Cidades

Saúde mental é tema de formação para servidores municipais

Participam da capacitação agentes comunitários de saúde, técnicos em enfermagem e equipes de atendimento psicossocial

Saúde Mental | 09 de Maio de 2018 as 15h 58min
MT Agora - Carolina Matter | Ascom

Identificar as demandas de saúde das famílias antes mesmo de chegarem aos PSFs. Este é um dos importantes papéis dos agentes comunitários de saúde (ACS), que atuam diretamente nas casas dos luverdenses. Integrantes das equipes das unidades, estes profissionais são capacitados para atender e observar todo o conjunto de pessoas inseridas nas comunidades.

E para aprimorar ainda mais os atendimentos, os ACSs e também os técnicos em enfermagem e equipes de atendimento psicossocial de Lucas do Rio Verde estão participando de uma formação sobre saúde mental.

A assistente social e coordenadora de Saúde Mental da região do Teles Pires, Anisângela Campos, destaca que a capacitação é fundamental para que os profissionais possam identificar com mais propriedade os casos e debater o que é possível fazer para melhorar sua atuação e os cuidados em relação a saúde mental. Segundo ela, as equipes de saúde da família são a porta de entrada dos munícipes, são os que acolhem os pacientes para atendimento.

“O foco é trabalhar a questão da saúde mental, abordagens e cuidados aos usuários do sistema de saúde e os que fazem uso prejudicial de álcool e outras drogas. Os agentes têm papel fundamental, entram nas residências, realizam orientação, têm contato direto com as famílias. O objetivo é verificar como realizar esse cuidado com os pacientes, quais as possibilidades que eu tenho como profissional de saúde na minha unidade e no meu território de realizar esse cuidado, seja numa abordagem, acolhimento, escuta qualificada. É um processo de reflexão para o trabalho de cada um e da equipe em si, questionar como estamos trabalhando, quais são as dificuldades e as ações a serem realizadas”, comentou Anisângela.

Para o agente comunitário de saúde, Marcos Leiva, a formação é importante, pois com conhecimento torna-se mais fácil o processo de identificação dos problemas, especialmente psicológicos. “É muito legal da parte da gestão investir na capacitação dos agentes, porque somos nós que estamos à frente com a população, tudo que acontece, os moradores passam para nós agentes de saúde, os problemas, as dificuldades e deficiências, e nós transmitimos essas informações até a unidade, ao médico e enfermeiro, e aí para o gestor, para que o problema venha a ser resolvido. É preciso focar na prevenção e não no atendimento curativo, pois o que a gestão quer é que os pacientes não cheguem doentes até a unidade, mas que possam viver uma vida sadia dentro de casa, no meio da família”, disse.

Além da formação desta semana, os profissionais também participarão de outra etapa. “São dois momentos, primeiro trabalhar a reforma psiquiátrica, conceitos, ferramentas de cuidado para os profissionais. E o segundo momento, durante as duas próximas semanas, os profissionais vão realizar atividades de dispersão a serem apresentadas nos dias 29 e 30, na presença da gestão”, completou Anisângela.
 
Serviço

Se você sofre com algum tipo de problema de saúde ou conhece alguém que precisa de ajuda, entre em contato com o agente de saúde do seu bairro, procure um PSF ou ainda encaminhe a solicitação pelo telefone da Ouvidoria, 0800 646 4004.

 

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Domingo

Lucas do Rio Verde, MT

Tempestades

28º

COTAÇÃO