Sanidade Animal

Registros de estabelecimentos avícolas chegam a 93,5% em MT

Mato Grosso tem 462 granjas avícolas comerciais cadastradas no Indea. Das 432 granjas que protocolaram a solicitação de registro na autarquia, 407 são de corte e 25 de postura.

11 de Abril de 2018 as 22h 59min

Com o objetivo de manter a produção avícola com níveis adequados de biosseguridade, que 432 granjas de aves de corte e de postura, cerca de 93,5% dos estabelecimentos avícolas comerciais mato-grossenses, informaram ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) que estão regulares, em acordo com a legislação Federal.

O prazo estabelecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para o protocolo de registro de estabelecimentos avícolas comerciais, encerrou no dia 03 de março deste ano. Mato Grosso tem 462 granjas avícolas comerciais cadastradas no Indea. Das 432 granjas que protocolaram a solicitação de registro na autarquia, 407 são de corte e 25 de postura.

Para realizar esse trabalho de protocolo das granjas comerciais, o Indea capacitou 40 médicos veterinários que atuam municípios polos da avicultura, em setembro de 2017, para conduzir da melhor forma possível esse processo de protocolo. De acordo com a presidente do Indea, Daniella Soares, o resultado obtido em Mato Grosso foi em decorrência do trabalho conjunto executado no campo.

“O resultado expressivo no número de granjas que atenderam as normas se deve aos esforços e trabalhos conjunto entre o Indea e os produtores. Os técnicos do Indea trabalharam junto às empresas, com os responsáveis técnicos das granjas, realizando a notificação e esclarecendo todo o processo de requerimento do registro. Esse trabalho foi fundamental para que obtivéssemos este resultado em Mato Grosso”, destacou Daniella.

A responsável pelo Programa Estadual de Sanidade Avícola do Indea, Maristela Brito Vicente Correa, ressaltou as regras para o alojamento de novas aves nas granjas. “Os estabelecimentos avícolas que protocolaram no prazo estabelecido pelo Mapa, poderão alojar aves sem terem recebido o registro até que sejam vistoriados e registrados. Já os estabelecimentos que perderam o prazo de protocolo determinado pelo Mapa, só poderão alojar novas aves após receberem o registro”.

A lista de estabelecimentos avícolas comerciais regulares está disponível em Sanidade Avícola.

Registro

O processo de registro obedece a Instrução Normativa nº 56/2007, IN 59/2009, IN 36/2012, IN 08/2017 e IN 18/2017 do Mapa, que estabelecem os critérios de biosseguridade fundamentais para prevenção de introdução e disseminação de doenças oficialmente erradicadas, exóticas e controladas nos estabelecimentos avícolas.

Os técnicos do Indea realizarão a vistoria dos estabelecimentos e a emissão do Laudo de Inspeção Física e Sanitária. O registro é emitido após a comprovação do cumprimento das normas de biosseguridade, como a instalação de telas e outras medidas destinadas à prevenção de doenças como a influenza aviária, doença de Newcastle, Salmoneloses e Micoplasmoses. Já as granjas que não protocolaram o requerimento de registro, não poderão alojar novas aves, até que regularizem.

Em Mato Grosso, o processo de registro ocorrerá em duas etapas. A primeira encerrou no dia 3 de março, obedecendo ao prazo final estipulado pelo Ministério da Agricultura, para que as empresas entregassem o requerimento de registro junto ao Indea. Após as visitas dos fiscais estaduais do Indea e com a comprovação efetiva de que os requisitos do Mapa foram atendidos, os proprietários receberão o registro provisório.

A segunda etapa compreende a execução de todos os requisitos exigidos nas normas de Mato Grosso. Se comprovado o cumprimento das exigências estaduais, o registro final é emitido. O prazo estadual encerra-se em 28 de fevereiro de 2019, quando o produtor deverá comunicar ao Indea o atendimento as exigências das normas estaduais.

Lembrando também que o Ministério da Agricultura estabeleceu o prazo de 24 de agosto de 2018 para o cumprimento de adequação da tela com medida de uma polegada (2,54 cm) para todos os estabelecimentos avícolas.

Histórico

Em 2005 o setor privado, preocupado em proteger o plantel avícola mato-grossense com relação as questões ambientais e sanitárias, apresentou a demanda de normas mais rigorosas em biosseguridade e biossegurança, ao Comitê Estadual de Sanidade Avícola de Mato Grosso (Coesa-MT), representado na sua maioria pelas empresas avícolas e presidido pelos representantes do Programa de Sanidade Avícola na Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso (SFA-MT) e Indea.

 Em 2006, por meio da Portaria 013/06, Mato Grosso cria o Programa Estadual de Sanidade Avícola e em outubro de 2007 foi publicada a primeira Portaria Estadual estabelecendo normas de biosseguridade, biossegurança nas instalações e trânsito, hoje a Portaria Sedraf/Indea nº 003/2014.


MT Agora - Indea-MT

COMENTARIOS

Mais de Agronegócios

Regularização

Reuniões esclarecem moradores sobre Programa de Regularização Fundiária em Nova Mutum

A expectativa da Prefeitura é que todo processo seja concluído em 12 meses.

15 de Maio de 2019 as 10h22

Agricultura Familiar

Agricultura Familiar de Nova Mutum terá assessoria de Laboratório para Análise de Solo

Essa ação visa prestar serviços de assessoria aos pequenos produtores que comercializam nos mercados

15 de Maio de 2019 as 10h16

Taxação

Produtores de MT protestam contra taxação do milho e cobram aplicação do Fethab em estradas

Cartas de reivindicação serão entregues na ALMT e no Palácio Paiaguás.

15 de Maio de 2019 as 09h56

Agricultura

Produção de milho impulsiona Safra 2018/2019, que deve alcançar 236,7 milhões de toneladas

Resultado se aproxima do recorde histórico alcançado em 2016/2017

13 de Maio de 2019 as 20h26

Agricultura Familiar

Publicada lista de produtos com bônus em maio para Garantia de Preços para a Agricultura Familiar

Onze produtos tiveram preço de mercado abaixo e terão descontos na amortização ou liquidação do Pronaf

13 de Maio de 2019 as 20h23

Segurança no Campo

Fazendeiros de MT apoiam decreto pró-armas de Bolsonaro

Produtores afirmam que invasões de propriedades chegaram a um nível inaceitável

13 de Maio de 2019 as 10h04

Etanol

MT é responsável por 74,6% da produção de etanol de milho do país

Estado produziu 590,9 milhões de litros do biocombustível na safra 2018/2019. Atualmente, só se produz etanol de milho em MT, GO e PR.

08 de Maio de 2019 as 10h11

Vacina Febre Aftosa

Mais de 586 mil animais devem ser vacinados contra aftosa na regional do INDEA de Lucas do Rio Verde

A regional do INDEA com sede no município de Lucas do Rio Verde-MT estima vacinar 586.200 animais, distribuídos em 3.354 propriedades rurais.

29 de Abril de 2019 as 15h54

Alta Tecnologia

'Ferrari dos tratores' chega ao Brasil em investimento de R$ 150 milhões

Grupo AGCO traz ao país a marca alemã Fendt, de máquinas agrícolas de alta tecnologia.

24 de Abril de 2019 as 09h17

Segunda Safra

Produtores investem em crotalária na segunda safra para aumentar produtividade de soja

Planta prepara o solo para o cultivo da soja, aumenta a quantidade de nutrientes e reduz a população nematóides.

19 de Abril de 2019 as 18h28

Previsão

Produção de girassol em MT deve ter queda de quase 30% em relação à safra anterior, estima Conab

Previsão é que o estado, maior produtor de girassol do país, produza 72 mil toneladas do produto. No ano passado, por outro lado, a produção foi de 120 mil toneladas.

07 de Abril de 2019 as 15h42

Agronegócio

MP 867/18: Selma Arruda e Sérgio Souza apresentam Plano de Trabalho

é preciso garantir segurança jurídica aos produtores rurais que desejam estar inseridos no PRA com vistas à regularidade ambiental

03 de Abril de 2019 as 21h05

Show Safra BR 163

Mulheres e agronegócio: Uma entrevista com quem conhece a evolução das mulheres em uma das áreas mais promissoras da economia nacional

A supervisora de Experiência do Cliente para John Deere Brasil, Maria Cândida de Melo, esteve no Show Safra BR 163 e batemos um papo com ela sobre a presença da mulher em lugar de destaque no agronegócio.

29 de Março de 2019 as 22h18

Show Safra BR 163

Produtores mostram que é possível fazer manejo integrado durante o Show Safra em Lucas do Rio Verde

Ao fim da safra, com menor número de pulverizações de inseticidas, foi possível colher as mesmas 65,5 sacas que em outro talhão com a mesma cultivar de soja, porém com uma economia de R$ 97 por hectare.

29 de Março de 2019 as 22h14

Sindicado Rural

Antônio Lira é empossado presidente do Sindicato Rural em Lucas do Rio Verde

O Sindicato Rural de Lucas do Rio Verde é considerado um dos mais fortes no Estado. O município está entre os principais produtores e exportadores de soja e milho em Mato Grosso.

29 de Março de 2019 as 22h10

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você acha que Bolsonaro está certo ao contingenciar verbas das Universidades federais?

Sim

Não

Não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO