Tragédia

Ninho do Urubu não tinha alvará de funcionamento, diz Prefeitura do Rio

Peritos já sabem que o fogo começou num aparelho de ar-condicionado. Ministério Público do Trabalho no Rio criou força-tarefa para apurar causas do incêndio.

Fonte: Jornal Nacional
08 de Fevereiro de 2019 as 21h 14min

Parte das instalações do CT do Flamengo devastadas pelas chamas — Foto: Arquivo pessoal

A Prefeitura do Rio informou, na noite desta sexta-feira (8), que o Ninho do Urubu não tinha alvará de funcionamento. Faltava um documento do Corpo de Bombeiros. Como o centro de treinamento continuou funcionando, a Prefeitura multou o Flamengo 30 vezes e decidiu interditar o local que, apesar disso, continuou funcionando.

Peritos que investigam as causas do incêndio dizem que o fogo começou no ar condicionado.

As imagens da câmera de segurança do centro de treinamento mostram momentos de agonia. De outro ângulo, é possível ver muita fumaça saindo pelas paredes do contêiner. De repente, as chamas se espalham. Em meio à fumaça e ao fogo, meninos tentam escapar do alojamento pela única porta que existia, mas foi tudo rápido demais. Nem todos conseguiram.

Peritos ouvidos pelo Jornal Nacional disseram que o incêndio tomou todo o alojamento em minutos. "Pelo horário, infelizmente de madrugada ainda, todos provavelmente estavam dormindo e isso pode ter, com certeza, contribuído pra essa tragédia", diz o tenente-coronel Douglas Henaut.

Os peritos já sabem que o fogo começou num dos aparelhos de ar condicionado, do lado esquerdo do alojamento. Houve um curto circuito. Eles dizem que, como os contêineres são uma grande caixa feita de metal, a temperatura aumentou rapidamente. Beliches de madeira, colchões, roupas e livros ajudaram a alimentar ainda mais o incêndio.

No começo da tarde, uma van do Flamengo com atletas chegou à delegacia que investiga o caso. Os investigadores ouviram 13 meninos. A maioria estava no alojamento e escapou do incêndio. Quatro funcionários também prestaram depoimento. Um deles, um segurança que conseguiu tirar três meninos pela janela.

O alojamento onde os atletas morreram não existia oficialmente. A Prefeitura do Rio diz que o centro de treinamento tinha autorização para construir no terreno, mas, no projeto que o Flamengo apresentou para conseguir a licença, a área onde estavam os contêineres aparecia como um estacionamento, sem nenhum tipo de construção. A Prefeitura disse também que o Flamengo nunca registrou um pedido pra usar aquele local como dormitório.

Sobre a fiscalização nesses casos, a Prefeitura diz que só faz inspeção quando recebe denúncia. Mas a situação é ainda pior. A Prefeitura disse que o Ninho do Urubu não tinha sequer alvará de funcionamento. O Flamengo pediu o alvará em setembro de 2017, mas nunca apresentou o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros. O clube foi multado 30 vezes por continuar funcionando sem o alvará.

Em outubro de 2017, a Prefeitura decidiu interditar o local, mas não explicou o que fez, efetivamente, para tomar essa decisão. O CT continuou funcionando à revelia. A Prefeitura do Rio informou que vai abrir um processo de investigação pra apurar as responsabilidades.

O Corpo de Bombeiros diz que o Ninho do Urubu ainda não tem o certificado de aprovação, um atestado de que há equipamentos contra incêndio funcionando. A corporação informa que o Flamengo deu entrada no projeto de segurança contra incêndio em 2010 e que, desde então, tem feito vistorias no local, a última em novembro do ano passado. Mas, segundo os Bombeiros, ainda havia pendências para a emissão do certificado, como mudanças de layout e ausência de dispositivos.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, só apareceu pra falar sobre a tragédia depois do meio-dia. Não respondeu a perguntas nem deu informações sobre as instalações, nem das condições de segurança do local.

"Eu queria dizer pra vocês que, obviamente, estamos todos consternados. Essa é certamente a maior tragédia pela qual esse clube já passou nos ultimos 123 anos, com a perda dessas 10 pessoas. O Flamengo também está colaborando com as autoridades para que, vamos dizer assim, a causa desse acidente, desse incêndio, possa ser apurada. Ninguém mais do que nós tem maior interesse para que isso ocorra. E, por fim, dizer que todos nós aqui do clube estamos de luto. É uma tristeza enorme que a gente tá sentindo. Não é fácil falar pra vocês, obrigado a todos e peço desculpas", declarou.

O Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro criou uma força-tarefa, com cinco procuradores, para apurar as causas e as consequências do incêndio. O Ministério Público Estadual declarou que acompanha os desdobramentos da tragédia.

A Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse, em Brasília, que é preciso mais rigor na atuação das instituições de controle e fiscalização: "Condolências às vítimas, aos seus familiares e a toda a população brasileira. Porque estamos vendo uma sucessão de fatos que, muitas vezes, são desastres evitáveis, preveníveis, e precisamos estar atentos a eles para que as instituições de controle, fiscalização e punição realmente funcionem no Brasil".

Médicos legistas disseram à nossa reportagem que algumas das vítimas têm sinais de asfixia pela fumaça e que alguns corpos só poderão ser identificados com testes de DNA, o que pode levar semanas.

A investigação vai dizer se houve falhas e se o incêndio poderia ter sido evitado, mas resposta nenhuma vai confortar famílias que sonhavam com o futuro de seus filhos e perderam tudo.

Nós perguntamos para a Prefeitura do Rio por que o centro de treinamento do Flamengo continuava funcionando, mesmo com a ordem de interdição de 2017. A Prefeitura declarou que multou o flamengo 30 vezes e que não tem poder de polícia. Nós não conseguimos resposta do Flamengo.

A Prefeitura do Rio determinou a realização de fiscalização no centro de treinamento de outros dois clubes. Segundo a Prefeitura, o do Vasco da Gama, conhecido como CT das Vargens, não tem registro de pedido de licenciamento para edificações, nem de alvará. O do Fluminense, conhecido como CT Pedro Antônio, também não tem registro de pedido de alvará. Nós ainda não tivemos resposta do Vasco, nem do Fluminense.


COMENTARIOS

Mais de Brasil

Política Nacional De Alfabetização

Governo lança cartilha da Política Nacional da Alfabetização

Documento detalha diretrizes da Política Nacional de Alfabetização.

15 de Agosto de 2019 as 23h28

Rodovias

Radares de velocidade estão suspensos nas Rodovias Federais

Decisão presidencial determina reavaliação da regulamentação do procedimento para evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória

15 de Agosto de 2019 as 22h58

Acidente Grave

Jovem que teve couro cabeludo arrancado em kart vai para UTI após nova cirurgia

Débora Stefanny Dantas de Oliveira tem quadro clínico estável, segundo boletim médico desta quarta (14). Além do couro cabeludo, parte da pele foi arrancada no acidente.

14 de Agosto de 2019 as 16h32

Acidente Grave

Jovem tem couro cabeludo arrancado em acidente durante corrida de kart no Recife; pista foi interditada

Com ferimentos na cabeça devido ao escalpelamento, Débora Stefanny Dantas de Oliveira foi levada ao Hospital da Restauração, onde passou por cirurgia e está em estado grave.

14 de Agosto de 2019 as 16h12

Absurdo

Menino de 12 anos tenta ir de bicicleta do Paraná até a casa dos avós, em São Paulo, diz PRF

Ele foi encontrado em situação de risco por policiais rodoviários na noite de terça-feira (13), na BR-116, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

14 de Agosto de 2019 as 16h09

Risco De Nova Tragédia

Brumadinho teme nova ruptura de barragem e cobra ações de empresa

Diante do abandono de uma barragem de rejeitos minerários, a prefeitura de Brumadinho (MG) realizou ontem (12) uma reunião com a empresa responsável pela estrutura.

13 de Agosto de 2019 as 20h22

Infraestrutura

Duplicação da BR-116 traz benefícios econômicos à região e segurança aos motoristas

Obra teve seus primeiros quilômetros liberados no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (12)

13 de Agosto de 2019 as 15h30

Dados

Área da Amazônia com alerta de desmatamento sobe 278% em julho, comparada ao mesmo mês de 2018

Em julho de 2018, houve alerta em 596,6 km² na Amazônia. Em julho de 2019, este número foi de 2.254,9 km², de acordo com dados do Deter, do Inpe. Jair Bolsonaro disse nesta terça que o novo diretor do Inpe vai apresentar os dados para a presidência

07 de Agosto de 2019 as 16h45

Pescado

Festival de Tambaqui da Amazônia é realizado em Brasília

Serão distribuídas seis toneladas do peixe na Esplanada. Objetivo é estimular consumo do pescado.

07 de Agosto de 2019 as 15h40

Produção Familiar

Agricultura Familiar avança com políticas públicas de incentivo ao produtor

Semana Nacional da Agricultura Familiar é marcada por aumento de recursos para o setor

29 de Julho de 2019 as 06h54

Bolsa Família

Mais de 11 mil famílias pediram desligamento do Bolsa Família em 2019

Os beneficiários solicitaram a saída do programa e deixaram de receber o benefício

29 de Julho de 2019 as 06h53

Acordo Internacional

Acordo com a União Europeia é o primeiro passo da abertura do Mercosul para o mundo

À frente da presidência do bloco, Jair Bolsonaro disse que o Brasil agirá para acelerar a modernização do Mercosul

17 de Julho de 2019 as 23h11

Educação Superior

MEC lança Programa Future-se para fortalecer autonomia financeira das universidades

Ideia é promover maior autonomia financeira a universidades e institutos federais. A adesão ao Future-se será voluntária

17 de Julho de 2019 as 23h02

Educação Superior

Ministro da Educação nega plano de cobrar mensalidade nas universidades federais

Abraham Weintraub afirmou, em evento em Florianópolis (SC), que vai apresentar na quarta (17) medidas de ‘eficiência’ para as universidades.

15 de Julho de 2019 as 22h35

Após Ser Empurrado

Após ser empurrado de altar, Padre Marcelo Rossi diz que registrou ''BO'': ''Bíblia e oração''

Religioso foi empurrado de altar por mulher durante missa em Cachoeira Paulista (SP). Padre não quis prestar queixa contra a agressora na Polícia Civil, mas caso foi registrado pela Canção Nova, que organizava o evento.

15 de Julho de 2019 as 22h25

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO