Artigo: Turismo e meio ambiente devem caminhar juntos

O Estado vive um momento importante em que colocou a temática ambiental como estratégia nas suas políticas públicas

06/06/2017 - 05:57:49

   

O meio ambiente é o maior patrimônio de Mato Grosso. Fomos privilegiados com três biomas: a Amazônia, o Cerrado e o Pantanal, que nos permitem uma riqueza sem precedentes na fauna e na flora. Temos atualmente 60% do nosso território preservado, mais de 100 unidades de conservação, entre estaduais, federais e municipais, que somam mais de 5 milhões de hectares. A maioria delas estaduais, 46.

Somos o único estado da Amazônia que registrou, em 2016, queda no desmatamento. Os 19% a menos no ano passado – e os 80% nos últimos 10 anos - significam que estamos no caminho certo, mas a nossa meta é arrojada: pretendemos zerar o desmatamento ilegal até o ano de 2020. Esse é um desafio muito grande porque envolve não só mecanismos de comando e controle, exige mudança cultural da nossa população, além de garantias de distribuição de riqueza a partir da floresta em pé.

Uma das formas de se agregar valor ao que temos de riqueza natural é justamente por meio do ecoturismo, que este ano é o tema adotado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) no Dia Mundial do Meio Ambiente. É também a bandeira defendida pela Organização das Nações Unidas (ONU), que declarou 2017 como o ‘Ano internacional do turismo sustentável para o desenvolvimento’.

Mas, se por um lado somos um exemplo em conservação e em belezas naturais, por outro, temos que transformar todo o potencial que o Estado possui em ações práticas, que incentivem os diversos trades turísticos e que podem ser mais bem exploradas, como o próprio ecoturismo, além do turismo de aventura, de pesca, de esportes e o  rural.

Dados do Ministério do Turismo apontam que 27% dos 5 milhões de estrangeiros que visitaram o Brasil em 2010 tinham como objetivo praticar atividades relacionadas à observação da natureza. No ano passado, o turismo movimentou R$ 492 bilhões, entre atividades diretas, indiretas e induzidas. O montante representa 9,6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, ou seja, existe um enorme potencial a ser explorado, especialmente no que se refere ao turismo ecológico e sustentável.

Sem essas áreas preservadas não poderíamos ser gigantes na produção, na conservação, tampouco no turismo. Precisamos nos apropriar mais da vocação turística do nosso estado. E é justamente esta a provocação da Semana do Meio Ambiente: despertar em cada um de nós a importância do cuidar do patrimônio natural que possuímos e de como transformá-lo em oportunidades de crescimento e qualidade de vida.

Você sabia que somos o segundo país no mundo em diversidade de aves com 2 mil espécies catalogadas? E que somente na região do Pantanal há mais de 500 espécies de aves? O nosso berço das águas é a maior área úmida do planeta e abriga mais de 4 mil espécies de animais e plantas. No entanto, quase perdemos o título de ‘Reserva da Biosfera’, concedido pela Unesco, em razão da inércia na realização de políticas públicas nos últimos 10 anos.

Conseguimos reverter essa situação com um plano com mais de 80 ações emergenciais pactuados no início deste ano e que vão ser promovidas em conjunto com o estado vizinho, Mato Grosso do Sul. Também temos uma proposta audaciosa, a estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI), lançada na Conferência do Clima de Paris (COP 21), em 2015, que traça um portfólio do Estado para atrair investimentos e parcerias internacionais que valorizem nossos ativos ambientais.

Apesar de um árduo e longo caminho pela frente, o Estado vive um momento importante em que colocou a temática ambiental como estratégia nas suas políticas públicas. Como secretário da Sema há um ano, estou entusiasmado com a importância da secretaria e do seu corpo técnico, que é muito competente e engajado com a modernização da gestão ambiental.

E para dar visibilidade a todo esse trabalho, quero adiantar que, pela primeira vez na história de Mato Grosso, a Sema vai ganhar uma campanha publicitária reunindo os principais programas e ações institucionais: o ‘Pró-Verde’. Nos próximos dias, inicia-se o plano de comunicação para dar transparência à população sobre o nosso trabalho, que é focado na eficiência, na inovação tecnológica e na preservação ambiental.

Entretanto, apesar de todos os avanços, ainda há muito a ser feito. Por isso, nesta data tão importante, Dia Mundial do Meio Ambiente, deixo um convite para que cada cidadão se aproprie das riquezas e belezas do nosso Estado, pois a preservação de todo esse patrimônio depende da colaboração de todos nós.

Carlos Fávaro é vice-governador e secretário de Estado de Meio Ambiente.

Mais Noticias

Artigo

Artigo: Quando o digital é nocivo

Artigo

Artigo: História e corrupção

Artigo

Artigo: Conexão Mato Grosso-China

Artigo

Artigo: A corrupção é natural?

14/10/2017 -

Artigo: A mineração sob nova ótica

A diferença do valor da riqueza produzida é astronômica em favor da mineração

14/10/2017 -

Artigo: A terra e o desenvolvimento social

Maior conquista com o título da propriedade é a segurança jurídica. O direito sobre a terra é reconhecido

06/10/2017 -

Artigo: Deu a louca nas mostras de cultura e ''arte''

Todos se posicionam bem à esquerda do bufê ideológico, num tipo de esquerdismo que disso se alimenta

05/10/2017 -

Artigo: Brasil em busca do passado

Estamos no ano de 2017 e as gerações que estão com voz ativa se concentram nos nascidos pós-guerra (1945).

05/10/2017 -

Artigo: Brasil acolhe refugiados

É muita gente que teve a vida social e econômica destruída por guerras regionais e cataclismos.

05/10/2017 -

Artigo: Projeto de futuro

O mundo mudou e vai descentralizar a produção e a verticalização dos alimentos nesses próximos anos

18/07/2017 -

Artigo: A Justiça tem lado?

A mesma régua usada contra Lula e Dilma foi e será usada contra Michel Temer e Aécio Neves?

18/07/2017 -

Artigo: Direito Sistêmico

A 1 ª forma de aplicar o Direito Sistêmico é a postura; não se busca mudar o “o que fazer”, mas o “como fazer”

18/07/2017 -

Artigo: O triunfo da Justiça

O embate judicial não é matéria para covardes; é preciso se alinhar sem receios com a busca irrefutável da verdade

18/07/2017 -

Artigo: Pagamento de boletos fica mais fácil

Quando o devedor fizer o pagamento, os dados do boleto têm de “bater” com os que estão na base

18/07/2017 -

Artigo: Uma sociedade sem ética

Saindo do campo conceitual e caindo num questionamento mais objetivo, a firmeza se reduz

04/07/2017 -

Artigo: O caso do promotor de Guarantã

O que leva alguém a jogar para o alto uma carreira promissora e comprometer a vida pessoal?

04/07/2017 -

Artigo: Compliance e agronegócio

Voltar a crescer, com responsabilidade e sustentabilidade, é fundamental para todos os setores da economia

27/06/2017 -

Artigo: Recall presidencial

Parece-me apressada e inadequada, neste momento histórico, a pretendida implantação de recall presidencial

27/06/2017 -

Artigo: Como auxiliar os jovens

As mídias sociais, filmes e tudo que acontece ao redor exercem influência sobre os jovens, e faz com que eles se cobrem mais

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora