda da demanda mundial. Eles atribuem a desaceleração da demanda ao declínio gradual nas taxas de crescimento da população global.

Oriente e África

O relatório foca no Oriente Médio e no Norte da África que enfrentam problemas de insegurança alimentar, aumento da desnutrição e limitações no manejo de recursos naturais. De acordo com o estudo, a desnutrição se concentra em áreas tomadas pelos conflitos e instabilidade política.

Independentemente das dificuldades, a demanda por alimentos aumenta rapidamente nessas regiões em decorrência do crescimento populacional, principalmente para o consumo de trigo, açúcar e gordura, provocando um outro desafio: vencer o sobrepeso e a obesidade.

Espera-se um forte crescimento da produção em regiões em desenvolvimento com um crescimento populacional mais rápido, incluindo a África Subsaariana, o sul e o leste da Ásia e o Oriente Médio e Norte da África.

Queda

No estudo, a avaliação é que o crescimento da produção agrícola e de pescados seja menor nos países desenvolvidos, principalmente na Europa Ocidental. A previsão é de enfraquecimento da demanda global associado ao declínio do crescimento populacional, desacelerando o consumo por pessoa e a demanda por produtos de origem animal, especialmente carne.

A partir desta análise, a estimativa é que a queda do consumo de carne iniba a demanda por cereais e farinha de proteína usada na alimentação animal. Com o consumo e o crescimento da produção mais lentos, a tendência é de o comércio agrícola e de peixes reduzir à metade na próxima década em comparação ao mesmo período passado.

Sem alterações

O relatório informa ainda que a demanda por cereais e óleo vegetal para a produção de biocombustíveis deverá permanecer praticamente inalterada nos próximos dez anos, diferentemente do que ocorreu na última década. O destaque é para a expansão dos biocombustíveis para mais de 120 milhões de toneladas adicionais de cereais, sobretudo, milho.

De acordo com o estudo, a falta de apoio dos países desenvolvidos aos biocombustíveis ocorre em oposição ao que há entre os em desenvolvimento que devem estimular sua expansão. Segundo o relatório, o uso de cana-de-açúcar para a produção de biocombustíveis deve aumentar.

MT Agora - Agência Brasil

Mais Noticias

Algodão

Preço estimula aumento de plantio do algodão em Sorriso

Estimativa Em 5 Anos

Produtores de milho de MT querem aumentar produção de etanol de milho para 3,5 bilhões em 5 anos

Dados

Abate de bovinos cresce 37,5% em MT; resultado é o melhor em 10 meses, diz Indea

Dados

Instituto aponta queda de 57% nas exportações de carne bovina em MT

11/07/2018 -

Mato Grosso é o estado com a maior frota de aeronaves agrícolas do país

Ao todo, o estado tem 464 aviões cadastrados. O número de aviões no estado corresponde a quase 20% do total usado no país.

04/07/2018 -

Banco do Brasil destina R$ 103 bilhões para crédito agrícola

O valor é 21% maior do que o total desembolsado na safra 2017/2018, cerca de R$ 85 bilhões.

04/07/2018 -

Governo de MT lança programa de fomento a hortas nas escolas

O Pró-Hortas Escolares foi lançado nesta terça-feira (03.07), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

04/07/2018 -

Governo de MT inaugura Laboratório de Sanidade Vegetal e Arquivo Central do Indea

As obras foram realizadas por meio de termo de cooperação com o Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase), e dão continuidade ao sonho de tornar o Complexo do Planalto, em um centro tecnológico da Defesa Agropecuária em Mato Grosso.

30/06/2018 -

Sorriso: 20% da safra de milho foram colhidas até agora

A expectativa dos produtores é encerrar a colheita dentro dos próximos 15 dias.

30/06/2018 -

Custo da produção de algodão em Mato Grosso sobe 0,82%

Tal variação se deve, principalmente, à valorização do dólar no último mês, que influenciou no aumento dos custos com os defensivos e fertilizantes.

30/06/2018 -

Ministério da Agricultura diz que o projeto sobre agrotóxicos não aumenta risco à saúde

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nota, nesta quinta-feira (28), apontando que há muita preocupação em relação ao uso de substâncias químicas.

25/06/2018 -

Vazio sanitário da soja começa em MT e segue até o dia 15 de setembro

Durante 90 dias, produtores não podem manter pés de soja vivos para evitar ferrugem asiática. Em caso de descumprimento, eles podem ser multados pelo Indea.

21/06/2018 -

Mato Grosso mais perto do fim da vacinação da Febre Aftosa

A previsão é que até maio de 2021 seja feita a última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Brasil, conforme o cronograma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

17/06/2018 -

MT abate 89 mil cabeças de gado a mais no 1º trimestre de 2018 e lidera produção no país

Segundo o IBGE, o estado lidera a produção nacional com 15,6% do que é produzido no país. Ao todo, 7,72 milhões de cabeças de gado nos três primeiros meses de 2018.

15/06/2018 -

Mais de 6 mil propriedades serão fiscalizadas durante vazio sanitário da soja

De 15 de junho a 15 de setembro não poderá haver plantas vivas de soja cultivadas ou guaxas, tanto em áreas de cultivo quanto às margens das rodovias.

13/06/2018 -

MT deve colher mais de 25% da produção de grãos, cereais e oleaginosas do país na safra 2018, estima IBGE

Ao todo, Mato Grosso deve produzir 25,9% da produção nacional. Na estimativa do IBGE, o estado deve ser o maior produtor de algodão herbáceo (em caroço) do país.

12/06/2018 -

IBGE reduz para 228,1 milhões de toneladas previsão de safra de grãos

A estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feita em maio, é 0,8% inferior (ou 1,9 milhão de toneladas) na comparação com a de abril.

12/06/2018 -

Agricultores antecipam compra de calcário para aplicar na próxima safra de soja em MT e aumentar a produtividade

Calcário aumenta os níveis de magnésio e cálcio nas plantas. Expectativa de crescimento nas vendas é de 8%, em relação a 2017.

12/06/2018 -

Aplicação de calcário nas lavouras aumenta a produção de grãos, diz pesquisa feita por alunos da UFMT

Professor que coordenou a pesquisa afirma que a ampliação em duas vezes da dose tradicionalmente aplicada por hectare rendeu em média 10 sacas a mais por ano.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora