Vaca Louca

Preço da arroba do boi despenca após caso atípico de vaca louca

O Ministério da Agricultura suspendeu o envio de carnes para a China e essa ação fez com que as indústrias adotassem outras estratégias de compra e também de abate dos animais em Mato Grosso.

09 de Junho de 2019 as 21h 23min

Na região Sul do estado a arroba do boi gordo passou de R$ 145 para R$ 138. — Foto: TVCA/Reprodução

Caso atípico de vaca louca em um animal de uma fazenda de Nova Canaã do Norte, a 696 km de Cuiabá. Por se tratar de um caso que ocorre de forma espontânea, sem riscos para a população, a Organização Internacional de Saúde Animal já considera o caso encerrado e não alterou o status brasileiro, que continua como insignificante para a doença.

Mesmo assim, por medida protocolar, o Ministério da Agricultura suspendeu o envio de carnes para a China e essa ação fez com que as indústrias adotassem outras estratégias de compra e também de abate dos animais em Mato Grosso. O resultado foi a queda no preço da arroba.

O serviço de embarcar gado na fazenda do pecuarista Fábio Neves está lento desde que a notícia de um caso de vaca louca repercutiu no país. As 36 vacas levadas já tinham sido vendidas ao frigorífico na semana anterior.

"Nós vendemos essas fêmeas a R$ 137 a arroba com 30 dias. Hoje a indústria quer pagar os R$ 130 e nesse número a gente chega a conclusão de que não dá para comercializar", afirmou o pecuarista.

Na região Sul do estado a arroba do boi gordo passou de R$ 145 para R$ 138.

Essa nova tabela de preços praticada pela indústria frigorífica não agrada os criadores, que temem em fechar as contas no vermelho, já que sequer cobrem os custos de produção.

O sindicato que representa os frigoríficos de Mato Grosso alega que algumas indústrias até deixaram de comprar animais no início da semana passada, não pela resistência dos criadores em relação aos novos preços, mas sim para equacionar o mercado, já que a suspensão de embarques para a China poderia resultar em grandes volumes de carne para o mercado interno.

A entidade não quis dizer quantos frigoríficos teriam reduzido os abates, mas todas as unidades já voltaram com as operações.

De acordo com o Sindifrigo, o estado tem 41 plantas frigoríficas, destas 32 são habilitadas para exportação.

Segundo a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), nos quatro primeiros meses deste ano, o volume da exportação já passa das 121 mil toneladas, ou seja, 26,6% a mais do que as 95 mil toneladas exportadas entre janeiro e abril do ano passado.

São esses números que ajudam a entender porque a entidade é contra a suspensão das exportações de carne bovina do Brasil para a China depois da confirmação do caso atípico de vaca louca no estado.

“De acordo com os protocolos e principalmente com a China, bilateral, não inibia nenhuma exportação para aquele país ou demais países. Isso não daria fechamento de nenhum mercado internacional”, afirmou Marco Túlio Soares, presidente da Acrimat.

Segundo o Indea, todas as medidas sanitárias foram seguidas.

“Nós não perdemos o estado sanitário e isso comprova que nossa vigilância está muito bem, porque todo animal que chegar para abate, se estiver com qualquer sintoma neurológico, é feito o abate de emergência e é coletado o tecido nervoso justamente para fazer esse controle. Então não tem risco nenhum, nem para a população, nem para nosso rebanho”, afirmou Tadeu Mocelin, presidente do Indea.

Para o Instituto Mato-grossense da Carne, outra consequência para o mercado é o adiamento para a habilitação de novas plantas frigoríficas para exportação.

“O momento era de estreitar a confiança, habilitar novas plantas, ampliar nosso leque. Nós sabemos que a China passa por um problema de abastecimento em função da peste suína africana. Há a necessidade de aumento de compra, de proteína animal pelo mundo e Mato Grosso é um local preparado, que tem produção suficiente para atender esse mercado. Tropeçamos nessa semana, mas temos certeza que com o emprenho do Ministério da Agricultura e das Relações Exteriores a curto prazo retomaremos o processo de ampliação desse mercado para carne brasileira”, disse Guilherme Nolasco, presidente do Imac.


Fonte: Emerson Sanchez | Ascom

COMENTARIOS

Mais de Agronegócios

Vazio Sanitário Da Soja

Vazio Sanitário da soja começa amanhã em Mato Grosso

Indea deve iniciar fiscalizações nas áreas produtoras

14 de Junho de 2019 as 21h33

Embargo

Acrimat diz que não dá para calcular impacto da suspensão do embargo da carne bovina produzida em MT

Associação diz que pecuaristas vão mudar estratégias de comercialização até que preços sejam restabelecidos.

14 de Junho de 2019 as 11h53

Milho

Produção de milho em MT deve ser de mais de 30 milhões de toneladas, segundo Conab

Imea também estima produção no mesmo patamar, com algumas toneladas a mais.

12 de Junho de 2019 as 07h02

Florestas Plantadas

Ministério da Agricultura aprova Plano Nacional de Florestas Plantadas para fortalecer o segmento no Brasil

Plantio florestal adota sistemas agrícolas sustentáveis e deve expandir área plantada nos próximos anos.

05 de Junho de 2019 as 22h16

Caso Em Mato Grosso

Governo anuncia suspensão da exportação de carne bovina para a China após caso de ''vaca louca''

De acordo com Ministério da Agricultura, suspensão atende a acordo sanitário entre Brasil e China. Na semana passada, foi detectado caso da doença em um animal no Mato Grosso.

03 de Junho de 2019 as 22h17

Seca

Silagem de milho é alternativa de alimentação para o gado durante a seca

Com a fabricação da própria silagem de milho, não há a necessidade de comprar e transportar o produto de fora. Isso faz com que os custos com a alimentação do gado diminuam.

26 de Maio de 2019 as 12h15

Aftosa

Em MT, búfalos são vacinados contra aftosa; vacinação termina em 31 de maio

Propriedade em Jangada investe na criação da búfalos para produção de leite e derivados.

26 de Maio de 2019 as 12h08

Chuvas

Chuva e pragas provocam aumento de preço do quiabo, chuchu e abacate em MT

Pesquisa mostra que tomate teve baixa no preço.

22 de Maio de 2019 as 10h20

Regularização

Reuniões esclarecem moradores sobre Programa de Regularização Fundiária em Nova Mutum

A expectativa da Prefeitura é que todo processo seja concluído em 12 meses.

15 de Maio de 2019 as 10h22

Agricultura Familiar

Agricultura Familiar de Nova Mutum terá assessoria de Laboratório para Análise de Solo

Essa ação visa prestar serviços de assessoria aos pequenos produtores que comercializam nos mercados

15 de Maio de 2019 as 10h16

Taxação

Produtores de MT protestam contra taxação do milho e cobram aplicação do Fethab em estradas

Cartas de reivindicação serão entregues na ALMT e no Palácio Paiaguás.

15 de Maio de 2019 as 09h56

Agricultura

Produção de milho impulsiona Safra 2018/2019, que deve alcançar 236,7 milhões de toneladas

Resultado se aproxima do recorde histórico alcançado em 2016/2017

13 de Maio de 2019 as 20h26

Agricultura Familiar

Publicada lista de produtos com bônus em maio para Garantia de Preços para a Agricultura Familiar

Onze produtos tiveram preço de mercado abaixo e terão descontos na amortização ou liquidação do Pronaf

13 de Maio de 2019 as 20h23

Segurança no Campo

Fazendeiros de MT apoiam decreto pró-armas de Bolsonaro

Produtores afirmam que invasões de propriedades chegaram a um nível inaceitável

13 de Maio de 2019 as 10h04

Etanol

MT é responsável por 74,6% da produção de etanol de milho do país

Estado produziu 590,9 milhões de litros do biocombustível na safra 2018/2019. Atualmente, só se produz etanol de milho em MT, GO e PR.

08 de Maio de 2019 as 10h11

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você faz uso do sistema Público de Saúde?

Sim

Não – Eu tenho Plano de saúde

Parcial
veja +

COTAÇÃO