Artigo: Conforto dos animais

Os criadores não teriam resistência em adaptar-se ao aumento do espaço para os animais, desde que vendessem mais caro

06/06/2017 - 05:54:34

   

A criação moderna de aves, suínos e vacas leiteiras etc. busca ganhos de produtividade somente possíveis com a imposição de algum desconforto a esses animais.

Exemplo claro é a limitação do espaço físico para as galinhas poedeiras, que vivem em gaiolas de 40cm x 40cm, sem espaço suficiente até para bater as asas, hábito comum entre suas felizes parentes caipiras, criadas em áreas livres. Também às porcas criadeiras são destinadas baias mínimas que lhes dificulta ou impede os mais triviais movimentos.

Nada de comer grama ou fuçar a terra na busca de minhocas e outras guloseimas que alegram a vida das suas primas moradoras da roça. Há ainda o sofrimento imposto às vacas, quando através da seleção genética, induzimos o aumento constante da “fabricação” de leite. Este aprimoramento leva a um crescimento anormal do úbere, onde fica armazenado.

Alguns animais produzem 50 / 60 litros de leite dia, chegando em casos especiais a atingir 100 litros em 24 horas. O peso extra que as vacas carregam causa grande desconforto. Basta ver a dificuldade delas para caminhar ou deitar, principalmente antes da ordenha. Entretanto esses procedimentos não levam necessariamente a um lucro maior aos produtores, mas sim a um barateamento dos alimentos para o consumidor.

Há 60 anos gastávamos em média 60% do salário em alimentação, hoje, com técnicas aprimoradas, passamos a consumir não mais que 30% do ganho mensal para comprar os alimentos necessários. A corrida por processos mais eficientes de manejo acelera a produtividade em ambientes menores, diminuindo os custos. Entretanto quando disseminados entre os pecuaristas a produção aumenta e os preços caem.

É possível melhorar a vida das vacas, porcas e galinhas. Isso não implicaria em perda de ganhos para os produtores, mas certamente aumentaria o preço dos produtos nos supermercados. Por exemplo, para ofertarmos espaço confortável para as galinhas, teríamos que triplicar ou quintuplicar a área construída, aumentar os gastos com mão de obra e pagar muito mais pela energia elétrica gasta no aviário.

Estes aumentos seriam repassados no preço final do ovo. O mesmo raciocínio vale para os suínos e os frangos de corte, que também são amontoados em galpões até o dia do abate. Creio que os criadores não teriam resistência em adaptar-se ao aumento do espaço para os animais, desde que vendessem mais caro a produção, preservando as margens de lucro que são muito espremidas. Leis que definam espaços maiores para os animais encontrarão muitas resistências, porém não são impossíveis. Afinal a benvinda ideia de minorar o sofrimento dos animais prospera rapidamente no mundo.

Percebe-se que cada vez mais o humanos preocupam-se com bem estar dos animais. Alguns, entretanto, com exagero, lhes atribuem sentimentos semelhantes aos nossos. Só falta emprestar-lhes também alma, com garantia do paraíso celestial quando extinguir a vida terrena.

Renato de Paiva Pereira é empresário e escritor renato@hotelgranodara.com.br

MT Agora - Mídia News

Mais Noticias

Artigo

Artigo: O que é alistamento eleitoral?

Artigo

Artigo: A política

Artigo

Artigo: Esperança para 2018

Artigo

Artigo: Você cumpriu as suas metas em 2017?

21/12/2017 -

Artigo: Prerrogativas dos advogados

Um dos grandes males deste País tem nome e endereço: privilégios. Não se deve mantê-los, mas combatê-los

20/11/2017 -

Artigo: A essencialidade do Auditor Interno

Embora seja uma profissão milenar, o auditor interno vem se tornando cada vez mais essencial dentro de qualquer organização, seja ela pública ou privada.

20/11/2017 -

Artigo | Família: a construção da vida

No exemplo e na coerência dos adultos, os filhos se espelham, constroem o caráter, a identidade e a relação com a vida

20/11/2017 -

Artigo: Responsabilidade civil do médico

A responsabilidade do hospital é objetiva (independe de culpa), e a do médico é subjetiva (depende de culpa)

20/11/2017 -

Artigo: Política versus economia

Neste momento, vivemos a agonia de morte desse sistema político patrimonialista que sempre usou a economia a seu favor

20/11/2017 -

Artigo: A difícil vida do branco, hétero e rico

Até eu quero saber: como é que um cidadão como Ives Gandra Martins consegue viver no Brasil?

16/11/2017 -

Artigo: Quando o digital é nocivo

Vendemos a ideia equivocada de que a tecnologia tem benéficos apenas positivos as nossas vidas

16/11/2017 -

Artigo: História e corrupção

Parte da elite na América Latina entende que tem o direito de se apropriar das riquezas do Estado

06/11/2017 -

Artigo: Conexão Mato Grosso-China

O Brasil e os países sulamericanos que sempre foram tratados como colônias pelas EUA estão na clara mira da China

18/10/2017 -

Artigo: A corrupção é natural?

A corrupção, por seu grau de disseminação e amplitude, está naturalizada e banalizada.

14/10/2017 -

Artigo: A mineração sob nova ótica

A diferença do valor da riqueza produzida é astronômica em favor da mineração

14/10/2017 -

Artigo: A terra e o desenvolvimento social

Maior conquista com o título da propriedade é a segurança jurídica. O direito sobre a terra é reconhecido

06/10/2017 -

Artigo: Deu a louca nas mostras de cultura e ''arte''

Todos se posicionam bem à esquerda do bufê ideológico, num tipo de esquerdismo que disso se alimenta

05/10/2017 -

Artigo: Brasil em busca do passado

Estamos no ano de 2017 e as gerações que estão com voz ativa se concentram nos nascidos pós-guerra (1945).

05/10/2017 -

Artigo: Brasil acolhe refugiados

É muita gente que teve a vida social e econômica destruída por guerras regionais e cataclismos.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora