Semana do Trânsito

Desrespeito às normas de trânsito é a principal causa das mortes nas rodovias federais do País

Apenas 1,2% dos acidentes fatais entre 2007 e 2016 foi motivado por defeitos nas vias, aponta levantamento

26 de Setembro de 2018 as 20h 30min

Em dez anos, mais de 76 mil pessoas morreram e 956 mil ficaram feridas em acidentes em rodovias - Foto: Marcello Casal Jr/Agncia Brasil

Mais de 30% das mortes em rodovias federais brasileiras nos últimos anos estão relacionadas ao desrespeito às normas de trânsito. É o que revela a Avaliação das Políticas Públicas de Transporte, estudo realizado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil com base em dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O levantamento mostra que, entre 2007 e 2016, do total de mais de 76 mil óbitos registrados nas estradas, mais de 23 mil deles foram motivados pelo não cumprimento de leis de trânsito.

O estudo divide as causas das ocorrências envolvendo a falta de respeito às regras de trânsito em: dirigir em velocidade incompatível (responsável por 11,6% dos óbitos no período), realizar ultrapassagem indevida (8,4%), conduzir o veículo após a ingestão de álcool (4,8%), desobedecer a sinalização (4,4%) e não manter distância de segurança (1,1%).

Para o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Maurício Alves, para reduzir esses índices, é essencial educar e conscientizar a população brasileira sobre a importância da segurança no trânsito. “O que nós estamos efetivamente trabalhando e iremos implementar como política de Estado é a necessidade de uma formação melhor do nosso condutor - desde os níveis primários até os condutores que estão hoje nas nossas vias”, afirma.

A segunda principal causa dos acidentes rodoviários que resultam em morte é a falta de atenção e o adormecimento. Juntos, esses dois fatores respondem por 23,4% do total de óbitos nos dez anos analisados. Os outros motivos identificados identificados pelo estudo foram: defeitos mecânicos (2%), presença de animais na pista (1,3%) e defeitos viários, causa de apenas 1,2% dos acidentes fatais.

Sem identificação
Além da elevada quantidade de mortes, outro dado preocupante é o que aponta o número de vezes em que as causas dos acidentes não puderam ser identificadas. Segundo o estudo, em 41,7% dos registros não foi possível apontar o motivo da ocorrência – esse percentual cai para 30% nos casos em que houve apenas feridos.

O consultor de segurança no trânsito da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Victor Pavarino, destaca a importância de uma coleta de dados qualificada, para que ações preventivas possam ser efetivamente aplicadas. “Com boa informação, os recursos humanos, materiais, financeiros, podem ser direcionados de forma eficaz, em benefício não apenas do setor de segurança pública, mas também do setor de saúde, onde recaem muitos dos custos das mortes e lesões no trânsito”, analisa.

De acordo com Maurício Alves, o Denatran já trabalha no desenvolvimento de uma nova metodologia de identificação das causas de acidentes, o que, segundo ele, diminuirá consideravelmente os níveis atuais de ocorrências cujos motivos não são especificados. “Com a metodologia que será aplicada a nível nacional, unificada, [o índice de causas não identificadas] irá reduzir muito, e teremos dados mais concretos para trabalhar e, acima de tudo, termos políticas públicas voltadas para a redução de um número tão alto de mortes e feridos nas nossas vias”, explica.

Fim de ano e férias escolares
O período do ano em que a movimentação nas estradas é mais intensa, por conta das festas de fim de ano e das férias escolares, concentra o pico das ocorrências. Assim, as maiores taxas são registradas em dezembro (10,1%) e janeiro (8,7%), considerando-se tanto o número de mortos quanto o de feridos. Outros meses com expressivos índices de acidentes são outubro (8,5%) e julho (8,4%), mês que também é marcado pelo recesso das escolas.

Ao analisar a distribuição diária, o estudo aponta para uma alta concentração de ocorrências aos fins de semana. Com 19,4% do total de incidentes registrados, domingo lidera a estatística, sendo seguido por sábado (18%) e sexta-feira (14,8%). Em relação ao horário, o período entre 18h e 19h apresenta o maior índice, com 7,9%.

Para Victor Pavarino, é necessária uma atenção especial das autoridades para essas situações. “Nos períodos e locais onde há mais acidentes de trânsito, é importante intensificar as ações de conscientização, engenharia e fiscalização”, avalia o especialista em segurança viária.


Fonte: Ministério dos Transportes

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Disque 100

Denúncias de violação de direitos de crianças caem em 2018

Dados foram apresentados hoje pelo MMFDH na Câmara dos Deputados

17 de Maio de 2019 as 10h04

Cartão do Caminhoneiro

Cartão do Caminhoneiro entra em vigor no dia 20 de maio

Ministro diz que medida trará flexibilidade aos motoristas autônomos

17 de Maio de 2019 as 09h57

ECA

Governo Federal lança nova edição do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

A medida sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro pode prevenir que adolescentes fujam para se casar, por exemplo

13 de Maio de 2019 as 20h53

Mais Médicos

Nova etapa do Programa Mais Médicos prioriza municípios com altos índices de vulnerabilidade social

O novo edital prioriza participação de profissionais formados e habilitados com CRM Brasil. As inscrições para cerca de 2 mil vagas começam a partir do dia 27 de maio

13 de Maio de 2019 as 20h51

Meu INSS

Recurso, Revisão e Cópia de Processo agora são pelo Meu INSS

O primeiro resultado do Projeto de Transformação Digital no INSS representa a virada de serviços que levam mais de 70 mil pessoas todos os meses às agências

13 de Maio de 2019 as 20h35

Justificativa

Termina hoje prazo para eleitor faltoso evitar cancelamento de título

É preciso pagar as multas pelas ausências e ir a um cartório eleitoral

06 de Maio de 2019 as 09h38

Microempreendedor

Motoristas de aplicativo poderão inscrever-se como microempreendedor

Ministério da Economia confirmou que medida está em estudo

05 de Maio de 2019 as 17h01

Enem 2019

Inscrições para o Enem 2019 começam nesta segunda-feira

As provas serão nos dia 3 e 10 de novembro

05 de Maio de 2019 as 16h33

Maio Amarelo

Campanha “Maio Amarelo” lembra importância da conscientização no trânsito

Observatório Nacional de Segurança Viária criou o movimento para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas, pedestres a evitar atitudes perigosas, que custam vidas.

02 de Maio de 2019 as 10h30

Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente lança Programa Nacional Lixão Zero

Objetivo é acabar com os lixões em todo o país. Iniciativa faz parte da segunda fase da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental

01 de Maio de 2019 as 19h00

Loterias

Mega-Sena, concurso 2.146: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 125 milhões

Veja as dezenas sorteadas: 16 - 18 - 31 - 39 - 42 - 44. Quina teve 283 apostas ganhadoras. cada uma levará R$ 30.594,81.

27 de Abril de 2019 as 21h35

Força Nacional

Bombeiros brasileiros embarcam para Moçambique

Equipe irá atuar na busca e salvamento em áreas afetadas pelo ciclone Kenneth.

27 de Abril de 2019 as 21h18

Infraestrutura

Horário de Verão é suspenso em todo o país

Presidente assinou o decreto que determina o fim do horário de verão

25 de Abril de 2019 as 22h04

Nova Previdência

Presidente destaca importância da Nova Previdência para o Brasil

Em pronunciamento oficial, Jair Bolsonaro disse contar com os parlamentes para aprovar a proposta

25 de Abril de 2019 as 09h14

Celebração

Cerimônia para celebrar a Páscoa é realizada no Palácio do Planalto

Presidente Jair Bolsonaro celebrou com crianças de escola pública do Distrito Federal

22 de Abril de 2019 as 19h46

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO