Evento

Escola São Cristóvão organiza II Feira dos Jovens Empreendedores

Estudantes foram incentivados a se tornarem “microempresários” e a aprenderem a negociar suas criações

15 de Novembro de 2018 as 13h 07min

Uma intensa movimentação tomou conta das instalações da Escola São Cristóvão, na tarde desta terça-feira (13), com a realização da II Feira dos Jovens Empreendedores Primeiro Espaço – II JEPP, promovido pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Educação, em parceria com o Sebrae.

A abertura do evento teve a apresentação do projeto “Resgatando cantigas na família e escola”, desenvolvido pelas turmas infantis.

Em cada espaço, ocupado por uma das pequenas empresas planejadas ao longo de aproximadamente seis meses, era possível encontrar grupos de “microempresários” dispostos a negociar e convencer cada visitante sobre a importância, a funcionalidade e a qualidade de seus produtos.

E a oferta era grande. Tinha desde ervas aromáticas e temperos naturais a diferentes tipos de comidas, brinquedos ecológicos, artesanatos, bazar e até uma locadora. Segundo a diretora da escola, Andréia Pedrassani Ottoni Gugel, da criação à comercialização, 317 alunos participaram do projeto. Apenas a educação infantil ficou de fora.  “O JEPP é um projeto trabalhoso, mas extremamente encantador. Desde o começo até o fim, a criança se põe a imaginar, a criar, e isso é muito gratificante para o professor”, avalia.

Na opinião da gestora escolar, o que determina a continuidade e o sucesso de um projeto de execução tão complicada, tem sido o entusiasmo dos alunos, que mexe com o coração dos professores e faz com que ninguém desista. “Este ano, nós tivemos algo inovador: a participação dos estudantes do 1º, 2º e 3º anos do ensino médio, que mesmo não correspondendo ao município, pois pertence à Escola Estadual Ângelo Nadin, eles toparam o desafio e se envolveram com a feira”.  Os estudantes receberam orientação de toda a equipe pedagógica da secretaria.

Responsável pelo Projeto Educação Empreendedora, encaminhado pelo Sebrae em Lucas do Rio Verde e em mais nove municípios, Silvana Aparecida Lemes Costa, explica que cabe ao órgão a capacitação dos professores, que, mais tarde, irão atuar como replicadores dos temas de empreendedorismo já predefinidos, e o fornecimento de material aos alunos.  

Depois de ter trabalhado com a temática 'eco papelaria' no ano passado, a professora de educação física, Thaíze Chies, relata que dessa vez se envolveu com artesanato ecologicamente sustentável. “É fantástico você acompanhar desde os primeiros passos e, no final, constatar que os alunos perceberam o quanto podem contribuir para um mundo melhor”, ressalta.

A aluna Any Keyry Soares dos Anjos relembra com entusiasmo de sua primeira participação no projeto. “As pessoas pensam que trabalhar com papel é algo fácil. São meses para fazer um vaso, por exemplo. Mas no final você vê o quanto é maravilhoso você ter lutado por um mundo mais sustentável. Este ano, trabalhamos com outros materiais, como espuma e garrafa PET, e fizemos chaveiros de emojis e porta-joias que ficaram muito legal”, comemorou.

Fonte: Assessoria

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO