Autonomia com a verba do SUS

Estados e municípios terão mais autonomia sobre verba do SUS

Ministério da Saúde considera que iniciativa pode produzir eficiência, mas vai exigir balanços sobre onde e como dinheiro está sendo gasto.

30 de Dezembro de 2017 as 09h 54min

A partir de 2018, estados e municípios vão ter mais autonomia para decidir onde e como deverá ser usado o dinheiro do Sistema Único de Saúde.

O novo modelo vale a partir de 31 de janeiro e é tudo que governadores e prefeitos queriam: liberdade para decidir prioridades com o dinheiro do SUS, o Sistema Único de Saúde. Hoje, essa verba é carimbada, tem que ser gasta conforme o previsto, na atenção básica, média e alta complexidade, assistência farmacêutica e vigilância em saúde.

Não importa a necessidade mais urgente. Se, por exemplo, uma cidade enfrenta epidemia de dengue, o gestor está amarrado, não pode transferir recursos da atenção básica para o combate ao mosquito. Isso explica porque inacreditáveis R$ 7 bilhões depositados em contas da saúde não foram aplicados. O governo diz que a nova medida vai permitir essa flexibilidade no uso da verba, sempre com o aval do conselho municipal.

Isso pode ser um remédio contra a burocracia, mas se não for aplicado na dose certa de cuidados com a fiscalização, pode agravar o quadro da saúde no país. Quem garante que não estão abrindo caminho para o uso eleitoreiro do dinheiro da saúde?

A especialista em saúde pública Ligia Bahia teme que haja dificuldade para fiscalizar.

“Esses recursos poderão ser realocados de uma maneira muito também intempestiva, de uma maneira bastante arbitrária no sentido considerando o que são as prioridades para a saúde. Poderão ser alocados assim para comprar um determinado insumo e outros insumos ficarão faltando. É preciso saber administrar muito bem os poucos recursos que nós temos para saúde, por isso é necessário que haja esse compartilhamento entre estados, municípios e a União”, explicou a professora Instituto de Saúde Coletiva da UFRJ.

O Ministério da Saúde acha que essa liberdade pode produzir eficiência. Vai exigir, a cada dois meses, balanços sobre onde e como o dinheiro está sendo gasto. Conta com o Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde, o Siops, e prontuário eletrônico, que por enquanto só funciona em metade dos postos de saúde. A meta do ministério é informatizar todos os postos até o fim de 2018. A fiscalização também deve ser feita por estados e municípios. A cada quatro meses, o secretário de Saúde deve ir ao Conselho de Saúde prestar contas.

“Eu não tenho nenhuma dúvida que colocar a decisão mais próximo das pessoas provoca maior controle. E é isso que nós fazemos, até para combater corrupção. A responsabilidade de fiscalizar é sempre tripartite, porque o dinheiro é do estado, do município e da União, portanto todos os tribunais de contas do estado, da União, Controladoria e as câmaras municipais, todos têm direito de fiscalizar", afirmou o ministro Ricardo Barros.


MT Agora - JN

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Lei Rouanet

Lei Rouanet deverá ter teto de R$ 1 milhão por projeto, diz Bolsonaro

Presidente diz que pretende "alavancar" artistas menos conhecidos

18 de Abril de 2019 as 22h53

Fraude

Seguro-defeso tem fraude em 65% dos benefícios, diz Bolsonaro

Presidente cita gasto de R$ 2 bi e cofirma recadastramento

18 de Abril de 2019 as 22h51

Terrorismo

Invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo

Presidente defendeu que proprietários possam reagir a invasões

18 de Abril de 2019 as 22h49

Moradia

Governo Federal garante investimentos para continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Articulação dos titulares da Casa Civil e do Ministério do Desenvolvimento Regional assegurou o montante de R$ 800 milhões para o Programa. Tema é prioridade da União

18 de Abril de 2019 as 22h46

Educação

Portaria do Enade 2019 define os cursos avaliados neste ano

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é usado para avaliação dos cursos de ensino superior no Brasil

18 de Abril de 2019 as 22h44

Fraude

PF faz operação contra quadrilha acusada de fraudar seguro-desemprego

A Polícia Federal afirma ter identificado 408 empresas de fachada que eram usadas para fazer o recebimento do benefício por meio de fraudes

15 de Abril de 2019 as 09h33

100 Dias

Assinados 18 atos para modernizar e desburocratizar o país

Iniciativa fez parte do evento de cumprimento das 35 metas estabelecidas para os primeiros cem dias de trabalho do Governo Federal

15 de Abril de 2019 as 09h25

Defesa

Novo caça supersônico da FAB contribui para desenvolvimento tecnológico brasileiro

Gripen F-39 está sendo desenvolvido para atuar na defesa do espaço aéreo brasileiro

11 de Abril de 2019 as 09h44

Temporal

Rio entra em estágio de crise, com risco de alagamento e deslizamento

O estágio de crise é o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos de pedra e terra das encostas.

08 de Abril de 2019 as 22h59

Loterias

Mega-Sena acumula e prêmio estimado vai a R$ 40 milhões

O sorteio foi realizado na noite desse sábado (6) no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

07 de Abril de 2019 as 15h26

Energia Elétrica

Brasil não terá horário de verão

Estudos mostram que política de economia não era mais eficiente.

07 de Abril de 2019 as 15h11

ENEM

Inep publica Edital do Enem 2019 e anuncia melhorias na segurança

Exame também contará com um novo sistema de inscrição

07 de Abril de 2019 as 15h05

Imunização

Brasil adota “imunização e vacinação” como tema do Dia Mundial da Saúde

A escolha pretende alertar o mundo sobre a importância de manter a vacinação para prevenir doenças já eliminadas no mundo

07 de Abril de 2019 as 15h04

Tragédia

Vale não descontará pagamento emergencial da indenização individual

Acordo beneficia atingidos por tragédia de Brumadinho

06 de Abril de 2019 as 00h10

Energia

Brasil não terá horário de verão

Estudos mostram que política de economia não era mais eficiente

06 de Abril de 2019 as 00h08

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você concorda com a decisão do TRE que cassou o mandato da senadora Selma Arruda?

Sim

Não

Parcial
veja +

COTAÇÃO