Coaching vs Certificação Internacional

A profissão de Coach não é regulamentada ainda nem no Brasil nem no mundo. E nem deve ser tão cedo.

20/05/2016 - 18:58:44

   

Alguns de nossos alunos, clientes e parceiros tem me perguntado sobre certificações internacionais para Programas de Formações e Certificações em Coaching, portanto decidi falar um pouco sobre isso para lhes ajudar a entender melhor sobre o assunto. 

A profissão de Coach não é regulamentada ainda nem no Brasil nem no mundo. E nem deve ser tão cedo. Ela não é uma abordagem única, é multidisciplinar, por isso você não consegue dar a patente ou o direito a uma área específica. Envolve conceitos da administração, da psique humana, da filosofia… Se um administrador falar ‘quero puxar essa bandeira’, a psicologia pode reivindicar também. E vice-versa.

A parte triste disso é que, sem regulamentação, fica fácil para oportunistas encontrarem espaço em um mercado crescente. Em tese, qualquer um pode-se dizer Coach. Como qualquer mercado que está iniciando, existem os aventureiros que se aproveitam da boa-fé das pessoas que não conhecem o assunto. Eles lançam qualquer coisa e chamam isso de Coaching. 

Para evitar que gente “criativa” como essa se dê bem, o que algumas instituições de formação de coaches têm feito é criar mecanismos para se proteger e atestar a qualidade, como testes e certificações vindas de empresas e órgãos independentes.

99% dos órgãos internacionais de certificação de cursos de formação em Coaching são instituições de fachada, que não existem, servem apenas para dar credibilidade internacional a um instituto local. Um certificado para ser, verdadeiramente, internacional deve ser impresso dentro da instituição internacional certificadora, e não da instituição organizadora local. Partindo desta premissa, nenhuma escola de Coaching no Brasil possui verdadeiramente certificações internacionais, apenas usa este argumento como estratégia de Marketing e Venda. 

Nós da Progrhedir presamos pela ética e só ofereceremos certificações internacionais, quando verdadeiramente existir um órgão que chancela e certifica internacionalmente os Programas de Formações e Certificações em Coaching no Brasil e no Mundo. 

Nos Estados Unidos, a International Coach Federation – ICF tenta promover credibilidade para os profissionais da área. A instituição, sem fins lucrativos, nasceu há 15 anos para incentivar e organizar o segmento, que, na época, já dava sinais de que veria seu boom muito em breve. “Nós somos comprometidos em estabelecer e manter altos padrões para o Coaching profissional, assim protegemos os interesses dos clientes”, esclarece Damian Goldvarg, diretor global da instituição. Eles chegaram a criar um código de ética para o Coaching e um de conduta e revisão de processos, além de um painel que permite que os clientes insatisfeitos registrem reclamações e comportamentos antiéticos ou inapropriados por parte dos coaches.

A ICF - International Coach Federation é a maior associação global de coaches, com mais de 27 mil membros em mais de 140 países.

Fundada em 1995, sem fins lucrativos, a sua missão é contribuir para o avanço da arte, ciência e prática do coaching profissional. A ICF é o maior recurso mundial de informações e pesquisas sobre coaching para coaches e para organizações ou pessoas que procuram um coach.

Pautada por um rigoroso Código de Ética, a ICF visa preservar a integridade da profissão de coaching, estabelecendo elevados padrões de qualidade para certificação de programas independentes de treinamento em coaching e para o credenciamento de seus associados. A ICF não fornece serviços de coaching ou de formação em coaching ao mercado. Não é uma instituição que chancela a metodologia e sim uma associação de coaches. 

Atualmente, existem indústrias de formação em Coaching nas quais, segundo os maiores especialistas do mundo, não produzem profissionais de qualidade.

Confira 10 dicas que devem ser usadas na hora de escolher um curso de formação em Coaching:

1. Preze pela qualidade da instituição de ensino, isso é algo primordial;

2. Atente pela qualidade dos cursos e busque identificar quais se adequam as suas necessidades;

3. Os exercícios práticos devem ser sempre acompanhados de um monitor experiente e capacitado que vive a profissão de Coach na vida real;

4. Busque informações sobre a atuação do profissional no mercado, analisando as metodologias, as experiências e os resultados;

5. O critério de aprovação na maioria dos cursos de Coaching no Brasil ou é ao longo do curso pela apresentação de exercícios em sala, ou na realização de uma prova prática ao final. As duas modalidades em si são insuficientes para promover a prática e a teoria. É necessário um projeto completo de formação que une a avaliação prática em sala como também, a comprovação de prática externa e o cumprimento de uma carga extrema de livros e estudos fora de sala de aula;

6. Cuidado com as "Certificações Internacionais", pois 99% dos órgãos internacionais de certificação de cursos de formação em Coaching são instituições de fachada, que não existem, servem apenas para dar credibilidade internacional a um instituto local;

7. Não acredite em um curso de formação em Coaching com menos de 90h/ ou com grandes cargas horárias online;

8. 99% dos instrutores de Coaching nunca fizeram ou executaram Coaching de forma sistemática e profissional. São teóricos que apenas replicam uma metodologia, deixando assim muitas lacunas e gap´s na mente de seus alunos. Certifique se seu instrutor possui no mínimo 1.000h/a executadas de sessões de Coaching com comprovação;

9. Um certificado para ser, verdadeiramente, internacional deve ser impresso dentro da instituição internacional certificadora, e não da instituição organizadora local;

10. Investigue quanto o instrutor cobra por sessão de Coaching por ele executado. Não confie em instrutores que cobrem menos de R$ 800,00 a sessão do Coaching de vida, e menos de R$ 1.500,00 do Coaching empresarial. Cuidado, também, com aqueles profissionais que dizem cobrar grandes montantes e não possuem clientes nem horas comprovadas de sessões de Coaching. A experiência prática do instrutor é fundamental.

A Progrhedir é uma escola de Coaching e especialista no desenvolvimento de pessoas e utiliza as melhores e mais modernas ferramentas de Gestão do Comportamento Humano. 

Oferecemos o melhor e mais completo Programa de Formação e Certificação em Coaching do Brasil, o Self and Professional Coaching Certification – SPCC. Nossa formação proporciona uma experiência única de vida e carreira, com o objetivo de formar Coaches Profissionais, capacitando pessoas e líderes a promover mudanças e evolução.

Ao realizar a formação SPCC da Progrhedir, o novo Coach estará munido de técnicas e ferramentas, tendo um diferencial competitivo de mercado, pois desenvolverá habilidades e aprimorará competências para alcançar seus resultados em um curto espaço de tempo. Estará apto a aplicar seus conhecimentos de Coaching em pessoas, equipes e organizações, tanto no âmbito profissional como no pessoal.

Além disso, este programa, com a maior carga horária presencial do país, visa ensinar uma metodologia para aumentar o nível de resultados, realização, sucesso pessoal e profissional, plenitude e felicidade, na área pessoal, nos negócios e carreira, nos relacionamentos e na qualidade de vida.

Eu acredito verdadeiramente e convido você a acreditar que, ao escolher a Formação em Coaching da Progrhedir, você estará escolhendo uma das melhores e mais completas formações em Coaching disponíveis no mercado.


Por Adavilson Matias
Master Coach & Trainer e Presidente da Progrhedir
Twitter: www.twitter.com/adavilsonmatias
Instagram: www.instagram.com/Adavilson.matias
Visite o nosso site: www.progrhedir.com.br
Curta: Progrhedir - Desenvolvendo Pessoas e Organizações

MT Agora

Mais Noticias

Artigo

Artigo: Duro golpe na roubocracia

Artigo

Artigo: Persistente serviço à impunidade

Artigo

O legado de Maggi

Artigo

Reinventar-se, o sucesso da profissão

05/03/2018 -

A porta estreita

Passagem do Evangelho de Mateus especialmente importante para todos aqueles que atuam no setor público

05/03/2018 -

Um grande negócio

Tem certo aprendiz de político, que na esperança de impressionar o eleitorado, fantasia de humilde, chora em velório, dança e festeja

05/03/2018 -

Segurança para produzir

Supremo compreendeu que os produtores não podem pagar a conta da mudança de legislação ao longo de décadas

05/03/2018 -

Sonhos e esperanças pro eleitor

A eleição de 2018 virá na esteira de um País naufragado moral, política e economicamente

12/01/2018 -

Artigo: O que é alistamento eleitoral?

No Brasil, o indivíduo poderá se tornar cidadão a partir dos 16 anos, idade a partir da qual lhe é facultado inscrever-se como eleitor e votar.

02/01/2018 -

Artigo: A política

A política tem um espaço apropriado para que ela se dê, e este espaço não é outro, senão o essencialmente humano

02/01/2018 -

Artigo: Esperança para 2018

Mulheres vítimas de delito sexual precisam do apoio das demais. As mulheres se movem, e não é para trás...

02/01/2018 -

Artigo: Você cumpriu as suas metas em 2017?

Sempre há tempo para antecipar o futuro e redirecionar os nossos objetivos, recriar as metas e reorganizar os alvos

21/12/2017 -

Artigo: Prerrogativas dos advogados

Um dos grandes males deste País tem nome e endereço: privilégios. Não se deve mantê-los, mas combatê-los

20/11/2017 -

Artigo: A essencialidade do Auditor Interno

Embora seja uma profissão milenar, o auditor interno vem se tornando cada vez mais essencial dentro de qualquer organização, seja ela pública ou privada.

20/11/2017 -

Artigo | Família: a construção da vida

No exemplo e na coerência dos adultos, os filhos se espelham, constroem o caráter, a identidade e a relação com a vida

20/11/2017 -

Artigo: Responsabilidade civil do médico

A responsabilidade do hospital é objetiva (independe de culpa), e a do médico é subjetiva (depende de culpa)

20/11/2017 -

Artigo: Política versus economia

Neste momento, vivemos a agonia de morte desse sistema político patrimonialista que sempre usou a economia a seu favor

20/11/2017 -

Artigo: A difícil vida do branco, hétero e rico

Até eu quero saber: como é que um cidadão como Ives Gandra Martins consegue viver no Brasil?

16/11/2017 -

Artigo: Quando o digital é nocivo

Vendemos a ideia equivocada de que a tecnologia tem benéficos apenas positivos as nossas vidas

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora