Ex-primeira-dama Marisa Letícia tem morte cerebral

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos, teve morte cerebral hoje (2). Ela está na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês desde o dia 24 de janeiro.

02/02/2017 - 12:59:16

   

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66 anos, teve morte cerebral hoje (2). Ela está na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês desde o dia 24 de janeiro.

Segundo boletim médico, foi realizado um doppler transcraniano que identificou a ausência de fluxo cerebral na paciente. Diante do resultado e com autorização da família, foram iniciados os procedimentos preparativos para a doação de órgãos.

Pelo Facebook, a família da ex-primeira-dama agradeceu as manifestações de afeto recebidas no últimos dias. “A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação de órgãos”, diz a mensagem na rede social.

A ex-primeira-dama foi internada após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Marisa foi acompanhada pelas equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas.

A mulher do ex-presidente Lula foi internada em 24 de janeiro, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral hemorrágico provocado pelo rompimento de um aneurisma.

Quando foi internada, dona Marisa passou por um procedimento de emergência que durou cerca de duas horas para conter a hemorragia no cérebro. Os médicos fizeram uma arteriografia cerebral para localizar a lesão e depois introduziram um cateter até a região afetada para estancar o sangramento.

Na quarta-feira (25), Marisa Letícia teve de passar por outro procedimento cirúrgico. Desta vez, para a "passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana", como informou o hospital. A decisão dos médicos ocorreu após "avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral.

Na sexta-feira (27), Dona Marisa passou por uma tomografia para verificar se tinha ocorrido melhora na infecção que havia se formado em seu cérebro. Ela foi acomodada em uma cama térmica. Com o auxílio dela, os médicos conseguiram baixar a temperatura do corpo, que normalmente fica perto dos 35°C, para até 25°C. O objetivo era diminuir o metabolismo e, junto com ele, a atividade cerebral, para que o cérebro conseguisse absorver de forma mais rápida o excesso de sangue acumulado na caixa craniana.

Um exame realizado na segunda-feira (30) detectou a presença de trombose venosa profunda nas veias das pernas. Os médicos realizaram a passagem de um filtro de veia cava inferior para prevenir a ocorrência de embolia pulmonar.

Na terça (31), os médicos tiraram a sedação. Na quarta (1º), ela teve uma piora no seu quadro clínico no início da noite e voltou a ser sedada. A pressão intracraniana e a inflamação no cérebro tinham aumentado.

Veja a íntegra da nota divulgada às 10h25 pelo Hospital Sírio-Libanês e assinada pelos médicos Antonio Antonietto, diretor de governança clínica, e Miguel Srougi, diretor-clínico:

"A paciente Marisa Letícia Lula da Silva permanece inalterada na UTI do Hospital Sírio-Libanês. Na manhã de hoje, foi realizado Doppler transcraniano, sendo identificada ausência de fluxo cerebral.

Diante do resultado, com autorização da família, foram iniciados procedimentos para doação de órgãos.

Mulher discreta

Marisa Letícia Lula da Silva nasceu em São Bernardo do Campo (SP), em 1950, sob o nome de Marisa Letícia Casa. Figura discreta ao lado do marido, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa começou a trabalhar aos nove anos, como babá na casa de um sobrinho do pintor Cândido Portinari. Cresceu em uma família de onze irmãos e casou-se aos 19 anos com o taxista Marcos Cláudio da Silva. Três meses depois e grávida do primeiro filho, Marisa viu-se viúva após Marcos Cláudio ser assassinado durante um assalto.

Em 1973 conheceu Lula no Sindicato dos Metalúrgicos. Sete meses após se conhecerem, casaram. Com Lula, teve três filhos. Também compõem a família Marcos, filho do primeiro marido, e a enteada Lurian, filha de outro relacionamento de Lula. Marisa esteve ao lado de Lula durante sua ascensão política, desde os tempos de sindicato, passando pela fundação do PT – que ajudou a criar – até a presidência da República, em 2003.

Marisa foi condecorada, em 2003, com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Real, concedida pelo rei Haroldo V e a rainha Sônia da Noruega, durante a visita ao Brasil. Também foi condecorada por Portugal com a Ordem da Liberdade, também em 2003, e a Ordem Militar de Cristo, em 2008.

Durante os anos no Palácio da Alvorada, Marisa não encabeçou projetos sociais, função comum às primeiras-damas anteriores, e deixava os holofotes para o marido. Mas durante as corridas presidenciais participava, junto com ele, de comícios, passeatas e outros compromissos de campanha. Em 2011, incentivou Lula a realizar os exames que descobriram um câncer na laringe. Foi Marisa que cortou os cabelos e a barba do marido, antecipando os efeitos da quimioterapia.

Em 2016, a ex-primeira dama viu seu nome envolvido nas investigações da Operação Lava Jato. Tornou-se ré nas investigações após a Justiça acatar a denúncia do Ministério Público Federal contra ela e Lula no caso do triplex no Guarujá (SP). Mesmo aceitando a denúncia, o juiz Sérgio Moro “lamentou” as acusações envolvendo Marisa Letícia. Segundo o juiz, há dúvidas se a esposa de Lula tinha conhecimento dos supostos crimes envolvendo acertos de propina no esquema da Petrobras.

MT Agora - Agência Brasil | G1

Mais Noticias

Prisão

Dr. Bumbum e mãe são presos no RJ após quatro dias foragidos

Pagina Do Facebook

Na web, ''Dr. Bumbum'' citava ética e se via perseguido pelo conselho de medicina por ''inovar''

Financiamento Estudantil

Fies do segundo semestre abriu inscrições para 155 mil vagas nesta segunda

Prouni 2018

Prouni 2018: resultado da 2ª chamada está disponível

18/07/2018 -

Governo do Brasil condena onda de violência na Nicarágua

Na nota, o Itamaraty pediu que o governo do país centro-americano viabilize o restabelecimento da paz na Nicarágua.

15/07/2018 -

Mega-Sena, concurso 2.059: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 56 milhões

Veja as dezenas sorteadas: 04 – 05 – 36 – 40 – 44 – 56. Quina teve 77 apostas ganhadoras, cada uma levará R$ 39.904,70.

11/07/2018 -

Inscrições para o Fies começam em 16 de julho; confira os prazos

Os interessados devem se inscrever exclusivamente pelo site do Fies Seleção.

04/07/2018 -

Recadastramento dos operadores do Cadastro Único vai até sexta-feira (6)

A documentação deve ser entregue em uma unidade da Caixa Econômica Federal, pois o acesso à ferramenta pode ser suspenso.

02/07/2018 -

Prouni 2018: resultado da primeira chamada do 2º semestre é divulgado

Convocados devem comprovar as informações das inscrições entre esta segunda até o dia 10 de julho.

23/06/2018 -

Sisu: aprovados do 2º semestre de 2018 já podem se matricular

A partir desta sexta, os estudantes que não foram aprovados na chamada regular podem entrar na lista de espera.

19/06/2018 -

Caminhoneiros ameaçam paralisar as atividades a partir de quinta-feira

Há três propostas na mesa e o ponto em questão é crucial para um novo movimento grevista.

15/06/2018 -

Famílias pobres brasileiras levariam 9 gerações para alcançar renda média, diz OCDE

O país ocupa segunda pior posição em um estudo sobre mobilidade social feito pela instituição com dados de 30 países e divulgado nesta sexta-feira.

09/04/2018 -

Brasil terá centro de pesquisa de transporte de alta velocidade

A proposta é desenvolver um sistema de transporte por tubos de altíssima velocidade, capaz de atingir 1,2 mil quilômetros por hora.

09/04/2018 -

Sobe para oito o número de mortes por H1N1 em Goiás, diz SES

Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, prometeu que as vacinas contra o vírus chegam a Goiás na próxima quarta-feira

09/04/2018 -

DNA confirma que corpos encontrados carbonizados são de Miss Altônia e de empresário, diz polícia

Bruna Zucco e Valdir Brito Feitosa estavam desaparecidos desde 22 de março. Na mesma data, polícia encontrou dois corpos em picape na área rural de Altônia, no noroeste do estado.

08/03/2018 -

Novo modelo de placas de veículos começa a valer em 1º de setembro

Até o final de 2023, toda a frota de veículos nacionais deverá estar circulando com a nova placa de identificação

05/02/2018 -

Tirar RG e passaporte em cartório será possível ainda em 2018

Associação estima que sistema começará a funcionar daqui a três meses; Brasília deve ser primeira cidade a receber o serviço. Promessa é de que o valor seja 'igual ou menor' ao cobrado pelos órgãos públicos.

15/01/2018 -

Versão digital da CNH começa a valer a partir de fevereiro deste ano

A CNH continuará sendo impressa e usada normalmente. A emissão da versão digital não será automática e poderá ser requisitada apenas por quem já possui o documento com o QR-Code, emitido desde maio de 2017.

30/12/2017 -

Estados e municípios terão mais autonomia sobre verba do SUS

Ministério da Saúde considera que iniciativa pode produzir eficiência, mas vai exigir balanços sobre onde e como dinheiro está sendo gasto.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora