Cartão de Crédito

Coronavírus transformou para sempre a forma de usar o cartão de crédito

Pagamentos por aproximação ganham força durante quarentena

Fonte: Matheus Mans | Yahoo
14 de Julho de 2020 as 22h 46min

Com o isolamento social, finalmente os pagamentos por aproximação entraram no cotidiano das pessoas. Entre março e abril, esse tipo de transação cresceu quatro vezes em todo o território nacional, se aproximando de operações mais tradicionais, como cartão com chip e dinheiro. O hábito deve ir além da quarentena do novo coronavírus.

Segundo pesquisa da MasterCard, 69% dos brasileiros entrevistados revelaram que a pandemia de covid-19 os incentivou a usar pagamentos por aproximação. E mais: 75% dessas pessoas, que mudaram seus hábitos na crise de saúde, disseram que vão continuar a usar o pagamento por aproximação depois.

O estudo da empresa de pagamentos foi realizado com 17 mil pessoas em 19 países.

“Hoje, as pessoas estão buscando meios de ter o mínimo de contato possível. É o delivery, é o e-commerce e é, também, o pagamento por aproximação. Encostou, pagou”, afirma o professor de economia, Adélio de Ramos. “No entanto, essas pessoas também perceberam uma facilidade. É algo que simplifica o dia a dia. Vai ser difícil largar esse tipo de operação”.

Preparação de terreno
Antes da pandemia, o pagamento por aproximação já estava num crescimento — segundo a própria MasterCard, esse tipo de transação era realidade em 50% das operações realizadas globalmente.

“Havia algumas etapas a serem cumpridas pela indústria para garantir a transição”, explica João Pedro Paro Neto, Presidente Mastercard Brasil e Cone Sul. “A primeira era trabalhar com os bancos emissores dos cartões para introduzir tal tecnologia no Brasil. [Depois], o desafio era de ampliar o nível de aceitação nos estabelecimentos comerciais do País”.

Hoje, cerca de 90% das máquinas de cartão estão aptas a realizar esse pagamento, enquanto 10 milhões de cartões estão aptos a serem usados com aproximação. Com isso, essa mistura de mudança brusca de comportamento com tecnologia implementada devem ser a deixa para que o processo se cristalize em todos tipos de transações em todo o País.

Na Visa, a comparação entre o mês de março de 2019 com março de 2020 surpreende, com aumento de cinco vezes na quantidade de pagamentos por aproximação. Para Percival Jatobá, vice-presidente de soluções e inovações da Visa do Brasil, a tendência vem desde o ano passado, com pagamento aceito em transporte público, e deve se concretizar agora.

“Inovações como o pagamento por aproximação vem definindo a forma como os brasileiros realizam suas compras, pela conveniência de ser mais prático e rápido, e pela segurança do usuário não passar o cartão de mão em mão para que a compra seja concluída”, diz. “Essas novidades agradam ao consumidor, porque ajudam em seu dia a dia”.

Próximos passos
Ainda que o momento seja de expansão e crescimento para o pagamento por aproximação, executivos e especialistas da área alertam para alguns desafios e barreiras que ainda precisam ser quebradas. O mais imediato, e citado por quase todos os entrevistados, é o aumento do valor para transações sem senha. Hoje, o limite instituído é R$ 50.

“Para ampliar ainda a penetração dos pagamentos por aproximação, a Mastercard tem liderado esforços para ampliar o limite sem a necessidade de senhas”, diz Paro Neto, da MasterCard. “[Isso] expandirá mais a sua adesão e, consequentemente, os benefícios da tecnologia, além de contribuir com a transformação digital do varejo nesses mercados”.

No entanto, vale alertar: é algo que precisa ser feito com cuidado, já que o pagamento por aproximação sem senha foi alvo de fraudes frequentes durante o Carnaval de rua de 2020.

Além disso, executivos chamam a atenção para algo importante: as necessidades do consumidor pós-pandemia. “Falam muito que teremos um novo normal. Mas o certo é que teremos ‘normais’”, afirma Augusto Lins, presidente da Stone, fintech de processamento de crédito. “A aproximação está crescendo, mas precisamos entender como, onde e quando”.

Jatobá, da Visa, acredita na diversificação de operações. “Nosso trabalho é oferecer diferentes formas de pagar para que os consumidores escolham qual delas melhor se adequa ao seu cotidiano. E muitas vezes a resposta poderá ser mais de um meio de pagamento. Pode ser que hoje eu esteja na praia, e queira pagar com minha pulseira, e no shopping, eu use meu cartão. Cada um vai escolher a melhor forma que lhe convir”.

Siga o MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Doença Rara

Mãe faz vaquinha online para comprar medicamento de R$ 12 milhões para o filho com doença rara

Enzo tem Amiotrofia Muscular Espinhal (AME). Atualmente, ele faz tratamento com remédio fornecido pelo SUS, mas, segundo a mãe, existe uma medicação mais avançada.

29 de Julho de 2020 as 08h10

Prevenção Covid-19

Máscara que mata novo coronavírus é desenvolvida em Portugal

Equipamento inativa até 99% do SARS-CoV-2, causador da Covid-19, e mantém características mesmo depois de 50 lavagens, diz estudo que comprovou eficácia

27 de Julho de 2020 as 14h31

Teste Covid-19

ANS consegue suspender medida que obrigava planos a cobrir teste de coronavírus

A decisão é temporária.

14 de Julho de 2020 as 23h28

Método de Ventilação

A médica brasileira que contraiu covid-19 e foi salva pelo método de ventilação que ela ajudou a criar

Carmen Valente Barbas é conhecida internacionalmente por sua contribuição para o aperfeiçoamento de técnicas de ventilação mecânica

14 de Julho de 2020 as 23h02

Imunidade

Imunidade contra Covid-19 não é garantida após 1º contágio e pode ser perdida em três meses

A descoberta poderia complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz de longo prazo

14 de Julho de 2020 as 22h58

Saúde

Problemas de saúde de motoristas contribuem para acidentes em estradas

Em cinco anos 250 mil acidentes foram registrados em rodovias federais

12 de Setembro de 2019 as 15h35

Saúde

Ministério da Saúde antecipa campanha de combate ao Aedes aegypti

Objetivo é mobilizar mais a população no período da seca

12 de Setembro de 2019 as 15h31

Saúde

Em um ano, incidência da dengue no país aumenta 600%

O Ministério da Saúde informou hoje (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país.

11 de Setembro de 2019 as 13h30

Saúde

Termina na terça consulta sobre novo tratamento de HIV-Tuberculose

Segundo o Ministério da Saúde, a chance de uma pessoa que vive com HIV ter tuberculose é 25 vezes maior que uma pessoa sem HIV.

07 de Setembro de 2019 as 17h30

Saúde

Rio aguarda análise que pode confirmar 22º caso de sarampo no estado

Os sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza e mal-estar intenso.

06 de Setembro de 2019 as 14h43

Saúde

Ministério confirma 2.753 casos de sarampo, 98% em São Paulo

Foram registradas quatro mortes, sendo três de bebês com até 1 ano

04 de Setembro de 2019 as 15h16

Saúde

Saúde zera a fila de cirurgias de cataratas em Tapurah

Os procedimentos foram realizados na cidade de Sorriso.

02 de Setembro de 2019 as 22h19

Saúde

Vacinação contra sarampo será intensificada em creches de SP

Unidades Básicas de Saúde continuam ofertando a imunização

02 de Setembro de 2019 as 21h46

Saúde

Casos de sarampo no estado de São Paulo sobem para 2.457

A doença já matou duas crianças e um homem de 42 anos.

31 de Agosto de 2019 as 14h41

HIV

Lucas do Rio Verde registra 37 novos casos de HIV no primeiro semestre de 2019

Atualmente a Secretaria de Saúde faz o acompanhamento de 238 pacientes soropositivos

20 de Agosto de 2019 as 09h29

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO