Prevenção

Cuidados com a saúde são essenciais para evitar novas vítimas após tragédia de Brumadinho

Alimentos e água contaminados, animais peçonhentos, doenças e transtornos emocionais ou psicológicos são alguns dos riscos para a população. Confira as principais orientações para se proteger.

07 de Fevereiro de 2019 as 15h 47min

Alimentos que tiveram contato com a lama não devem ser consumidos pela população - Foto: Isac Nóbrega/PR

O rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), fez centenas de vítimas, entre mortos, desaparecidos, feridos e desabrigados. Para evitar que mais pessoas sejam afetadas pela tragédia, os cuidados com a saúde são fundamentais. Moradores dos locais atingidos pelo avanço dos rejeitos devem ficar atentos ao consumo de alimentos e água, aos riscos de doenças, à presença de animais peçonhentos, entre outras precauções.

Os cuidados com a saúde mental também são essenciais, já que um evento traumático pode trazer uma série de impactos de ordem psicológica ou emocional para a vida das pessoas. Confira abaixo as principais recomendações do Ministério da Saúde para a população:

Consumo de água e alimentos

Qualquer alimento que teve contato com a lama – mesmo aquele embalado ou enlatado – não deve ser consumido. As comidas com cheiro, cor ou aspecto fora do normal e alimentos cozidos ou refrigerados que tenham ficado por mais de duas horas sem refrigeração também não devem ser ingeridos.

As pessoas não devem pescar ou consumir peixes provenientes do rio Paraopeba, contaminado pela onda de rejeitos. É recomendado consumir apenas água indicada pelas autoridades, de preferência filtrada e fervida, assim como evitar o contato direto com a lama. Quando for necessário o manuseio, o indicado é utilizar botas e luvas ou envolva os pés e os braços em sacos plásticos.

A ingestão de água ou alimentos contaminados pode causar uma série de doenças, como diarreia, cólera, febre tifoide, hepatite A, giardíase, amebíase, verminoses e leptospirose. Quem apresentar sintomas como vômitos, coceira, tonteira e diarreia após o contato com alimentos contaminados deve procurar a unidade de saúde mais próxima.

Animais peçonhentos

Os moradores das áreas afetadas pela tragédia devem ficar atentos à presença de animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e cobras, que, após incidentes como esse, costumam procurar abrigo em locais secos, como interior de residências ou onde há lixo acumulado.

Por isso, é recomendado sempre inspecionar bem sua casa, usando botas e luvas ao vasculhar os escombros e ao limpar a residência e seus arredores. Roupas, sapatos, toalhas, lençóis e colchões devem ser sacudidos antes do uso. Não é recomendado colocar as mãos em buracos ou frestas. Se algum animal for encontrado, a dica é não tocar nele e acionar imediatamente a autoridade competente.

Em caso de acidentes, a vítima deve ser mantida em repouso, deitada e com o membro acometido elevado em relação ao resto do corpo. O Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Minas Gerais (CIATox-MG) pode ser acionado pelo telefone (31) 3224-4000.

Saúde mental

Desastres com muitas perdas como o rompimento da barragem do Córrego do Feijão podem desencadear distúrbios ou desordens, que, em certos casos, evoluem para um quadro de Transtorno de Estresse Pós-Traumático ou outras psicopatologias.

Os sintomas podem ser físicos (palpitações, alergias, hipertensão, dor de cabeça ou crises de enxaqueca, por exemplo) ou emocionais (distanciamento emocional, distúrbios do sono, medo intenso, crises de ansiedade e/ou episódios de pânico, entre outros). Se identificar sinais como esses, procure ajuda profissional.


Fonte: Ministério Da Saúde

COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Imunização

Semana ''Saúde na Escola'' aborda importância da vacinação

Ações envolverão estudantes, professores e funcionários para alertar sobre a necessidade de manter a caderneta de vacinação atualizada.

08 de Abril de 2019 as 22h33

Saúde

Três em cada cem mortes no país podem ter influência do sedentarismo

Praticar esportes é fundamental para o corpo e para a mente e ajuda a prevenir doenças como diabetes e hipertensão. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o sedentarismo é considerado o quarto maior fator de risco de mortes no mundo

08 de Abril de 2019 as 09h35

Vacinação

Campanha de vacinação contra a gripe começa esta semana em todo o país

De acordo com o Ministério da Saúde, a imunização, este ano, foi antecipada em cerca de 15 dias em relação aos anos anteriores, quando a campanha teve início na segunda quinzena de abril.

07 de Abril de 2019 as 15h23

Saúde Bucal

Equipe de Saúde realiza avaliação bucal nos alunos da rede municipal

O objetivo é verificar as condições de saúde bucal e prevenir agravos

07 de Abril de 2019 as 14h42

Saúde

Governo repassa R$ 500 mil para UTI’s de Lucas do Rio Verde

Outros 15 hospitais também serão beneficiados com repasses que passam de R$ 6 milhões

19 de Março de 2019 as 16h17

Fórum De Saúde Mental

Discussões sobre saúde mental buscam fortalecer rede assistencial

Fórum reúne profissionais da área de saúde mental, estudantes e representantes de instituições

16 de Março de 2019 as 18h16

Evento

Lucas do Rio Verde realiza I Fórum de Saúde Mental nesta sexta-feira (15)

O evento será realizado no Auditório dos Pioneiros, no Paço Municipal, a partir das 7 horas.

13 de Março de 2019 as 21h40

Ciência E Tecnologia

Bolsonaro destaca implementação de programa para dessalinização de águas salobras

Presidente da República ressaltou importância da medida para as populações que vivem no semiárido brasileiro.

10 de Março de 2019 as 17h07

Programa Mais Médicos

Médicos que atuam em áreas vulneráveis poderão renovar contrato

Ministério da Saúde abre a possibilidade para profissionais que encerrariam as atividades no programa Mais Médicos no final deste mês.

27 de Fevereiro de 2019 as 20h19

Atenção Básica

Inscrições para o Saúde na Escola terminam nesta quinta (28)

Por meio do programa, governo federal repassa recursos para municípios realizarem ações de prevenção e atenção à saúde no ambiente escolar

27 de Fevereiro de 2019 as 20h14

Prevenção

Ações de combate ao Aedes aegypti precisam ser intensificadas neste início de ano

Últimos dados do Ministério da Saúde indicam alta de 149% no total de casos prováveis da dengue no País

27 de Fevereiro de 2019 as 19h48

Boletim

Casos de dengue no Brasil aumentam 149% em janeiro deste ano

O número de casos prováveis de dengue registrados no Brasil em janeiro deste ano mais que dobrou em comparação ao mesmo período de 2018.

26 de Fevereiro de 2019 as 23h18

Apoio Federal

Governo repassa R$ 30,4 milhões para ações de saúde em Santa Catarina

Ao todo, 43 municípios do estado serão beneficiados pela medida

26 de Fevereiro de 2019 as 20h31

Programa De Residência Médica

Coreme divulga mais uma chamada para o Programa de Residência Médica

A lista da sexta chamada está disponível no site da prefeitura

22 de Fevereiro de 2019 as 06h48

Recursos Para A Saúde

Saúde: Prefeito e vereadores cobram viabilidade de recursos para Lucas do Rio Verde

Na semana passada esteve em Cuiabá, o prefeito Luiz Binotti juntamente com os vereadores Marcos Paulista e Airton Callai, onde participaram de audiência com o Secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo.

22 de Fevereiro de 2019 as 06h44

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO