Cérebro e mente

Estresse pode virar trauma quando emoção e reação instintiva são bloqueadas

Acidentes, assaltos, bullying, abuso sexual e até mesmo pressão por tempo prolongado no trabalho ou no ano pré-vestibular podem desencadear sintomas de trauma.

Fonte:MT Agora - Paula Moura | UOL
26 de Setembro de 2016 as 15h 33min

Em situações extremas, o estresse pode atingir um nível maior do que o corpo é capaz de suportar e a ansiedade virar um trauma. Acidentes, assaltos, bullying, abuso sexual e até mesmo pressão por tempo prolongado no trabalho ou no ano pré-vestibular podem desencadear sintomas de trauma.

Os sintomas vão da hipervigilância –tipo de ansiedade--, flash-backs de imagens ou pensamentos no meio do dia, mudanças abruptas de humor e vergonha de si mesmo, entre outros. E o quadro pode continuar por meses ou anos, com ataques de pânico, "brancos" de memória, dificuldade para se comprometer, fadiga crônica, depressão, problemas digestivos, dores crônicas, entre muitos outros.

Uma das linhas de tratamento de trauma responsabiliza a falta de reação corporal à criação de traumas, é a Somatic Experiencing (SE), criada pelo médico Peter Levine há cerca de 45 anos.

Levine descobriu que o sistema nervoso autônomo dos animais, diante de uma ameaça, vai disparar respostas de luta ou fuga ou congelamento, aquela que for colocar o animal em segurança o mais rápido possível. "Assim como os animais, nosso corpo reage da mesma forma instintiva, mas ficamos traumatizados quando não deixamos essas respostas se completarem", diz Angela Mestriner, terapeuta especializada em SE.

De acordo com essa abordagem, se durante um assalto ficamos congelados, e quando o perigo for embora nós não deixarmos nosso corpo fazer a necessária descarga (por exemplo tremer, chorar, sentir as emoções que surgirem), essas reações vão ficar presas no nosso sistema nervoso e é quando o trauma se instala.

E por que não extravasamos?

Para Angela, muitas vezes não deixamos essas reações instintivas do corpo acontecerem por acharmos que tem algo de errado com a gente ou ainda por vergonha. "Acabamos por questionar essas reações ao invés de senti-las e permiti-las".

Tudo depende de como meu corpo reagiu ou entendeu aquele evento. Quanto menos consigo reagir, mais traumatizado eu fico, entro no lugar de impotência e incapacidade."

Angela Mestriner, especialista em SE

Ela cita uma pesquisa feita em um acidente de ônibus nos EUA. "As crianças que conseguiram ajudar as outras não ficaram traumatizadas e as que ficaram paralisadas sem conseguir reagir ficaram".

Permissão para deixar que o corpo expresse aquilo que precisa após o evento traumático, portanto, é uma das coisas necessárias para que não adquirir Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT), de acordo com a SE.

Além disso, o corpo precisa se sentir seguro de que a ameaça terminou para poder se acalmar. Por exemplo, ter certeza de que o ladrão não está mais perto. É importante também ter consciência de que apesar de o tempo de ativar o corpo para a resposta ao perigo é rápido, acalmar leva mais tempo.

Álvaro Genro, psicólogo da Associação Brasileira do Trauma, explica que a SE trabalha com o sistema nervoso autônomo, onde ficam registradas as emoções e as reações instintivas, inclusive o trauma. Os registros traumáticos podem ser acessados pelas sensações corporais. "Há pessoas que estão distanciadas dessa autopercepção, mas não é impossível pouco a pouco ir trabalhando para que se possa resgatar isso", ressalta.

"O mais importante é a pessoa perceber que ela tem respostas corporais e que elas podem conduzir a uma reciclagem da energia de um sofrimento num momento que ficou congelada", diz. Segundo Genro, essa reciclagem traz energia de vida, na capacidade de gostar, estar de bem com a vida, de estar num estado de bem-estar mesmo numa dificuldade maior.

Movimento dos olhos

Outras correntes da psicologia também focam no tratamento acessando o cérebro reptiliano, como o caso da Terapia EMDR, da sigla em inglês relativa a Eye Movement Desensitization and Reprocessing (Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares). Nessa abordagem, criada pela psicóloga americana Francine Shapiro em 1987, os movimentos oculares são usados para processar as lembranças traumáticas.

"Quando ocorre o trauma, o sistema límbico fica hiperativado porque a amígdala fica hiperativada", explica Roseane Ferreira, terapeuta de EMDR e gerente da Trauma Clinic do Brasil. "O cérebro não consegue processar de forma adaptativa o evento traumático, deixando a perturbação como se estivesse congelada, empobrecendo a qualidade de vida do indivíduo".

Para a EMDR, o registro do trauma fica armazenado nas redes de memórias em forma de pensamentos, imagens, registros auditivos e sensações corporais. A terapia simula o movimento que ocorre durante o sono REM, que tem a função de processar experiências ocorridas ao longo do dia através da rápida movimentação bilateral dos olhos. "O cérebro vai dessensibilizando os canais neurológicos de forma cada vez mais adaptativa, dissolvendo a carga negativa ligada ao trauma", diz a psicóloga.

Movimentos do corpo também são trabalhados pelo Brainspotting, método que identifica fontes de dor e trauma através dos pontos em que os olhos congelam e tremem, e a EFT (Emotional Freedom Technique), cujo objetivo é desbloquear a energia estagnada seguindo os meridianos da Medicina Tradicional Chinesa.


COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Saúde

Problemas de saúde de motoristas contribuem para acidentes em estradas

Em cinco anos 250 mil acidentes foram registrados em rodovias federais

12 de Setembro de 2019 as 15h35

Saúde

Ministério da Saúde antecipa campanha de combate ao Aedes aegypti

Objetivo é mobilizar mais a população no período da seca

12 de Setembro de 2019 as 15h31

Saúde

Em um ano, incidência da dengue no país aumenta 600%

O Ministério da Saúde informou hoje (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país.

11 de Setembro de 2019 as 13h30

Saúde

Termina na terça consulta sobre novo tratamento de HIV-Tuberculose

Segundo o Ministério da Saúde, a chance de uma pessoa que vive com HIV ter tuberculose é 25 vezes maior que uma pessoa sem HIV.

07 de Setembro de 2019 as 17h30

Saúde

Rio aguarda análise que pode confirmar 22º caso de sarampo no estado

Os sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza e mal-estar intenso.

06 de Setembro de 2019 as 14h43

Saúde

Ministério confirma 2.753 casos de sarampo, 98% em São Paulo

Foram registradas quatro mortes, sendo três de bebês com até 1 ano

04 de Setembro de 2019 as 15h16

Saúde

Saúde zera a fila de cirurgias de cataratas em Tapurah

Os procedimentos foram realizados na cidade de Sorriso.

02 de Setembro de 2019 as 22h19

Saúde

Vacinação contra sarampo será intensificada em creches de SP

Unidades Básicas de Saúde continuam ofertando a imunização

02 de Setembro de 2019 as 21h46

Saúde

Casos de sarampo no estado de São Paulo sobem para 2.457

A doença já matou duas crianças e um homem de 42 anos.

31 de Agosto de 2019 as 14h41

HIV

Lucas do Rio Verde registra 37 novos casos de HIV no primeiro semestre de 2019

Atualmente a Secretaria de Saúde faz o acompanhamento de 238 pacientes soropositivos

20 de Agosto de 2019 as 09h29

Saúde

Medicamento por compartilhamento de risco amplia tratamento de AME

Ministério da Saúde cria alternativas para promover melhores condições de vida ao paciente. Uma delas foi a incorporação do medicamento Spinraza.

15 de Julho de 2019 as 21h36

Estudo

Composto de planta da Mata Atlântica combate leishmaniose e Chagas

Estudo do Instituto Adolfo Lutz, Universidade Federal do ABC e Universidade de Oxford, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), pode resultar em novos medicamentos para o tratamento de pacientes.

14 de Julho de 2019 as 23h48

Saúde

Fechada há 4 meses, Santa Casa de Cuiabá deve ser reinaugurada e reabrir até o final de julho

Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá deve ser reinaugurada na próxima terça-feira (23). O atendimento da população, porém, não deve ser feito de imediato.

13 de Julho de 2019 as 22h16

UTI Em Lucas

Hospital São Lucas passa a gerir UTI’s a partir de segunda-feira (15)

''Estamos realmente em uma força tarefa para fazer as UTI’s funcionar'', afirma gestora do HSL

13 de Julho de 2019 as 20h27

Processo Seletivo

Governo publica novo processo seletivo com 215 vagas para o Hospital Regional de Alta Floresta (MT)

De acordo com o edital, as inscrições poderão ser realizadas presencialmente no Escritório Regional de Saúde de Alta Floresta, a partir desta sexta-feira (12), das 8h às 17h dos dias úteis, e estarão abertas até o dia 25 de julho.

12 de Julho de 2019 as 22h08

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO