Vinhos para as festas de Final de Ano!

Para harmonizar vinhos e pratos, torna-se importante levar em consideração os ingredientes que cada preparação culinária inclui.

21/12/2016 - 14:15:07

   

Neste período do ano, muitas pessoas, jornais e revistas que fazem matérias sobre vinhos que combinam com as festas de final de ano me perguntam sobre as harmonizações indicadas para a época. Isso é perfeitamente compreensível, pois nós sabemos que o vinho é uma bebida que sempre está presente nas festas natalinas e no Réveillon.

Para harmonizar vinhos e pratos, torna-se importante levar em consideração os ingredientes que cada preparação culinária inclui. Isso começa pelo ingrediente principal – a carne – seja de ave, bovina, porco ou peixe, além dos vegetais e condimentos que estruturam o prato. Também a forma de cocção dos alimentos e seus molhos e acompanhamentos devem ser avaliados. As sutilezas dessas combinações é que indicarão o melhor tipo de vinho para acompanhar a receita.

O desafio da harmonização de vinhos com ceias de final de ano é que estas são sempre compostas de grande número de pratos, com diferentes tipos de carnes, acompanhamentos fartos, untuosos e variados, frutas secas e frescas, sobremesas diversas, ingredientes doces e salgados, muitas cores e aromas, enfim uma babel gastronômica. Isso torna a regra geral das harmonizações quase uma impossibilidade.

A solução, nesse caso, é buscar uma seleção de vinhos ecléticos, como eu costumo dizer, os coringas. Em adição a isso, é importante que esses vinhos aceitem bem a presença de sabores adocicados, tão comuns nas receitas de final de ano.

Levando tudo isso em consideração, minha sugestão é que se comece por um espumante. Existem muitas opções de espumantes no mercado, desde os nacionais até os Champagnes, muitos recomendados para esta época do ano. O espumante é vinho festivo, fresco, que funciona bem com todos os pratos da ceia, para aqueles que assim desejarem. Alguns dos convidados, certamente, ficarão com ele durante toda a noite e a acidez e o frescor do espumante não farão feio diante de nenhum dos pratos servidos.

Assim sendo, selecionei três vinhos da Adega do DelMoro Supermercados para as ceias de final de ano!

1 – Conde de Foucauld Brut (Serra Gaúcha): Vinho espumante branco brut, ou seja com baixo teor de açúcar, elaborado a partir das castas Riesling e Semillon. Coloração amarelo-palha esverdeado; apresenta aromas de frutas cítricas; tem sabor bastante marcante e fresco, boa harmonização com pratos não muito estruturados das ceias, excelente para abrir a ceia como aperitivo. Beba a 8º.

2 – Cavatina Premium Moscato (Itália): Vinho espumante branco doce, apresenta aromas frutados que remete à laranja, pêssego, figos e maçã, com notas florais, sobretudo rosas brancas. Considerado um dos vinhos mais doces do mundo, o vinho Moscato situa-se no topo da pirâmide da produção de qualidade italiana. Tem esse nome por ser proveniente da uva branca Moscato, que possui alto teor de açúcar e sem dúvida é uma das mais antigas uvas que se tem registro na história. É bastante utilizada na Itália como vinho base para os Asti – nome dado aos espumantes italianos. Produz vinhos extremamente aromáticos (frutas cítricas, pêssego, mel e a própria uva) e é a única uva que mesmo após a fermentação ainda apresenta aroma de uva fresca.

3 – Origem Casa Valduga Cabernet Sauvgnon 2014: Vermelho rubi com reflexos violáceos, de aspecto límpido e brilhante. Mostra-se intenso no olfato, com predominância de frutas vermelhas como framboesa e cereja, acompanhadas por delicadas nuances de especiarias. É igualmente frutado no paladar. A suavidade dos taninos torna o vinho macio e proporciona um bom equilíbrio com a acidez e o moderado teor alcoólico. Excelente com carnes vermelhas grelhadas, massas, risotos e queijos suaves. 

Por:
Diego Pessoas
Consultor de Vinhos-DelMoro Supermercados
Contato: (65) 9 9909 6811

MT Agora

Mais Noticias

Artigo

Artigo: O que é alistamento eleitoral?

Artigo

Artigo: A política

Artigo

Artigo: Esperança para 2018

Artigo

Artigo: Você cumpriu as suas metas em 2017?

21/12/2017 -

Artigo: Prerrogativas dos advogados

Um dos grandes males deste País tem nome e endereço: privilégios. Não se deve mantê-los, mas combatê-los

20/11/2017 -

Artigo: A essencialidade do Auditor Interno

Embora seja uma profissão milenar, o auditor interno vem se tornando cada vez mais essencial dentro de qualquer organização, seja ela pública ou privada.

20/11/2017 -

Artigo | Família: a construção da vida

No exemplo e na coerência dos adultos, os filhos se espelham, constroem o caráter, a identidade e a relação com a vida

20/11/2017 -

Artigo: Responsabilidade civil do médico

A responsabilidade do hospital é objetiva (independe de culpa), e a do médico é subjetiva (depende de culpa)

20/11/2017 -

Artigo: Política versus economia

Neste momento, vivemos a agonia de morte desse sistema político patrimonialista que sempre usou a economia a seu favor

20/11/2017 -

Artigo: A difícil vida do branco, hétero e rico

Até eu quero saber: como é que um cidadão como Ives Gandra Martins consegue viver no Brasil?

16/11/2017 -

Artigo: Quando o digital é nocivo

Vendemos a ideia equivocada de que a tecnologia tem benéficos apenas positivos as nossas vidas

16/11/2017 -

Artigo: História e corrupção

Parte da elite na América Latina entende que tem o direito de se apropriar das riquezas do Estado

06/11/2017 -

Artigo: Conexão Mato Grosso-China

O Brasil e os países sulamericanos que sempre foram tratados como colônias pelas EUA estão na clara mira da China

18/10/2017 -

Artigo: A corrupção é natural?

A corrupção, por seu grau de disseminação e amplitude, está naturalizada e banalizada.

14/10/2017 -

Artigo: A mineração sob nova ótica

A diferença do valor da riqueza produzida é astronômica em favor da mineração

14/10/2017 -

Artigo: A terra e o desenvolvimento social

Maior conquista com o título da propriedade é a segurança jurídica. O direito sobre a terra é reconhecido

06/10/2017 -

Artigo: Deu a louca nas mostras de cultura e ''arte''

Todos se posicionam bem à esquerda do bufê ideológico, num tipo de esquerdismo que disso se alimenta

05/10/2017 -

Artigo: Brasil em busca do passado

Estamos no ano de 2017 e as gerações que estão com voz ativa se concentram nos nascidos pós-guerra (1945).

05/10/2017 -

Artigo: Brasil acolhe refugiados

É muita gente que teve a vida social e econômica destruída por guerras regionais e cataclismos.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora