Redação

Entidade de caminhoneiros autônomos pede apenas 8 horas de descanso

Confederação de caminhoneiros autônomos pede ao governo mudança na lei enquanto empregados solicitam a manutenção do texto atual

MT Agora - Revista Carga Pesada
23 de Março de 2013 as 06h 37min

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, foi procurada nesta semana por duas entidades representativas de caminhoneiros. Uma pediu mudanças na Lei 12.619, a Lei do Descanso, e outra solicitou que o texto permaneça como está. Na quinta-feira (21), quem esteve com a ministra foi o presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno.
A entidade, que sempre apoiou a lei, agora pede a redução do tempo de descanso interjonadas de 11 para 8 horas. Segundo a assessoria da CNTA, estavam na reunião, além de Gleisi, o ministro dos transportes, Paulo Sérgio Passos e a proposta teria sido “muito bem recebida”. Desde o início da semana, a Carga Pesada tenta contato com a CNTA, mas até agora não conseguiu entrevista.
Na última terça-feira, quem esteve com Gleisi Hoffman e Paulo Passos, foram os dirigentes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT), que representa os caminhoneiros empregados.
José Calixto Ramos, presidente da Nova Central Sindical, à qual a CNTTT é ligada, disse aos ministros, segundo a assessoria, que a regulamentação da profissão de motorista é uma luta de 40 anos e que é “inaceitável que a lei não seja cumprida, principalmente quando se trata de condições de trabalho e vidas humanas”. Ele cobrou a fiscalização por parte do governo.
A ministra teria relatado ao sindicalista as dificuldades para a implementação da lei devido à falta de pontos de apoio para os caminhoneiros fazerem o descanso obrigatório de meia hora a cada quatro horas trabalhadas e de 11 horas entre um dia e outro de trabalho.
Segundo a CNTTT, Paulo Sérgio informou que já está quase no final o levantamento dos pontos de parada prometido pelo governo e que este estudo, na opinião do ministro, dará uma melhor condição para cumprimento da lei. Já a ministra teria garantido que a lei não será mudada no que tange à questão trabalhista.
Além do tempo de direção, a Lei 12.619 tem uma parte que trata apenas da jornada de trabalho do motorista empregado. Ela dá a esse profissional os mesmos direitos dos demais trabalhadores, ou seja, jornada diária de 8 horas e semanal de 44 horas, além de descanso semanal remunerado.
Enquanto as entidades discutem com a chefe da Casa Civil, a bancada ruralista na Câmara dos Deputados formou uma comissão para propor mudanças na lei. Preocupado com o aumento do frete, o agronegócio quer adiar o cumprimento da lei e reduzir o tempo em que os motoristas precisam ficar parados.


COMENTARIOS

Mais de Brasil

Educação

Parceria com Suécia estimula participação de meninas na área de exatas

Festival Tekla trouxe workshop de robótica para Brasília

18 de Setembro de 2019 as 15h10

Política

CCJ da Câmara aprova condução coercitiva de intimados por CPI

O intuito é evitar os pedidos de habeas corpus ao Supremo Tribunal Federal (STF) para o não comparecimento às CPIs

18 de Setembro de 2019 as 15h04

Geral

Proteção de dados pessoais precisa ser ampliada, defende pesquisadora

As ideias de privacidade e proteção de dados foram historicamente construídas com foco no indivíduo e no direito de determinar como suas informações serão disponibilizadas.

18 de Setembro de 2019 as 14h55

Geral

Investigações do caso Marielle levarão a novas prisões, diz delegado

O diretor do Departamento de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Antônio Ricardo Nunes, disse hoje (18) que as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes continuam.

18 de Setembro de 2019 as 14h50

Política

Projeto que amplia posse de arma no campo é sancionado

Outros três projetos de lei foram sancionados hoje

17 de Setembro de 2019 as 15h26

Geral

Desmatamento na Amazônia é comandado por redes criminosas, diz ONG

De acordo com o pesquisador da ONG César Muñoz, as organizações que atuam em diversas atividades ilegais mantêm conexões, formando redes criminosas.

17 de Setembro de 2019 as 15h20

Educação

Prorrogado até as 23h59 de hoje prazo para escolha do livro didático

O prazo para escolher os livros didáticos que serão utilizados pelos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamenta

17 de Setembro de 2019 as 15h17

Internacional

Argentina mantém preço da gasolina congelado até novembro

Após ataques aéreos à refinaria de Abqaiq, na Arábia Saudita, os preços internacionais do petróleo dispararam.

17 de Setembro de 2019 as 15h13

Educação

Portal do MEC tira dúvidas sobre carteira de estudante digital

O Ministério da Educação (MEC) lançou hoje (16) o portal da ID Estudantil

16 de Setembro de 2019 as 14h29

Geral

Quatro morrem e três ficam feridos durante operação policial no Rio

Quatro homens morreram durante operação policial na comunidade do Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, na manhã de hoje (16).

16 de Setembro de 2019 as 14h26

Geral

Sobe para 12 número de mortos em incêndio do hospital Badim

Subiu para 12 o número de mortos em decorrência do incêndio que atingiu o Hospital Badim na última quinta-feira (12).

16 de Setembro de 2019 as 14h22

Geral

Incêndios atingem mais de 6 mil hectares na Chapada dos Guimarães

A estimativa foi feita com base nos focos de calor. O parque segue fechado para visitação por período indeterminado.

14 de Setembro de 2019 as 16h36

Saúde

Campanha Setembro Laranja alerta para a obesidade infantil

A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove, neste mês, a campanha Setembro Laranja, de combate à obesidade infantil.

14 de Setembro de 2019 as 16h33

Economia

Trabalhadores buscam agências da Caixa para sacar FGTS e tirar dúvidas

Horário também será ampliado na segunda (16) e na terça

14 de Setembro de 2019 as 16h28

Nacional

Saque do FGTS movimenta agências da Caixa em São Paulo

Em uma das agências da Caixa na Avenida Paulista, o dia hoje (13) começou com movimento acima do normal, com pessoas que foram fazer o Saque Imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

13 de Setembro de 2019 as 17h01

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Quem é o maior responsável pelas queimadas em Mato Grosso?

A população

As autoridades públicas

Os órgãos ambientais

O clima

Parcial
veja +

COTAÇÃO