Posse De Armas

Flexibilização de posse de armas divide opiniões

O decreto presidencial que flexibilizou a posse de armas de fogo, editado nessa terça-feira (15), divide opiniões entre atores do setor.

17 de Janeiro de 2019 as 21h 20min

O decreto presidencial que flexibilizou a posse de armas de fogo, editado nessa terça-feira (15), divide opiniões entre atores do setor.

Em nota, a Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (Aniam) destacou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “dentro das limitações do decreto, foi muito feliz nas medidas estabelecidas, cumprindo com o que foi prometido em sua campanha eleitoral”.

Para a entidade, “as mudanças focaram no que realmente impossibilitava os cidadãos de terem uma arma de fogo para proteção pessoal, de sua família e propriedade, acabando com a discricionariedade na análise dos pedidos para o registro de armas de fogo e definindo as situações de efetiva necessidade”.

A avaliação difere da organização não governamental Instituto de Defesa. Segundo o presidente da ONG, Lucas Silveira, o decreto “criou uma nova restrição que não havia sido prevista nem pelos governos desarmamentistas anteriores”, referindo-se à exigência de dispor de cofre ou local com tranca, para dificultar acesso por parte de crianças, adolescentes ou pessoas com deficiência mental.

Silveira tinha expectativa de que o governo tomasse medidas para abertura de mercado para fabricantes de armas; para concessão de porte para colecionadores, atiradores e caçadores; para o aumento de quantidade de munições; além do fim da discricionariedade dos delegados para autorizar porte; e da concessão de autorização do proprietário poder de levar ao estande de tiro a arma que tem registrada.

“Infelizmente vamos ter que tentar pela forma mais demorada que é o processo legislativo ordinário”, disse se referindo a projetos de lei como o proposto pelo deputado federal Rogério Mendonça Peninha (PMDB-SC) que disciplina as normas sobre aquisição, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições.

Para o coronel reformado José Vicente da Silva, da Polícia Militar de São Paulo, o acesso às armas “está sendo encarado como um instrumento de defesa, mas não é. Na verdade, é um instrumento de morte. Arma de fogo não é instrumento de defesa para assustar. É um instrumento para matar”, salienta. o coronel favorável ao Estatuto do Desarmamento.

Ele pondera que “o instrumento de combate à violência é o trabalho policial”, e considera que os treinamentos em clubes de tiro são insuficientes para capacitar proprietários de armas. “Uma coisa é atirar na parede, outra coisa é atirar em uma pessoa”, compara.

Com base em estudo feito pelo Ipea a partir de ocorrências em municípios paulistas, José Vicente teme que após o decreto aumente os casos de homicídio e latrocínios em todo o país.

Ao assinar o decreto, o presidente Jair Bolsonaro disse que devolve à população a liberdade de decidir sobre a compra de armas de fogo. “Por muito tempo, coube ao Estado determinar quem tinha ou não direito de defender a si mesmo, à sua família e à sua propriedade. Hoje, respeitando a vontade popular manifestada no referendo de 2005, devolvemos aos cidadãos brasileiros a liberdade de decidir”, afirmou na cerimônia.


Fonte: Gilberto Costa | Agência Brasil

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Lei Rouanet

Lei Rouanet deverá ter teto de R$ 1 milhão por projeto, diz Bolsonaro

Presidente diz que pretende "alavancar" artistas menos conhecidos

18 de Abril de 2019 as 22h53

Fraude

Seguro-defeso tem fraude em 65% dos benefícios, diz Bolsonaro

Presidente cita gasto de R$ 2 bi e cofirma recadastramento

18 de Abril de 2019 as 22h51

Terrorismo

Invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo

Presidente defendeu que proprietários possam reagir a invasões

18 de Abril de 2019 as 22h49

Moradia

Governo Federal garante investimentos para continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Articulação dos titulares da Casa Civil e do Ministério do Desenvolvimento Regional assegurou o montante de R$ 800 milhões para o Programa. Tema é prioridade da União

18 de Abril de 2019 as 22h46

Educação

Portaria do Enade 2019 define os cursos avaliados neste ano

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é usado para avaliação dos cursos de ensino superior no Brasil

18 de Abril de 2019 as 22h44

Fraude

PF faz operação contra quadrilha acusada de fraudar seguro-desemprego

A Polícia Federal afirma ter identificado 408 empresas de fachada que eram usadas para fazer o recebimento do benefício por meio de fraudes

15 de Abril de 2019 as 09h33

100 Dias

Assinados 18 atos para modernizar e desburocratizar o país

Iniciativa fez parte do evento de cumprimento das 35 metas estabelecidas para os primeiros cem dias de trabalho do Governo Federal

15 de Abril de 2019 as 09h25

Defesa

Novo caça supersônico da FAB contribui para desenvolvimento tecnológico brasileiro

Gripen F-39 está sendo desenvolvido para atuar na defesa do espaço aéreo brasileiro

11 de Abril de 2019 as 09h44

Temporal

Rio entra em estágio de crise, com risco de alagamento e deslizamento

O estágio de crise é o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos de pedra e terra das encostas.

08 de Abril de 2019 as 22h59

Loterias

Mega-Sena acumula e prêmio estimado vai a R$ 40 milhões

O sorteio foi realizado na noite desse sábado (6) no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

07 de Abril de 2019 as 15h26

Energia Elétrica

Brasil não terá horário de verão

Estudos mostram que política de economia não era mais eficiente.

07 de Abril de 2019 as 15h11

ENEM

Inep publica Edital do Enem 2019 e anuncia melhorias na segurança

Exame também contará com um novo sistema de inscrição

07 de Abril de 2019 as 15h05

Imunização

Brasil adota “imunização e vacinação” como tema do Dia Mundial da Saúde

A escolha pretende alertar o mundo sobre a importância de manter a vacinação para prevenir doenças já eliminadas no mundo

07 de Abril de 2019 as 15h04

Tragédia

Vale não descontará pagamento emergencial da indenização individual

Acordo beneficia atingidos por tragédia de Brumadinho

06 de Abril de 2019 as 00h10

Energia

Brasil não terá horário de verão

Estudos mostram que política de economia não era mais eficiente

06 de Abril de 2019 as 00h08

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você concorda com a decisão do TRE que cassou o mandato da senadora Selma Arruda?

Sim

Não

Parcial
veja +

COTAÇÃO