Educação

Professores e conselheiros de três escolas vão às urnas para eleger coordenadores

No final do ano, haverá nova escolha de gestores e coordenadores da rede de ensino do município

14 de Março de 2019 as 16h 12min

Integrantes das equipes pedagógicas e dos conselhos deliberativos das escolas Pequeno Príncipe, Érico Veríssimo e Menino Jesus participaram na segunda-feira (11) do processo de eleição para o cargo de coordenador escolar nestas três unidades da rede de ensino municipal. Em cada uma delas, o mandato-tampão válido somente até o final do ano letivo se dará por diferente motivo.

Na Escola Municipal Érico Veríssimo, em que três professoras disputavam a vaga existente desde que a titular passou a fazer parte da equipe da Assessoria Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, nenhuma das três candidatas conseguiu obter os votos necessários para ser declarada vencedora – 50% mais um do total de eleitores –, caberia à própria Secretaria indicar um nome para o cargo.

No entanto, ontem, após deliberação tomada conjuntamente pela secretária Cleusa De Marco, membros do Conselho Deliberativo Escolar e professores, foi definido que será respeitada a vontade dos eleitores, conduzindo ao cargo a candidata Janaína Patrícia de Souza e Silva, que recebeu 13 dos 38 votos depositados na urna. A segunda e a terceira colocadas obtiveram, respectivamente, 12 votos e sete votos. Além disso, foram registradas cinco abstenções e um voto em branco.  

A Creche Municipal Menino Jesus, que a partir de 2019 passou a atender 475 crianças de zero a três anos, teve apenas uma candidatura para preenchimento da nova vaga criada além da já existente. Dos 33 eleitores habilitados para votar, 28 compareceram à urna e 26 deles elegeram a candidata Emanuelli Talaska. Dois votos foram contrários.

Já no Centro de Educação Infantil Pequeno Príncipe, que registra 421 alunos e onde também havia candidatura única para a vaga deixada pela coordenadora que abriu mão do cargo, a professora Janete Aparecida Peixoto conseguiu 19 dos 21 votos válidos. Houve seis abstenções e dois votos contrários. Assim como na Érico Veríssimo, a vacância se deu a partir do mês de janeiro.

O processo de votação para a escolha dos gestores e coordenadores das 17 unidades da rede de ensino municipal acontece de dois em dois anos. Como a última eleição se deu no dia 1º de dezembro de 2017, o mandato se estenderá até o final de 2019. Caso a escola abra mão de apresentar candidaturas, a escolha igualmente se dará por meio de indicação da própria Secretaria. 

Fonte: Neri Malheiros | Ascom Prefeitura LRV

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO