Marino Franz - Os passos de um sonhador

Conhecer alguns pioneiros da região Norte de Mato Grosso é como construir o roteiro de um filme de saga de herói. A Revista MT VIP trás nessa edição a narrativa de vida de um dos interessantes personagens é o catarinense Marino Franz.

11/02/2016 - 14:28:40

   

É comum entre os descendentes de alemães, no sul do Brasil, ter gosto pela terra, lidar com lavoura. Este foi o sonho dos primeiros imigrantes alemães que se estendeu por várias gerações.

A família Franz, que aportou no Brasil nos meados de 1900 desenvolveu a agricultura no sul de Santa Catarina e as mais recentes gerações mantiveram em sua maioria esse “gostar da terra”.

Marino Franz, então com 18 anos, se formou como técnico agrícola e sonhava poder trabalhar em uma área que pudesse expandir a produção de alimentos.

Na década de 1980 o jovem Franz soube da enorme oferta de terras em Mato Grosso e que o cerrado apesar de ter solo pobre em nutrientes, se adubado poderia se tornar um grande celereiro. Mas como os jovens da época não dispunha de recursos financeiros, isso porem não impediu de ir em busca de seus sonhos.

Pegou a mala com algumas mudas de roupa e veio para Lucas do Rio Verde que naquela época era apenas um vilarejo de assentados. Procurou emprego na sua área de atuação e não demorou para se tornar pessoa de confiança de um fazendeiro bem instalado.

Levando uma vida extremamente simples, juntou dinheiro para comprar uma parcela de terra e assim começou a semear o seu sonho de produtor rural.

Confira a matéria na Revista MTVIP - Clique Aqui

Destino Empresarial
Para quem vislumbrava um futuro promissor todo sacrifício era pouco. Numa época em que a agricultura era quase rudimentar Marino viu que dar assistência aos produtores e ao mesmo tempo comercializando implementos agrícolas criava também uma boa carteira de clientes. Em pouco tempo teve força financeira para fundar a Fiagril que se torna dessa forma a fornecedora de várias propriedades.

A empresa começou com um salão construído de tábuas e oferecia o básico da lavoura para as fazendas. Ampliando conhecimento e credibilidade a empresa dá seus primeiros saltos de crescimento a partir dos três primeiros anos de fundação. A Fiagril, hoje é uma das maiores empresas do agronegócio brasileiro com faturamento anual acima de R$1bilhão de reais. A empresa hoje funciona como uma holding que detém a posse majoritária de ações de outras empresas e faz o controle de suas subsidiárias.

Ele também tem em particular um dos mais modernos conglomerado de fazendas controladas pela holding Mano Júlio. Perguntado sobre a sua receita de sucesso Marino apenas afirma “que o trabalho e a dedicação é que gera frutos e faz pessoas, região e até um país crescer”. Ele sempre diz que as pessoas não deviam perguntar o que seu país pode fazer por elas, “mas o que cada pessoa pode fazer por seu país. Diz ele sempre com entusiasmo e disposição, pois tem o hábito de dormir cedo e madrugar todos dias, acordando sempre as 4horas da manhã, mesmo com a vida estabilizada que hoje possui.

Destino ao serviço público
Para quem estava disposto a fazer de Lucas do Rio Verde a sua morada para o resto da vida, Marino Franz logo foi convidado para fazer parte do meio político. Com um forte espírito comunitário ele ajudou afundar as principais instituições sociais de Lucas do Rio Verde, como hospital São Lucas, o primeiro colégio privado com sistema cooperativado, as primeiras igrejas católicas e as associações de produtores rurais. Foi este espírito que lideranças locais viram nele um político que poderia trabalhar seriamente pelo bem comum, com visão e conceito diferenciado de serviço público. Assim ele foi eleito como vice-prefeito na segunda gestão de Otaviano Pivetta em 2003. Na eleição seguinte tomou a linha de frente e se candidatou como prefeito, eleito com a maioria absoluta dos votos. Até 2007 manteve um ritmo acelerado na sua gestão como objetivo de abrir caminho para o terceiro ciclo da economia local, pois a apenas a produção primária de alimentos já não correspondia aos anseios dos líderes locais e da população.

Em outra linha expandiu os serviços prestados ao município aprimorando o que já vinha dando certo como a educação diferenciada no município. No setor da saúde fez uma revolução, implantado modernos postos de saúde da família em cada bairro, onde em muitas outras cidades as clínicas particulares perdem em conforto e qualidade de serviços.

A jornada no campo político se acentua com a candidatura a reeleição para prefeito, quando em 2008 bateu o recorde sendo eleito com mais de 70% dos votos. Uma eleição tranquila, pois na época já tinha um altíssimo índice de aprovação popular. A segunda gestão de Marino Franz trabalhou basicamente em duas frentes: a economia local e a estruturação da cidade. Construiu novas escolas de alto padrão, asfaltou 100% das ruas da cidade, abriu ruas e avenidas, levou água tratada para TODAS as residências e deu a Lucas do Rio Verde o aspecto de ‘primeiro mundo’. Para a expansão econômica consolidou projetos atraiu as grandes empresas para o município. O resultado dessas ações colocou Lucas do Rio Verde no topo das cidades com melhor qualidade de vida. “Não queríamos uma cidade boa apenas para alguns, mas que toda população independente de classe social tivesse um lugar digno e bom de viver”. Ensina Marino Franz.

O resultado de um trabalho, classificados por muitos, como arrojado, foi uma série de prêmios colecionados nos seus 8 anos de mandato, desde prêmio de qualidade da merenda escolar até a Confederação Nacional dos Municípios-CNM, incluindo prêmios na área da sustentabilidade como o Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente. Lucas do Rio Verde também se torna destaque nacional na mídia como novo eldorado brasileiro e também como a ‘suíça de Mato Grosso’ devido ao alto índice do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Mas nem tudo foram flores nos passos desse pioneiro sonhador, hoje com 53 anos de idade. Houve percalços na vida pública e privada. Alguns machucaram, mas não fizeram esmorecer uma dos mais expoentes homens de negócios e político comprometido com sua gente. Perguntado sobre os novos rumos em sua vida como empresário e político, Marino apenas sorri, ainda com olhos de um menino sonhador e diz: “Trabalho, Muito trabalho. O resto que tiver de acontecer, acontecerá”. Afirma Marino Franz.

MT Agora - Revista MT VIP

Mais Noticias

Artigo

Artigo: A essencialidade do Auditor Interno

Artigo

Artigo | Família: a construção da vida

Artigo

Artigo: Responsabilidade civil do médico

Artigo

Artigo: Política versus economia

20/11/2017 -

Artigo: A difícil vida do branco, hétero e rico

Até eu quero saber: como é que um cidadão como Ives Gandra Martins consegue viver no Brasil?

16/11/2017 -

Artigo: Quando o digital é nocivo

Vendemos a ideia equivocada de que a tecnologia tem benéficos apenas positivos as nossas vidas

16/11/2017 -

Artigo: História e corrupção

Parte da elite na América Latina entende que tem o direito de se apropriar das riquezas do Estado

06/11/2017 -

Artigo: Conexão Mato Grosso-China

O Brasil e os países sulamericanos que sempre foram tratados como colônias pelas EUA estão na clara mira da China

18/10/2017 -

Artigo: A corrupção é natural?

A corrupção, por seu grau de disseminação e amplitude, está naturalizada e banalizada.

14/10/2017 -

Artigo: A mineração sob nova ótica

A diferença do valor da riqueza produzida é astronômica em favor da mineração

14/10/2017 -

Artigo: A terra e o desenvolvimento social

Maior conquista com o título da propriedade é a segurança jurídica. O direito sobre a terra é reconhecido

06/10/2017 -

Artigo: Deu a louca nas mostras de cultura e ''arte''

Todos se posicionam bem à esquerda do bufê ideológico, num tipo de esquerdismo que disso se alimenta

05/10/2017 -

Artigo: Brasil em busca do passado

Estamos no ano de 2017 e as gerações que estão com voz ativa se concentram nos nascidos pós-guerra (1945).

05/10/2017 -

Artigo: Brasil acolhe refugiados

É muita gente que teve a vida social e econômica destruída por guerras regionais e cataclismos.

05/10/2017 -

Artigo: Projeto de futuro

O mundo mudou e vai descentralizar a produção e a verticalização dos alimentos nesses próximos anos

18/07/2017 -

Artigo: A Justiça tem lado?

A mesma régua usada contra Lula e Dilma foi e será usada contra Michel Temer e Aécio Neves?

18/07/2017 -

Artigo: Direito Sistêmico

A 1 ª forma de aplicar o Direito Sistêmico é a postura; não se busca mudar o “o que fazer”, mas o “como fazer”

18/07/2017 -

Artigo: O triunfo da Justiça

O embate judicial não é matéria para covardes; é preciso se alinhar sem receios com a busca irrefutável da verdade

18/07/2017 -

Artigo: Pagamento de boletos fica mais fácil

Quando o devedor fizer o pagamento, os dados do boleto têm de “bater” com os que estão na base

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora