UFMT

Comitiva da UFMT conhece potencial de Lucas

Visita do vice-reitor da UFMT, João Carlos de Souza Maia e apoio da instituição na readequação do projeto, renovam as esperanças da administração para a implantação do campus

19 de Abril de 2015 as 15h 15min

A vinda do vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), João Carlos de Souza Maia a Lucas do Rio Verde nesta sexta-feira (17) e sábado (18), reafirmou o empenho da administração pública em implantar o campus da universidade no município.

A convite do vice-prefeito Miguel Vaz e da secretária municipal de Planejamento e Gestão, Solimara Moura, Maia participou de reuniões com a presença do gerente de Cidade, Ramiro Azambuja, secretários municipais e vereadores, conheceu a infraestrutura ofertada pelas escolas e conversou com professores e estudantes.

Segundo Vaz, a visita do vice-reitor representa um passo importante para a concretização do projeto, de ter no município uma instituição pública de ensino superior e cria um ambiente muito favorável, para que a proposta possa avançar nos próximos dias.

“Depois de ter conhecido e elogiado a infraestrutura do município, de se propor a nos ajudar a readequar o projeto e de se empenhar junto ao Ministério da Educação para a criação do campus, eu vejo que o sonho da universidade pública em Lucas do Rio Verde nunca esteve tão próximo”.

Além das escolas e das obras de ampliação do Hospital São Lucas, Maia conheceu a Fundação Rio Verde e o Distrito Industrial Senador Attilio Fontana, onde visitou e conversou com profissionais das empresas, BRF, Esmagadora Amaggi e Fiagril Biodiesel.

 “Fiquei impressionado com a infraestrutura das escolas e ao mesmo tempo com o desenvolvimento agroindustrial. São dois grandes fatores que com a politica de desenvolvimento regional vão contribuir para a formação de um grande polo nesta região”.

A meta da universidade, dentro do projeto de interiorização e expansão das instituições de ensino superior federal, é a implantação de três novos campi nos próximos anos, em cidades ou regiões com potencial econômico e demanda de estudantes.

“A UFMT tem o compromisso de estar nas regiões em expansão e esta é uma região muito promissora. Eu acredito no trabalho que a nossa reitora, Maria Lúcia Cavalli Neder, vai fazer junto ao governo federal, de indicar esta região como grande opção para receber o nosso campus”, ressaltou o vice-reitor.

Na próxima semana, um profissional da universidade virá ao município para auxiliar a prefeitura na readequação do projeto, que deverá conter também a infraestrutura que o município está disponibilizando para agilizar a implantação do campus.

Segundo o vice-prefeito, apesar do perfil econômico da região, existem outras áreas com carência de profissionais que a implantação do curso de graduação, não necessitaria de tantos investimentos, por parte do governo federal.

“Após a elaboração do projeto, vamos entregar a reitoria da UFMT, que fará o encaminhamento ao Ministério da Educação. O que nós queremos deixar claro é que não precisamos construir um prédio para ter a UFMT aqui. Podemos criar o campus, colocar em funcionamento utilizando as escolas do município e na sequência, buscar orçamento para a construção da sede própria”.

MT Agora - Leia Lucas

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO