Artigo

Importunação sexual

Novo tipo penal passa a fazer parte da legislação brasileira, desde 24 de setembro de 2018

Fonte:Rosane Leite
01 de Outubro de 2018 as 09h 34min

Novo tipo penal passa a fazer parte da legislação brasileira, desde 24 de setembro de 2018, a importunação sexual. Situações aconteciam no cotidiano, onde a mulher se constituía em vítima, e nada podia ser feito.

É do princípio da reserva legal: “Não há crime sem lei anterior que o defina.” Assim, ainda que determinada conduta venha a ferir moralmente alguém, em não sendo descrita formalmente como delito, não há possibilidade de punição na esfera penal. O gênero feminino sofria em demasia com situações de agressão, abuso, constrangimento e humilhação, sem que os agressores recebessem a punição pelo ato.

Ressalte-se que, muitas vezes, o sistema de justiça estava de “pés e mãos atadas”, com relatos claros contra a dignidade sexual. Porém, nada podia ser feito. A consequência era vislumbrada com mulheres assustadas cada vez que necessitavam estar perante aglomerados de pessoas.

Coletivos de ônibus, shows artísticos, baladas, comícios, e por aí afora, são exemplos de locais onde acontecem comumente as importunações sexuais. Cuida-se de delito subsidiário, ou seja, só ocorre se o fato não constituir crime mais grave. Logo, antes de aplicar a lei ao caso concreto, haverá necessidade de averiguação quanto a crimes de maiores complexidades.

Com a ampliação do delito de estupro, desde o ano de 2009, dúvidas surgiram quanto à respectiva configuração. Trata-se de crime de extrema gravidade, com pena mínima alta. Logo, a aplicação na prática, por vezes, engessava o sistema de justiça, temendo em “castigar” excessivamente. “In dubio pro reo” é princípio do direito penal, que, em havendo dúvida, a aplicação da lei deve prestigiar o réu. É melhor absolver mil culpados a condenar um inocente. Assim, não se aplicava o estupro para determinadas situações fáticas, ainda que reprováveis socialmente, já que existia essa “lacuna” legal.

Segundo o artigo 215-A, do Código Penal, a importunação sexual acontece quando: “Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.” Fica visível no estupro a necessidade de violência ou grave ameaça para a configuração, ressalvados casos onde há presunção de violência. Fica presumida a violência no estupro em caso de prática contra menores de 14 anos, pessoas com deficiência ou enfermidade mental, que não possuem discernimento para o ato, ou por qualquer forma não podem oferecer resistência.

A linha que separa os crimes de estupro e importunação sexual é tênue, deixando os legisladores e legisladoras a averiguação para os aplicadores e aplicadoras da norma ao caso concreto.  Uma “passada de mão” no corpo da mulher por alguém, por exemplo, para satisfazer o desejo sexual sem o consenso dela, poderia não se configurar em estupro. Para os agressores estava tranquila a possibilidade da não culpabilidade pelo ato reprovável.

A capitulação do crime de importunação sexual é uma resposta necessária à cultura de discriminação do gênero feminino. O corpo da mulher sempre foi considerado público, e podia ser molestado e invadido. Agora, não mais...

ROSANA LEITE ANTUNES DE BARROS é defensora pública.


COMENTARIOS

Mais de Coluna

Artigo

Mercado Imobiliário e o Novo Momento

Todo mundo está se perguntando: e agora? O que vai acontecer na economia? A única certeza que temos nesse momento é a incerteza.

27 de Março de 2020 as 13h41

Artigo

O Compliance e o Direito Societário

A atuação jurídica no compliance envolve dentre outras coisas, a assessoria, orientação e elaboração de organização societária

20 de Fevereiro de 2020 as 16h26

Artigo

O Pior já passou por Ramiro Azambuja

Os últimos cinco anos foram difíceis para o setor de construção civil e mercado imobiliário em todo o país, mas 2020 começa com ares e indicadores otimistas.

09 de Fevereiro de 2020 as 22h54

Artigo

A hegemonia do etanol, por Marino Franz

O consumo interno de etanol continua crescendo, mesmo com a alta nos preços registrada neste início de ano

03 de Fevereiro de 2020 as 10h43

Artigo

Privilégio fiscal e a verdade sobre o “aumento dos preços”

Você sabia que em Mato Grosso empresas do mesmo setor, como por exemplo, do comércio, tinham incentivos fiscais diferentes?

20 de Janeiro de 2020 as 22h45

Artigo

Nova regra do ICMS em MT a partir de 01/01/2020

O nome já diz “guerra fiscal”, pois praticamente impossível a aprovação de um incentivo pelo Confaz, então os Estados (todos) passaram a conceder incentivos ao arrepio da lei.

21 de Dezembro de 2019 as 21h29

Artigo

Pacote Anicrime: Legitima Defesa aos Agentes de Segurança Pública

“Observados os requisitos previstos no caput deste artigo, considera-se também em legítima defesa o agente de segurança pública que repele agressão ou risco de agressão a vítima mantida refém durante a prática de crimes.”

09 de Janeiro de 2020 as 13h44

Artigo

Nova Lei de Abuso de Autoridade entrou em vigor

Há uma infinidade de punições previstas na lei de abuso de autoridade, sendo elas desde perda ou afastamento do cargo, quanto a indenizações cíveis e penas restritivas de direitos

07 de Janeiro de 2020 as 00h01

Artigo

Novidades da Lei 13.964/19 e Recompensa a Informantes

Agora qualquer cidadão (informante) que tiver acesso a informações que relatar informações consistentes que levem a recuperação do produto do crime contra a administração pública poderá ter como recompensa até 5% do valor recuperado.

07 de Janeiro de 2020 as 23h48

Carreira

10 características de um bom líder – que os líderes ruins não têm

Gestores fortes dividem a autoridade,falam obrigado e assumem seus erros

07 de Janeiro de 2020 as 15h46

Artigo

O inevitável processo civilizatório

A vida vai acrescentando coisas e desejos à nossa existência

10 de Dezembro de 2019 as 14h34

Artigo

Avanço na recuperação judicial

Lei também beneficia produtores que tenham atuado como pessoas físicas

10 de Dezembro de 2019 as 14h32

Artigo

Dicas para vender mais

Uma das coisas mais valorizadas pelo cliente é a economia do tempo dele

10 de Dezembro de 2019 as 14h30

Artigo

Transformação Compliance

Esse novo movimento tem ganhado força entre os mercados

07 de Novembro de 2019 as 09h25

Artigo

As reformas que temos

A neutralidade acredito que seja o aspecto mais frágil em ambos os projetos

07 de Novembro de 2019 as 09h23

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO