Artigo: Ferrovias e dúvidas

Uma análise sobre os projetos para transporte de grãos previstos para Mato Grosso e Brasil

10/05/2018 - 08:49:48

   

Num encontro recente em Cuiabá, ministro de infraestrutura da Bolívia mostrou outro traçado de uma ferrovia que ligaria o Atlântico ao Pacífico. Tem base na Noroeste do Brasil, vem de São Paulo a Corumbá, entra na Bolívia e vai além de Santa Cruz de la Sierra.

Com essa ferrovia se tem dois terços prontos desse caminho para o Pacifico. Se é assim, seria a pergunta, porque começar outra ferrovia praticamente do zero? Essa outra seria aquela dos chineses que incluiria MT.

Artigo anterior desta coluna, depois de receber jornais da Bolívia, já mostrava aquele novo traçado. As matérias falavam ainda no encontro entre Evo Morales e Pedro Pablo Kuczynski, à época presidenta do Peru, sobre a ferrovia em direção a porto do Pacifico naquele país. O que tiraria a Bolívia da dependência do Porto de Iquique no Chile. Falavam que os alemães teriam interesse em financiar a ferrovia.

Cabem algumas ilações aqui. No traçado da ferrovia dos chineses por MT, ela viria de Uruaçu a Lucas, dali a Porto Velho, contornando toda a Bolívia, subiria ao Acre e daí ao Peru. Será que os bolivianos estão brigando por outra ferrovia como reação à exclusão deles daquele traçado?

Por que ficaram de fora? Por não terem o que vender ou comprar ou por que causa da instabilidade politica do país? Porque os alemães teriam interesse em financiar aquela ferrovia? Norte-americanos não fariam, idem os chineses, inventam os alemães porque, afinal?

Outro dado
Poucos dias atrás, um PhD peruano, Alberto Ruibal, especialista em infraestrutura na América do Sul, num encontro no Desenvolve MT, mostrou enorme mapa da chamada nova Rota da Seda. Um estudo de transporte planetário elaborado pelos chineses conectando praticamente o mundo todo àquele país.

O que chamou a atenção foi que a América do Sul não consta naquele mapa. O povo chinês é detalhista nos planejamentos. Se fazem um plano planetário de rotas é porque se debruçaram sobre isso por muito tempo. E não estamos lá?

Se não consta naquele mapa, por que então, em 2015, o primeiro Ministro da China, Li Keqiang, assinou com Dilma Rousseff em Brasília documento sobre a ferrovia? Em 2016, conselheira da Embaixada da China esteve em reunião em Cuiabá falando e defendendo a ferrovia. Também, em 2016, em Brasília, no Senado, técnicos da China mostraram um estudo, que custara 50 milhões de dólares, sobre a viabilidade técnica, econômica e ambiental da ferrovia.

Não consta no plano global da Rota da Seda e diferentes autoridades e especialistas chineses mostravam entusiasmo com o projeto? Estranho. A verdade é que pelo MS uma ferrovia para o Pacifico seria atualmente mais fácil de ser construída. MT teria um ramal naquela direção?

Na verdade, no estado a que mais tem condições de sair é a Ferrogrão até Miritituba. Que venha essa, MT precisa de alternativas de transportes. A produção estadual duplicaria. Ou, para ficar mais pomposo, ultrapassaria a produção de soja e milho da Argentina.

ALFREDO DA MOTA MENEZES é analista político

MT Agora - Mídia News

Mais Noticias

Artigo

Artigo: Sedução e dominação cultural

Artigo

Artigo: O STF e os candidatos

Artigo

Artigo: Troco uma centena de corruptos

Artigo

Artigo: As fake analysis e a moça russa

03/06/2018 -

Artigo: A visão dos brasileiros

Clamo à população que nos acompanhem nessa nova era política/ética/moral para a melhoria do nosso país.

17/05/2018 -

OAB critica autorização de abertura de 34 novos cursos de Direito

Para a Ordem, autorização dada pelo MEC na última sexta-feira, 11, permite que "estelionato educacional" se perpetue no país.

11/04/2018 -

Artigo: Duro golpe na roubocracia

Chegou a hora da ruptura com o sistema corrupto que manda no Brasil

09/04/2018 -

Artigo: Persistente serviço à impunidade

Nem os mais desatentos observadores deixaram de notar a defesa que dois ministros fizeram a Lula

07/03/2018 -

O legado de Maggi

Blairo não só anunciou sua desistência, como disse que não participará das articulações para composição das alianças ou lançamento de candidaturas

05/03/2018 -

Reinventar-se, o sucesso da profissão

Reportagem fantasiosa e desprovida da realidade põe em xeque o futuro da profissão de contador

05/03/2018 -

A porta estreita

Passagem do Evangelho de Mateus especialmente importante para todos aqueles que atuam no setor público

05/03/2018 -

Um grande negócio

Tem certo aprendiz de político, que na esperança de impressionar o eleitorado, fantasia de humilde, chora em velório, dança e festeja

05/03/2018 -

Segurança para produzir

Supremo compreendeu que os produtores não podem pagar a conta da mudança de legislação ao longo de décadas

05/03/2018 -

Sonhos e esperanças pro eleitor

A eleição de 2018 virá na esteira de um País naufragado moral, política e economicamente

12/01/2018 -

Artigo: O que é alistamento eleitoral?

No Brasil, o indivíduo poderá se tornar cidadão a partir dos 16 anos, idade a partir da qual lhe é facultado inscrever-se como eleitor e votar.

02/01/2018 -

Artigo: A política

A política tem um espaço apropriado para que ela se dê, e este espaço não é outro, senão o essencialmente humano

02/01/2018 -

Artigo: Esperança para 2018

Mulheres vítimas de delito sexual precisam do apoio das demais. As mulheres se movem, e não é para trás...

02/01/2018 -

Artigo: Você cumpriu as suas metas em 2017?

Sempre há tempo para antecipar o futuro e redirecionar os nossos objetivos, recriar as metas e reorganizar os alvos

21/12/2017 -

Artigo: Prerrogativas dos advogados

Um dos grandes males deste País tem nome e endereço: privilégios. Não se deve mantê-los, mas combatê-los

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora