Redação

Ao empossar conselheiros, Pivetta anuncia a criação de um novo Conselho Tutelar

A Prefeitura e o CMDCA darão início aos procedimentos legais para a criação do novo órgão. A intenção é dividir a cidade em dois setores e cada conselho será responsável por uma parte.

09 de Maio de 2013 as 06h 19min

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) empossaram na manhã de hoje (08), os cinco titulares e os cinco suplentes eleitos para a nova formação do Conselho Tutelar.

A cerimônia de posse foi realizada no Auditório dos Pioneiros e contou com a presença de membros do Ministério Público, secretários municipais, gestores escolares, ex-conselheiros e comunidade.

Dos cinco conselheiros eleitos no último domingo (05), três assumem o cargo pela primeira vez, Solange Casanova, Mabia Soares da Silva e Paulo César Cerutti. Os outros dois membros, Marco Aurélio Dias e Geneci Maria Tissiani, foram reeleitos para mais três anos de trabalho.

Segundo o presidente do CMDCA, Pedro Góis, o Conselho Tutelar tem uma função muito importante dentro da sociedade, a de fazer valer os direitos da criança e dos adolescentes. “É um trabalho difícil, mas ao mesmo tempo especial, defender aqueles que precisam de um olhar mais atento da justiça.”

Antes de dar posse aos novos membros, os conselheiros que deixam o cargo foram homenageados com um certificado de agradecimento, em nome da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, Câmara de Vereadores e Conselho.

Para a promotora da Infância e Juventude, Fernanda Vieira, o trabalho do conselheiro exige muita dedicação e sensibilidade diante das situações, uma vez que os membros lidam diariamente com situações que envolvem crianças e adolescentes em situação de risco. “Os conselheiros são os olhos e os braços do Ministério Público.”

Durante a cerimônia, o prefeito Otaviano Pivetta anunciou a criação de mais um Conselho Tutelar em Lucas do Rio Verde. A intenção é dividir a cidade em dois setores e cada órgão será responsável por uma parte, melhorando o atendimento a população.

Para criar um novo conselho, além dos procedimentos legais, será necessário convocar uma nova eleição para escolher os cinco titulares e os cinco suplentes. A previsão é que o processo eleitoral tenha início em 60 dias. “Lucas do Rio Verde cresceu, a população aumentou e o conselho não conseguiu acompanhar o crescimento.”

Participaram também do evento, o presidente da Câmara de Vereadores, Airton Callai e o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marco Antônio Mendes.

MT Agora - Assessoria

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO