Saúde

Ministério confirma 2.753 casos de sarampo, 98% em São Paulo

Foram registradas quatro mortes, sendo três de bebês com até 1 ano

Por: Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil
04 de Setembro de 2019 as 15h 16min

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber, apresenta, balanço dos casos de sarampo no país, e novas estratégias de bloqueio da doença a serem adotadas pelos estados. - José Cruz/Agência Brasil

  O Ministério da Saúde informou hoje (4) que, de 9 de junho até 31 de agosto, 2.753 casos de sarampo foram confirmados no país. No período, houve quatro óbitos, em decorrência da complicação do quadro de saúde dos pacientes, três em São Paulo e um em Pernambuco. 

  Conforme destacou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, três dos mortos tinham menos de 1 ano de idade.

  Com relação ao boletim divulgado na quarta-feira (28), houve aumento de 18% no número de pessoas infectadas. Segundo o Ministério da Saúde, o número se deve à confirmação clínica de casos que estavam em investigação.

  Ao todo, a pasta recebeu a notificação de 20.292 suspeitas da doença, das quais 2.109 foram descartadas. O restante ainda está sob investigação. Os casos confirmados estão concentrados em 13 estados, sendo a maioria, 98,37%, no estado de São Paulo (2.708), seguido do Rio Janeiro (15), Pernambuco (12), Distrito Federal (3), Goiás (1), Paraná (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Bahia (1), Sergipe (1), Santa Catarina (7) e Piauí (1). 

Vacinação
  Como prioridade, o governo federal estabeleceu a vacinação de todas as crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias, grupo em que a doença pode, facilmente, se tornar letal. Nesse caso, é aplicada a chamada dose zero.

  Outra recomendação é que, ao completar 1 ano de idade, as crianças recebam a primeira dose. A segunda dose, a última a ser tomada por toda a vida, é aplicada aos 15 meses de idade.

  Oliveira avalia que há, atualmente, uma "tendência de estabilização no número de casos". "Nós estamos acompanhando [os casos] semanalmente. Se não tivermos outros surtos, em outros locais, se essa estabilidade permanecer, vamos conseguir interromper as cadeias de transmissão. Temos que manter os municípios e os estados sem novos casos por 90 dias, pelo menos. Ainda é cedo para afirmar que tem uma queda. Há apenas uma tendência de queda baseada no perfil de positividade dos casos", afirmou a jornalistas.

  Segundo o secretário, uma estimativa calculada em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) indica que 39,9 milhões de brasileiros estão desprotegidos contra o sarampo, por não terem tomado nenhuma dose da vacina. Para mensurar a faixa da população sem cobertura vacinal, o estudo analisou informações que compreendem o intervalo de 1994 a julho de 2019.

  Durante a entrevista à imprensa, Oliveira informou que, na semana passada, o governo obteve 17,8 milhões de doses da vacina contra sarampo. Ele ressaltou que, no mercado internacional, quatro laboratórios produzem o imunizante e que, no Brasil, existe apenas um fornecedor, o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Sobre a doença
  Causado por um vírus, o sarampo é uma doença infecciosa grave, que pode levar à morte. A transmissão ocorre por via aérea, ou seja, quando a pessoa infectada tosse, fala ou respira próximo de outras pessoas. 

  Mesmo quando o paciente não vai a óbito, há possibilidade de a infecção ocasionar sequelas irreversíveis. Quando a doença ocorre na infância, o doente pode desenvolver pneumonia, encefalite aguda e otite média aguda, que pode gerar perda auditiva permanente. 

  Os sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza (nariz escorrendo ou entupido) e mal-estar intenso. Quando o quadro completa de três a cinco dias, podem aparecer manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas do paciente. 

  A prevenção ao sarampo, feita por meio da vacinação, é fundamental, já que não há tratamento para a doença. O tipo da vacina varia conforme a idade da pessoa que irá tomá-la e a situação epidemiológica da região onde vive, ou seja, é necessário levar em conta a incidência da doença no local. Quando há um surto, por exemplo, a dose aplicada pode ser do tipo dupla viral, que protege contra sarampo e rubéola. 

  Há, ainda, as variedades tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela, mais conhecida como catapora). As vacinas estão disponíveis em unidades públicas e privadas de vacinação. Segundo o Ministério da Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece doses gratuitamente, em  mais de 36 mil salas de vacinação, localizadas em postos de saúde de todo o Brasil. 

  O governo brasileiro recomenda que pessoas na faixa entre 12 meses e 29 anos de idade recebam duas doses da vacina. Para a população com idade entre 30 a 49 anos, a indicação é de uma dose.

  Recentemente, o Brasil perdeu o certificado de eliminação da doença. Na semana passada, passaram a apresentar semelhante condição quatro países da Europa:  Reino Unido, Grécia, República Tcheca e Albânia. De acordo com o Ministério da Saúde, no primeiro semestre deste ano, Cazaquistão, Geórgia, Rússia e Ucrânia concentraram 78% dos casos registrados na Europa. 


COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Saúde

Problemas de saúde de motoristas contribuem para acidentes em estradas

Em cinco anos 250 mil acidentes foram registrados em rodovias federais

12 de Setembro de 2019 as 15h35

Saúde

Ministério da Saúde antecipa campanha de combate ao Aedes aegypti

Objetivo é mobilizar mais a população no período da seca

12 de Setembro de 2019 as 15h31

Saúde

Em um ano, incidência da dengue no país aumenta 600%

O Ministério da Saúde informou hoje (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país.

11 de Setembro de 2019 as 13h30

Saúde

Termina na terça consulta sobre novo tratamento de HIV-Tuberculose

Segundo o Ministério da Saúde, a chance de uma pessoa que vive com HIV ter tuberculose é 25 vezes maior que uma pessoa sem HIV.

07 de Setembro de 2019 as 17h30

Saúde

Rio aguarda análise que pode confirmar 22º caso de sarampo no estado

Os sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, coriza e mal-estar intenso.

06 de Setembro de 2019 as 14h43

Saúde

Saúde zera a fila de cirurgias de cataratas em Tapurah

Os procedimentos foram realizados na cidade de Sorriso.

02 de Setembro de 2019 as 22h19

Saúde

Vacinação contra sarampo será intensificada em creches de SP

Unidades Básicas de Saúde continuam ofertando a imunização

02 de Setembro de 2019 as 21h46

Saúde

Casos de sarampo no estado de São Paulo sobem para 2.457

A doença já matou duas crianças e um homem de 42 anos.

31 de Agosto de 2019 as 14h41

HIV

Lucas do Rio Verde registra 37 novos casos de HIV no primeiro semestre de 2019

Atualmente a Secretaria de Saúde faz o acompanhamento de 238 pacientes soropositivos

20 de Agosto de 2019 as 09h29

Saúde

Medicamento por compartilhamento de risco amplia tratamento de AME

Ministério da Saúde cria alternativas para promover melhores condições de vida ao paciente. Uma delas foi a incorporação do medicamento Spinraza.

15 de Julho de 2019 as 21h36

Estudo

Composto de planta da Mata Atlântica combate leishmaniose e Chagas

Estudo do Instituto Adolfo Lutz, Universidade Federal do ABC e Universidade de Oxford, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), pode resultar em novos medicamentos para o tratamento de pacientes.

14 de Julho de 2019 as 23h48

Saúde

Fechada há 4 meses, Santa Casa de Cuiabá deve ser reinaugurada e reabrir até o final de julho

Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá deve ser reinaugurada na próxima terça-feira (23). O atendimento da população, porém, não deve ser feito de imediato.

13 de Julho de 2019 as 22h16

UTI Em Lucas

Hospital São Lucas passa a gerir UTI’s a partir de segunda-feira (15)

''Estamos realmente em uma força tarefa para fazer as UTI’s funcionar'', afirma gestora do HSL

13 de Julho de 2019 as 20h27

Processo Seletivo

Governo publica novo processo seletivo com 215 vagas para o Hospital Regional de Alta Floresta (MT)

De acordo com o edital, as inscrições poderão ser realizadas presencialmente no Escritório Regional de Saúde de Alta Floresta, a partir desta sexta-feira (12), das 8h às 17h dos dias úteis, e estarão abertas até o dia 25 de julho.

12 de Julho de 2019 as 22h08

Oportunidade

Consórcio de Saúde abre licitação para a compra de material de laboratório

Serão adquiridos 83 tipos de materiais, que serão utilizados na realização de exames laboratoriais dos pacientes atendidos pelo SUS

11 de Julho de 2019 as 22h25

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO