Score

7 dicas para o aumentar o seu score

O score de crédito consiste em uma pontuação definida por órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, servindo para fazer uma classificação dos consumidores

Fonte: MT Agora
17 de Janeiro de 2020 as 23h 40min

Seja para fazer conta em uma loja, parcelar compras ou adquirir cartão de crédito, o score é analisado. Porém, contar com uma ótima pontuação não é garantia de aprovação imediata no seu pedido. Além de verificarem esta informação, as empresas contam com seus próprios pontos para a análise.

O score de crédito consiste em uma pontuação definida por órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, servindo para fazer uma classificação dos consumidores. É algo que serve para dar mais garantia às empresas no momento de emitirem um cartão de crédito ou autorizarem uma compra parcelada.

Quanto mais baixa for a pontuação, mais dificuldades a pessoa encontrará no momento de solicitar um empréstimo, por exemplo. A partir disso, você poderá colocar nossas dicas em prática e resolver a questão.

1 - Esteja com o nome limpo

Uma das condições que faz com que pessoas estejam com o score de crédito baixo ou mesmo zerado é estar com o nome sujo. Caso possua dívidas atrasadas, o melhor a fazer é negociar com os credores, é possível que eles aceitem o parcelamento delas e assim a sua situação poderá melhorar. É um procedimento que poderá fazer a visão do mercado sobre você mudar.

Além disso, não basta apenas renegociar as dívidas antigas, é preciso pagar em dia as novas contas que for fazendo. Para ter um score elevado, perto de 1.000, é fundamental não atrasar nenhum tipo de pagamento e aos poucos este índice irá subir.

2 - Mantenha seus dados atualizados

Quem deseja subir o score, deverá manter suas informações atualizadas junto ao banco de dados do Serasa. Quanto mais precisos forem os dados, que incluem a idade e o endereço e seu telefone, então considerarão mais seguro o seu cadastro. É possível fazer essas mudanças pela internet ou mesmo indo até uma das agências do Serasa.

3 – Tenha contas em seu nome

Quem quer aumentar o score de crédito precisa ter contas em seu nome. Essa é uma forma de elevar a pontuação, mas é preciso que seja feita com cautela, não adianta sair por aí abrindo contas em lojas ou fazendo compras para pagar de maneira parcelada apenas pensando em aumentar o score, isso vai ser uma furada.

Não precisa ir muito longe, as contas de telefone, de água, luz e internet podem te ajudar nesta questão. Quem não possui nenhum boleto em seu nome dificilmente ganhará pontos neste ranking, já que não será possível comprovar a sua situação no mercado.

4 - Esteja com as contas em dia

Para aumentar o score de crédito, é fundamental pagar todas as contas antes do vencimento da fatura, pode ser que os juros por atraso não sejam altos, mas certamente irão derrubar o seu score. Uma boa dica é acionar o débito automático, algo que já é oferecido pela maioria das empresas.

Muitas vezes a pessoa até possui dinheiro, mas acaba esquecendo de pagar a conta. E quem esquece de pagar uma conta, pode acabar ficando com o nome sujo.

5 - Acabe com os maus hábitos

Para evitar que o score de crédito fique muito baixo, é preciso acabar com alguns maus hábitos. Primeiro é importante acabar com os gastos desnecessários, assim o dinheiro poderá ser focado  no que realmente importa. E para evitar problemas, faça um orçamento antes de realizar aquisições, principalmente se possuírem um preço elevado.

Quando for solicitar crédito, responda corretamente as informações exigidas e não minta para conseguir o que precisa. E quando for realizar o pagamento das faturas, então faça isso de uma maneira na íntegra.

6 - Tome cuidado com os pedidos de crédito

É preciso tomar cuidado quanto a solicitação de crédito. Quem faz muitos pedidos num curto espaço de tempo e tem a maioria deles, ou todos, negados, poderá perder score. Portanto, não peça vários cartões de crédito, empréstimo ou aumento do limite ao mesmo tempo.

O Serasa e outros sistemas que fazem este controle podem acreditar que o seu CPF está sendo utilizado de maneira indevida e a partir disso começam a rebaixar o seu score, para que as empresas fornecedoras de cartões neguem o pedido.

7 - Não gaste mais do que 30% do limite do cartão

Possui um cartão de crédito? Então o seu score poderá aumentar de uma maneira simples. Para que o seu nível adimplente suba, é interessante utilizar menos do que 30% do total permitido pela fornecedora do plástico a cada mês. Assim, vai aparentar que não está "com a corda no pescoço".

Quem não ultrapassa a margem de 30% do limite, tem mais chances de subir no score. Por exemplo, se o limite é R$ 2.000,00, então a fatura deverá ficar baixo de R$ 600,00. Faça isso ao longo de alguns meses e já será possível perceber uma elevação na pontuação.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Projeções

Ministério da Economia mantém em queda de 4,70% a projeção do PIB de 2020

Para 2021, a projeção de crescimento foi mantida em 3,20%, enquanto para 2022, a estimativa de alta no PIB continuou em 2,60%

15 de Julho de 2020 as 15h28

Auxílio Emergencial

Não dá para transformar os R$ 600 em renda permanente, diz diretor da IFI

Para Felipe Salto, Brasil precisa discutir a implantação de uma eventual renda básica permanente no cenário pós-pandemia

14 de Julho de 2020 as 23h38

Negociação

Senado aprova negociação de dívidas de micro e pequenas empresas

A matéria já passou pela Câmara e agora vai à sanção presidencial

14 de Julho de 2020 as 23h24

Suínos

Argentina destrói 188 Kg de carne suína com triquinose

Medida impediu que a carne chegasse ao consumidor

09 de Julho de 2020 as 08h03

Auxílio Emergencial

Caixa libera saque de primeira parcela do terceiro lote de aprovados

No total são 4,9 milhões dentro desse terceiro lote. Nesta segunda-feira, poderão sacar o dinheiro os nascidos em janeiro, um total de 400 mil trabalhadores.

06 de Julho de 2020 as 07h33

Crise na Pandemia

CDL alerta para fechamento de empresas e cobra reabertura "responsável" do comércio na capital

Fábio Granja cobrou testagem em massa da população para apenas contaminados poderem ficar em casa

02 de Julho de 2020 as 13h25

Bolsa de Valores

Bolsa dispara 14% após quinta-feira tensa; dólar passa de R$ 4,80

Ibovespa terminou semana com perda de 15%

14 de Março de 2020 as 04h30

Economia

Empregos avançam no setor de turismo

Segmento de Alojamento e Alimentação se destacou com crescimento de 3,2% no trimestre

01 de Março de 2020 as 18h17

Novo Salário Mínimo

A partir de hoje sábado, salário mínimo passa a ser de R$ 1.045; veja o que muda

O valor de R$ 1.045 será aplicado no vencimento de fevereiro, que será pago em março

01 de Fevereiro de 2020 as 19h25

Cadastro Positivo

Com cadastro positivo, BC prevê declínio dos juros de cartão de crédito e cheque especial em 2021

Diretor de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, estima redução de cerca de 30% do chamado 'spread' bancário até meados do ano que vem.

27 de Janeiro de 2020 as 07h05

Impostos

Receita federal recupera R$ 5,2 bilhões de inadimplentes do Simples Nacional

Em 2019, a instituição notificou 738.605 contribuintes de micro e pequenas empresas enquadradas no regime tributário

20 de Janeiro de 2020 as 22h15

Turismo

Turismo brasileiro cresce 2,6% em 2019

Mês de novembro foi o que apresentou maior crescimento para o setor, com aumento de 3,8% em relação a 2018

20 de Janeiro de 2020 as 22h13

INSS

Governo contratará 7 mil militares para reforçar atendimento no INSS

Expectativa é acabar com processos em atraso até o fim de setembro

14 de Janeiro de 2020 as 19h03

Cadastro Positivo

Bancos e empresas poderão consultar informações do Cadastro Positivo a partir deste sábado

Banco de dados reúne histórico de bons pagadores. Por enquanto, ele só inclui informações repassadas por bancos e empresas que concedem crédito.

11 de Janeiro de 2020 as 13h28

Despesas

Em cada dez brasileiros, apenas um tem renda suficiente para pagar despesas de início de ano, mostra pesquisa CNDL/SPC Brasil

Minoria dos brasileiros consegue quitar despesas sazonais sem ter que parcelar ou economizar ao longo do ano e outros 22% não fazem planejamento. Consumidor deve ter organização para não se atrapalhar com compromissos de início de ano e parcelas que

09 de Janeiro de 2020 as 17h08

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO