Economia

Abcam confirma acordo com governo e pede fim da paralisação

Em mensagem, o presidente da Abcam pediu que os caminhoneiros voltem satisfeitos e orgulhosos

Manifestação | 28 de Maio de 2018 as 09h 51min
MT Agora - Agência Brasil

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) confirmou hoje (28) a assinatura do acordo para pôr fim à paralisação dos caminhoneiros autônomos. O governo federal decidiu congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro, valor referente ao que seria a retirada do PIS/Cofins e da Cide sobre esse combustível. Depois desse período, o preço do diesel será ajustado mensalmente. Além disso, a alíquota da Cide sobre o diesel será zerada até o final do ano.

“A Abcam considera o acordo assinado uma vitória, já que o anterior previa uma redução de apenas 10% por apenas 30 dias. Entretanto, a associação acredita que até dezembro deste ano o governo encontre soluções para que essa redução seja permanente”, informou a associação, em nota.

Ministros que integram o gabinete de crise e representantes da área econômica do governo passaram o dia reunidos, ontem (27), no Palácio do Planalto, para calcular os impactos do acordo, assinado à noite por lideranças dos caminhoneiros autônomos.

“Sendo assim, já que o objetivo foi alcançado, a Abcam pede a todos os caminhoneiros que voltem ao trabalho”, diz a nota da entidade.

Em mensagem, o presidente da Abcam, José da Fonseca Lopes, pediu que os caminhoneiros voltem satisfeitos e orgulhosos. “Conseguimos parar este país e sermos reconhecidos pela sociedade brasileira e pelo governo. Nossa manifestação foi única, como nunca ocorreu na história. Seremos lembrados como aqueles que não cederam diante das negativas do governo e da pressão dos empresários do setor. Teremos o reconhecimento da nossa profissão, de que nosso trabalho é primordial para o desenvolvimento deste país. Voltem com a sensação de missão cumprida, mas lembrando que a luta não termina aqui”, disse.

COMENTARIOS

Mais de Economia

Levantamento

Inadimplência em MT cresceu 4,66% em julho de 2018; Na área do comércio retração foi de -2,78%

O dado ficou acima da média da região Centro-Oeste (-2,10%) e abaixo da média nacional (1,47%).

15 de Agosto de 2018 as 23h39

Oportunidade

Confira as vagas de emprego disponíveis no Sine-Lucas do Rio Verde

Os interessados podem procurar o Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, nº 766 S, sala 06, Centro. O horário de funcionamento é das 8h às 11h e das 13h às 16h.

15 de Agosto de 2018 as 20h00

Emprego

Lucas do Rio Verde emprega mais do que demite no primeiro semestre

Mercado de trabalho cresce quase 14% no primeiro semestre, mas fica atrás da média mato-grossense.

10 de Agosto de 2018 as 16h08

Oportunidade

Confira as vagas de emprego disponíveis no Sine de Lucas do Rio Verde

Para saber mais detalhes, os interessados devem procurar a unidade de atendimento do Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, nº 766 S, sala 06, Centro.

08 de Agosto de 2018 as 21h26

Dados

Consumo de etanol comparado ao de gasolina é mais vantajoso em MT, diz ANP

Etanol é vendido, em média, cerca de 56,55% do valor da gasolina. O levantamento considera números coletados entre 29 de julho e 4 de agosto.

08 de Agosto de 2018 as 21h23

Oportunidade

Vagas de emprego no Sine de Lucas do Rio Verde

Para saber mais detalhes, os interessados devem procurar a unidade de atendimento do Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, nº 766 S, sala 06, Centro.

03 de Agosto de 2018 as 17h12

Veja Mais
Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Sexta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Parcialmente nublado

25º

COTAÇÃO