Articulações

Prefeito participa de reuniões em Brasília em busca de investimentos para Lucas do Rio Verde

Entre os assuntos tratados estão investimentos em saneamento básico, UPA e ferrovias

22 de Novembro de 2017 as 19h 06min

Com o objetivo de debater infraestrutura, projetos e investimentos para Lucas do Rio Verde, o prefeito Luiz Binotti esteve em Brasília nesta terça-feira (21). Logo cedo participou de uma reunião, junto com a comitiva do Governo de Mato Grosso, com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carreiro, sobre a malha ferroviária.

“Tratamos sobre a expansão ferroviária, especialmente no que diz respeito ao cenário que inclui Lucas do Rio Verde. Em discussão, o aumento do prazo de concessão de ferrovia à Concessionária Rumo ALL, uma das premissas para expandir a malha ferroviária para o Médio-norte mato-grossense”, comentou o prefeito.

Durante a reunião, o vice-governador Carlos Fávaro protocolou um documento solicitando prioridade na análise do projeto de prorrogação antecipada da concessão com o intuito de viabilizar o escoamento da produção agrícola de Mato Grosso.

Participaram da reunião o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Duarte, ministro do TCU, Augusto Nardes, senador Cidinho, deputados federais Fábio Garcia e Victório Galli, empresários Vicente Vuolo e Francisco Vuolo, presidente do Sistema Fiemt, Jandir Milan, entre outras lideranças.

Na capital federal, o prefeito também participou uma reunião da CNM, a Confederação Nacional de Municípios, com o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, ministro do TCU, Augusto Nardes, ministro da Saúde, Ricardo Barros, gestores municipais e dirigentes. Entre os assuntos estavam o acesso e a utilização das obras concluídas da Saúde, especialmente as UPAs, apontado como um problema a nível nacional, uma vez que o programa federal foi implantado em muitos municípios que hoje não conseguem abrir ou manter o funcionamento das unidades.

O objetivo do programa era de custeio compartilhado entre os governos, porém o custo para os municípios é praticamente inviável. “Estamos dando sequência às tratativas junto ao Ministério da Saúde já feitas pelo secretário de Saúde, Jean Machado, e pelos vereadores. Saímos de lá com a promessa do ministro de que irão verificar as possibilidades para que o município possa utilizar a estrutura da UPA para qualquer atividade da área de Saúde”, explicou Binotti.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, sinalizou que é possível adequar o perfil de atendimento de cada estrutura à necessidade da região e defende a revisão dos convênios fechados entre União e prefeituras.

Foi criado um grupo de trabalho da CNM, governo federal e TCU para debater os entraves e dar encaminhamento para uma solução definitiva para a questão das UPAs, incluindo as unidades fechadas, aquelas que chegaram a abrir, mas fecharam por falta de recursos para manter em funcionamento e ainda as unidades que estão com déficit e desembolso muito grande por parte dos municípios.

Ainda na capital federal, junto com Neri Geller, o prefeito se reuniu com o senador Romero Jucá para tratar da possibilidade de liberação de recursos para infraestrutura de saneamento básico para Lucas do Rio Verde, principalmente no que tange ao esgoto sanitário.

 

MT Agora - Ascom

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO