Artigo

O Pior já passou por Ramiro Azambuja

Os últimos cinco anos foram difíceis para o setor de construção civil e mercado imobiliário em todo o país, mas 2020 começa com ares e indicadores otimistas.

Fonte: Ramiro Azambuja | MT Agora
09 de Fevereiro de 2020 as 22h 54min

É preciso olhar para alguns números para entender o cenário. A queda da taxa Selic para 4,25% tem um impacto direto na oferta de financiamento imobiliário. Com essa redução, a Caixa Econômica Federal, maior financiadora do segmento, também cortou suas taxas e, em alguns casos, reduziu até 25% as parcelas do financiamento de imóveis.
 
Isso significa que tem mais gente comprando. Até novembro de 2019, o SBPE – Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo – já tinha registrado mais de R$ 70 bilhões investidos em aquisição e construção de imóveis.
 
Os números de lançamentos imobiliários cresceram quase 24% no último trimestre de 2019, em comparação ao mesmo período do ano anterior, e as vendas cresceram 15,4% no mesmo período, segundo dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção.
 
Desde 2015 não se viam números tão positivos e esses são apenas alguns que nos permitem entender o momento. O que vale em âmbito nacional também se aplica em Mato Grosso. O cenário econômico sugere que 2020 é de retomada da recuperação econômica e isso representa uma boa oportunidade para compradores conseguirem negociações favoráveis e para investidores aumentarem a rentabilidade das suas aplicações.
 
Taxas de juros mais baixas, retorno de crédito ao mercado, potencial de rentabilidade maior estimulam a busca de imóveis como investimento e um nicho dos mais aquecidos é o de apartamentos menores e condomínios inteligentes, exemplo que vivenciamos na pele com o lançamento do conjunto habitacional VIDA Azaleias, em Lucas do Rio Verde. O empreendimento é um sucesso de vendas e já nos desafia, como empreendedores, a projetar novos lançamentos, para este ano, em outros municípios da região norte de Mato Grosso.
 
O fato é que os preços dos imóveis permanecem convidativos e ainda temos lastro para crescimento. A Fundação Getúlio Vargas estima que a demanda habitacional no Brasil é de 14 milhões de moradias até 2025 e elas não estão concentradas nos grandes centros, mas pulverizadas em todas as regiões do país.
 
Nós acreditamos nesse cenário e vamos continuar investindo no segmento por entender que, além das oportunidades de mercado, a construção civil ainda tem um componente muito importante para a economia da região, ou seja, gera emprego e melhora a qualidade de vida das famílias, desenvolvendo as cidades. É um ciclo virtuoso em que queremos estar e, apesar de ainda não podermos falar que está consolidado, já nos permite projetar um futuro cheio de oportunidades.
 
Ramiro Azambuja Diretor-Presidente da EMHA Construtora e Incorporadora


COMENTARIOS

Mais de Coluna

Artigo

Mercado Imobiliário e o Novo Momento

Todo mundo está se perguntando: e agora? O que vai acontecer na economia? A única certeza que temos nesse momento é a incerteza.

27 de Março de 2020 as 13h41

Artigo

O Compliance e o Direito Societário

A atuação jurídica no compliance envolve dentre outras coisas, a assessoria, orientação e elaboração de organização societária

20 de Fevereiro de 2020 as 16h26

Artigo

A hegemonia do etanol, por Marino Franz

O consumo interno de etanol continua crescendo, mesmo com a alta nos preços registrada neste início de ano

03 de Fevereiro de 2020 as 10h43

Artigo

Privilégio fiscal e a verdade sobre o “aumento dos preços”

Você sabia que em Mato Grosso empresas do mesmo setor, como por exemplo, do comércio, tinham incentivos fiscais diferentes?

20 de Janeiro de 2020 as 22h45

Artigo

Nova regra do ICMS em MT a partir de 01/01/2020

O nome já diz “guerra fiscal”, pois praticamente impossível a aprovação de um incentivo pelo Confaz, então os Estados (todos) passaram a conceder incentivos ao arrepio da lei.

21 de Dezembro de 2019 as 21h29

Artigo

Pacote Anicrime: Legitima Defesa aos Agentes de Segurança Pública

“Observados os requisitos previstos no caput deste artigo, considera-se também em legítima defesa o agente de segurança pública que repele agressão ou risco de agressão a vítima mantida refém durante a prática de crimes.”

09 de Janeiro de 2020 as 13h44

Artigo

Nova Lei de Abuso de Autoridade entrou em vigor

Há uma infinidade de punições previstas na lei de abuso de autoridade, sendo elas desde perda ou afastamento do cargo, quanto a indenizações cíveis e penas restritivas de direitos

07 de Janeiro de 2020 as 00h01

Artigo

Novidades da Lei 13.964/19 e Recompensa a Informantes

Agora qualquer cidadão (informante) que tiver acesso a informações que relatar informações consistentes que levem a recuperação do produto do crime contra a administração pública poderá ter como recompensa até 5% do valor recuperado.

07 de Janeiro de 2020 as 23h48

Carreira

10 características de um bom líder – que os líderes ruins não têm

Gestores fortes dividem a autoridade,falam obrigado e assumem seus erros

07 de Janeiro de 2020 as 15h46

Artigo

O inevitável processo civilizatório

A vida vai acrescentando coisas e desejos à nossa existência

10 de Dezembro de 2019 as 14h34

Artigo

Avanço na recuperação judicial

Lei também beneficia produtores que tenham atuado como pessoas físicas

10 de Dezembro de 2019 as 14h32

Artigo

Dicas para vender mais

Uma das coisas mais valorizadas pelo cliente é a economia do tempo dele

10 de Dezembro de 2019 as 14h30

Artigo

Transformação Compliance

Esse novo movimento tem ganhado força entre os mercados

07 de Novembro de 2019 as 09h25

Artigo

As reformas que temos

A neutralidade acredito que seja o aspecto mais frágil em ambos os projetos

07 de Novembro de 2019 as 09h23

Artigo

A perda de uma chance

O ato de perder muita das vezes desencadeia reações impensadas e imprevisíveis

21 de Outubro de 2019 as 10h49

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO