Ranking Mundial De Educação

Brasil teve ''evolução impressionante'' nos anos 2000, mas estagnou, diz diretor do ranking mundial de educação

Andreas Schleicher, diretor de Educação da OCDE e responsável pelo Pisa, deu entrevista exclusiva para a série especial ''Educação: nosso lugar no mundo'', do Bom Dia Brasil.

08 de Fevereiro de 2019 as 23h 49min

Andreas Schleicher, diretor de Educação da OCDE, concedeu entrevista exclusiva ao Bom Dia Brasil — Foto: Reprodução/TV Globo

O alemão Andreas Schleicher está à frente de um dos rankings educacionais mais respeitados do mundo: o Pisa, o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes. A cada três anos, alunos de 15 anos fazem provas de leitura, matemática e ciências. Em entrevista exclusiva ao Bom Dia Brasil, parte da série especial "Educação: nosso lugar no mundo", Schleicher afirmou que o Brasil já impressionou o mundo com seu rápido avanço na educação, mas que atualmente passa por um momento de estagnação.

Desde a criação do Pisa, nós participamos de todas as edições. No primeiro ano, em 2000, ficamos em último lugar.

Nas edições seguintes, o Brasil teve uma pequena melhora, chegou a ser considerado um dos países que mais avançaram em matemática no Pisa. Mas os resultados das provas da década de 2010 revelaram uma estagnação. Na última prova, a de 2015, o desempenho dos nossos alunos ficou bem abaixo da média mundial.

"O Brasil teve uma evolução impressionante na década de 2000, uma das mudanças mais rápidas no sistema educacional quando se trata de qualidade de aprendizagem, colocou mais gente na escola, isso foi um feito raro no mundo, expandiu capacidade e melhorou a qualidade do ensino, mas com o tempo este progresso estagnou, desde 2006/2009, nós vimos pequenas mudanças na qualidade de ensino", afirmou Andreas Schleicher, diretor de Educação da OCDE.

"Eu sou otimista, se virmos as mudanças nos anos 2000, se o Brasil conseguisse voltar e acelerar isso, o Brasil conseguiria atingir a média mundial mais rápido. Isso é possível, o Brasil já mostrou que é possível melhorar rapidamente, dá pra escalar e ser nacional, não apenas em alguns estados."

Avanço brasileiro

O diretor de Educação da OCDE destacou mudanças importantes que o Brasil já fez, como as avaliações nacionais do ensino, e o desenvolvimento de uma base nacional curricular. E pondera que é mais fácil um país mudar de ruim para razoável do que mudar de razoável para bom. Cada estágio demanda soluções diferentes e o Brasil agora precisaria mudar suas práticas educacionais.

"No Brasil o foco ainda está na memorização do conteúdo e muito pouco em entender. Não é só estudar física, química, é preciso pensar como um cientista. Isso tem que ter um investimento grande em professores."

Para Schleicher, o Brasil ainda precisa investir mais dinheiro na educação e tem que se dedicar a investir melhor estes recursos. E a escolher suas prioridades. Por exemplo, entre investir em todos os alunos ou nos alunos com mais dificuldades, a prioridade deveria ser os alunos menos privilegiados.

Metas claras e boas práticas

Ao ser perguntado o que ele faria se fosse o ministro da Educação no Brasil, o diretor de Educação da OCDE respondeu que primeiro estabeleceria metas claras, para que os professores entendam o que é uma alta performance e o que se espera deles e que em seguida estimularia o desenvolvimento da capacidade de liderar.

"Se você conseguir encontrar boas práticas, boas ideias dentro das salas de aula, e espalhá-las para todo o sistema, você consegue mudar o sistema educacional. Eu não focaria nas ideias de cima para baixo, mas realmente em encontrar, escalar e espalhas as boas práticas que já existem no Brasil. Uma das coisas mais incríveis que existem no Brasil é que você tem escolas com muitas dificuldades que conseguem alcançar ótimos resultados. E ao mesmo tempo você tem escolas em bairros privilegiados que não são tão boas. Na verdade, existem muitas lições a aprender dentro do Brasil e não somente de outros países."

Ranking de países

Andreas Schleicher acredita que o Pisa é como se fosse um espelho, em que o Brasil pode se ver e olhar o que os outros países estão fazendo, incluindo seus progressos e as dificuldades.

"A Colômbia trabalha em um contexto ainda mais desafiador do que o Brasil. É um país despedaçado pela guerra, com uma grande disparidade social, um sistema educacional altamente descentralizado. A Colômbia não tem nada parecido com um currículo nacional ou mesmo com um sistema de ensino centralizado. E eles foram capazes de construir um sistema de avaliação, você nunca pode melhorar o que não pode ver. Eles também investiram em seus líderes e em seus professores. E, principalmente, garantiram que o financiamento, que o dinheiro chegasse a regiões e províncias menos desenvolvidas para assegurar que as crianças em situação de desvantagem tivessem uma educação melhor."

Mas o próprio responsável pelo Pisa alerta que não se trata de "copiar e colar" as soluções de outros países, mas de se perguntar o que leva diferentes sistemas educacionais ao sucesso . E configurar estes mesmos princípios em seu caso particular.

Andreas Schleicher destaca dois destes princípios que costumam ser os mais comuns entre os países que se destacam na educação.

"Primeiro, metas ambiciosas para cada aluno, valorizar e investir em educação. A segunda meta é atrair os professores mais talentosos para as salas de aula mais problemáticas. Ser uma profissão atraente financeiramente, mas não só isso, tornar a carreira atraente, com condições de trabalho mais interessantes, como por exemplo, tempo para trabalhar fora de sala de aula."


Fonte: Luisa Sa | Bom Dia Brasil

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Celebração

Cerimônia para celebrar a Páscoa é realizada no Palácio do Planalto

Presidente Jair Bolsonaro celebrou com crianças de escola pública do Distrito Federal

22 de Abril de 2019 as 19h46

Minha Casa, Minha Vida

Governo Federal garante investimentos para continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Articulação dos titulares da Casa Civil e do Ministério do Desenvolvimento Regional assegurou o montante de R$ 800 milhões para o Programa. Tema é prioridade da União

22 de Abril de 2019 as 19h44

Acolha a Vida

"Acolha a Vida": ministério destaca papel das novas tecnologias no combate ao suicídio e automutilação

Informações coletadas pelo governo vão contribuir para a promoção de políticas públicas no contexto da campanha

22 de Abril de 2019 as 19h39

Lei Rouanet

Lei Rouanet deverá ter teto de R$ 1 milhão por projeto, diz Bolsonaro

Presidente diz que pretende "alavancar" artistas menos conhecidos

18 de Abril de 2019 as 22h53

Fraude

Seguro-defeso tem fraude em 65% dos benefícios, diz Bolsonaro

Presidente cita gasto de R$ 2 bi e cofirma recadastramento

18 de Abril de 2019 as 22h51

Terrorismo

Invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo

Presidente defendeu que proprietários possam reagir a invasões

18 de Abril de 2019 as 22h49

Moradia

Governo Federal garante investimentos para continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Articulação dos titulares da Casa Civil e do Ministério do Desenvolvimento Regional assegurou o montante de R$ 800 milhões para o Programa. Tema é prioridade da União

18 de Abril de 2019 as 22h46

Educação

Portaria do Enade 2019 define os cursos avaliados neste ano

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é usado para avaliação dos cursos de ensino superior no Brasil

18 de Abril de 2019 as 22h44

Fraude

PF faz operação contra quadrilha acusada de fraudar seguro-desemprego

A Polícia Federal afirma ter identificado 408 empresas de fachada que eram usadas para fazer o recebimento do benefício por meio de fraudes

15 de Abril de 2019 as 09h33

100 Dias

Assinados 18 atos para modernizar e desburocratizar o país

Iniciativa fez parte do evento de cumprimento das 35 metas estabelecidas para os primeiros cem dias de trabalho do Governo Federal

15 de Abril de 2019 as 09h25

Defesa

Novo caça supersônico da FAB contribui para desenvolvimento tecnológico brasileiro

Gripen F-39 está sendo desenvolvido para atuar na defesa do espaço aéreo brasileiro

11 de Abril de 2019 as 09h44

Temporal

Rio entra em estágio de crise, com risco de alagamento e deslizamento

O estágio de crise é o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos de pedra e terra das encostas.

08 de Abril de 2019 as 22h59

Loterias

Mega-Sena acumula e prêmio estimado vai a R$ 40 milhões

O sorteio foi realizado na noite desse sábado (6) no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

07 de Abril de 2019 as 15h26

Energia Elétrica

Brasil não terá horário de verão

Estudos mostram que política de economia não era mais eficiente.

07 de Abril de 2019 as 15h11

ENEM

Inep publica Edital do Enem 2019 e anuncia melhorias na segurança

Exame também contará com um novo sistema de inscrição

07 de Abril de 2019 as 15h05

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você concorda com a decisão do TRE que cassou o mandato da senadora Selma Arruda?

Sim

Não

Parcial
veja +

COTAÇÃO