Vigiar SUS

Programa Vigiar SUS é lançado pelo Ministério da Saúde

Ação foi criada após a Covid-19 para fortalecer e modernizar a área de vigilância e resposta em saúde

Fonte:
01 de Novembro de 2020 as 07h 10min

- Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil

Vigilância, alerta e resposta a ações para melhorar a saúde e o bem-estar da população brasileira. Para isso, foi lançado nesta quinta-feira (29), o programa Vigiar SUS, uma Rede Nacional de vigilância decorrente da Covid-19 no país. O investimento previsto é cerca de R$1,5 bilhão.

“O nosso Vigiar tem como estratégia não apenas fortalecer, não apenas ampliar e modernizar. Ele quer aumentar cada vez mais a nossa capacidade de vigilância, de alerta e resposta no nosso Sistema Único de Saúde”, disse o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros.

As iniciativas buscam: fazer a detecção oportuna, alerta às mudanças no cenário epidemiológico, resposta articulada com Estados, Municípios e Distrito Federal, prevenção e controle de surtos e epidemias. Com isso, a expectativa é, por exemplo, dotar o país de estratégias de segurança nacional para as ameaças de segurança de saúde pública, melhorar as capacidades para preparação e resposta às Emergências em Saúde Pública, além de construir e fortalecer a capacidade de saúde pública no Brasil.

“O Vigiar SUS é mais tecnologia, o Vigiar SUS é mais vigilância em saúde, é mais segurança sanitária, é mais saúde para população brasileira”, ressaltou o secretário.

O programa possui oito eixos estratégicos: fortalecimento da rede de Laboratórios Centrais, estudo de prevalência de Covid-19 no Brasil, imunização para Covid-19, equipes de pronta-resposta, rede Centros de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (RenaVEH), vigilância sentinela das síndromes respiratórias e serviço de verificação de óbito.

Eixo 1
Ampliação e fortalecimento para resposta coordenada dos Centros de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs). As unidades são responsáveis pela inteligência epidemiológica de detecção, verificação, avaliação, monitoramento e comunicação de risco imediata de potenciais emergências em saúde pública.

A expectativa é aumentar o número de unidades de 55 para 129 com um investimento de R$ 129 milhões. Os recursos poderão ser utilizados em tecnologias, equipamentos e qualificação de profissionais.

Eixo 2
Programa de Treinamento de Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS com equipes de pronta resposta às emergências em saúde pública para Covid-19. A iniciativa conta com um investimento de R$ 156 milhões e a expectativa é ultrapassar a meta do Regulamento Sanitário Internacional de 1 epidemiologista de campo para cada 200 mil habitantes.

Eixo 3
Ampliação e fortalecimento para respostas integradas à Covid-19 na Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (RenVEH). A rede é composta por Núcleos Hospitalares de Epidemiologia (NHE), responsáveis por operacionalizar a vigilância epidemiológica em âmbito hospitalar e a previsão é ampliar de 238 para 675. Um investimento de R$ 230 milhões.

Eixo 4
Ampliação e fortalecimento da vigilância de síndromes respiratórias por meio da Vigilância Sentinela de Síndromes Respiratórias. Os locais são responsáveis por detectar os vírus que estão em circulação no Brasil, identificar precocemente eventos de saúde pública e investir em pesquisas para vacinas, soros e medicamentos. A expectativa é ampliar de 238 para 367 unidades garantindo no mínimo 2 unidades por Macrorregião de Saúde.

Eixo 5
Fortalecimento dos serviços de imunização para resposta segura e coordenada à Covid-19. A ideia é garantir a qualidade e segurança dos imunobiológicos, desde o laboratório produtor até o momento da oferta à população brasileira, na sala de imunização e nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie) ou em operações de campo.

Eixo 6
Fortalecimento dos serviços de verificação de óbitos decorrentes da Covid-19. O serviço permite identificar precocemente possíveis riscos à saúde emergentes (já conhecidos ou inusitados), bem como casos de doença nova em determinado local. Com o programa, o objetivo é fortalecer 43 dos serviços já habilitados no contexto da Covid com a cobertura de 2.639 municípios, além de aquisição de insumos, suprimentos e produtos, capacitação de equipes, implementação de novas técnicas diagnósticas (autópsia minimamente invasiva) e adequação para maior proteção a usuários e prestadores de serviços.

Eixo 7
Ampliação e qualificação da capacidade dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen) para resposta à Covid-19 e toda a rede de vigilância laboratorial, fortalecendo serviços de detecção e investigação de surtos, estudos de prevalência do vírus e monitoramento.

Eixo 8
Inquérito epidemiológico. Estimar a prevalência da infecção por Sars-CoV-2 nas capitais, unidades federadas e regiões. A ideia é obter dados sobre a prevalência da doença no Brasil, possibilitando conhecer a dinâmica no território nacional para adoção das medidas de prevenção, contenção e controle. Um investimento de R$ 204 milhões.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Brasil

Gestão

Empresários podem acreditar em um futuro melhor

“Nós deixaremos, sim, esse Brasil cada vez melhor”, afirmou o Presidente Jair Bolsonaro em encontro organizado pelo Grupo Voto

30 de Novembro de 2020 as 07h23

Assistência Social

Governo Federal inclui mais 122 mil pessoas no calendário do Auxílio Emergencial

Público que entrou com contestação e foi considerado elegível entra no Ciclo 5 de pagamentos

30 de Novembro de 2020 as 07h19

Educação

Inscrições para o Fies terminam terça-feira, dia 3

Interessados podem se inscrever para concorrer a uma das vagas remanescentes em instituição de educação superior para o 2º semestre de 2020

01 de Novembro de 2020 as 07h19

Agricultura

Mais mulheres estão presentes na agricultura familiar, mostra estudo da Conab

Incentivo à maior inclusão feminina no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) faz parte das políticas públicas do Governo

01 de Novembro de 2020 as 07h16

Trabalho

Mais de 313 mil empregos foram criados em setembro

É o melhor resultado para meses de setembro desde o início da série histórica do Caged. Indústria foi o setor que mais contratou

01 de Novembro de 2020 as 07h13

Apoio Internacional

Brasil recebe apoio de Japão no combate ao Covid-19 e a incêndios florestais

Parte dos recursos serão destinados à área de saúde para aquisição de insumos e outra será repassada para aquisição de materiais a brigadistas no combate a incêndios

01 de Novembro de 2020 as 07h06

Benefício

Cancelamento da extensão do Auxílio Emergencial pode ser contestado até o dia 2 de novembro

Solicitações devem ser feitas exclusivamente pelo site da Dataprev

28 de Outubro de 2020 as 22h21

Voz do Brasil

Publicadas regras de flexibilização do programa A Voz do Brasil

Programa completou 85 anos em junho este ano e anuncia as ações dos Três Poderes

28 de Outubro de 2020 as 22h17

Simplificação

Governo anuncia simplificação do eSocial e modernização de normas do trabalho

Medidas vão reduzir burocracia, poupar tempo e melhorar o ambiente de negócios no país

28 de Outubro de 2020 as 22h13

FIES

Governo regulamenta e abre prazo para renegociação de dívidas do Fies

A dívida pode ser parcelada em até 175 vezes com descontos entre 25% e 100% nos encargos

28 de Outubro de 2020 as 22h08

Investimentos

Brasil e EUA concluem acordos para facilitação de investimentos

Presidente afirmou que pacote traz benefícios e fluxo de investimentos

19 de Outubro de 2020 as 10h47

Energia Limpa

Brasil inaugura uma das maiores plantas de biogás do mundo, em SP

Presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia de inauguração do empreendimento, da empresa Raízen, que contou com financiamento BNDES

19 de Outubro de 2020 as 10h31

Dia D

Campanha de vacinação segue até 30 de outubro

Sábado (17) é o “Dia D” para multivacinação e poliomielite. Meta é vacinar mais de 11 mil crianças de um a cinco anos até fim do mês

19 de Outubro de 2020 as 10h30

Enem 2020

Enem 2020: inscrições para certificadores começam nesta quarta-feira

As inscrições para a Rede Nacional de Certificadores (RNC), a fim de atuação em atividades de certificação dos procedimentos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, começam nesta quarta-feira (9) e vão até o dia 29 deste mês.

09 de Setembro de 2020 as 09h36

Coronavírus

Farmacêuticas da Europa e dos EUA prometem rigor em testes para vacina

Promessa é manter processo científico para vacinas contra covid-19

08 de Setembro de 2020 as 14h04

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

Para você, qual deve ser a prioridade de Miguel Vaz em seu mandato?

Saúde

Infraestrutura

Ação social

Geração de emprego

Atração de Novas Empresas / Indústria

Parcial
veja +

COTAÇÃO