Economia

Bovespa fecha em alta e volta aos 95 mil pontos

Ibovespa avançou 0,99%. Vale ajudou na alta do índice nesta sexta, mas ainda acumula perda de R$ 67 bilhões em valor de mercado desde a tragédia em Brumadinho.

Bolsa Brasileira | 09 de Fevereiro de 2019 as 00h 39min
Fonte: G1

Homem passa por gráfico de cotações na Bovespa, em foto de agosto de 2015 — Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O principal indicador da bolsa paulista, a B3, subiu nesta sexta-feira (8), após uma abertura mais negativa, em movimento apoiado no avanço dos papéis de bancos e da Vale.

O Ibovespa avançou 0,99%, a 95.343 pontos. Na mínima do dia, o índice foi a 93.424 pontos e, na máxima, chegou a 95.485 pontos. 

Na semana, a bolsa perdeu 2,57%. É a primeira perda semanal desde dezembro de 2018, segundo a Reuters. No ano, o Ibovespa acumula alta de 8,48%.

Para o chefe de renda variável e derivativos da assessoria de investimentos Monte Bravo, Bruno Madruga, após seis semanas de valorização, era de se esperar uma correção, que pode ter acontecido nessa semana.

"Isso não muda nossa expectativa positiva para a bolsa, mas sabemos que o mercado não vai subir em 'linha reta'", afirmou Madruga, chamando a atenção para potenciais ruídos relacionados à reforma da Previdência e embate comercial entre Estados Unidos e China.

No caso da Previdência, agentes financeiros citam que o mercado já sente o desconforto com o tempo que a aprovação da reforma da Previdência tomar no Congresso, abrindo espaço para ruídos e negociações. Também a saúde do presidente Jair Bolsonaro, que segue internado em São Paulo, é acompanhada no mercado, uma vez que a definição do texto a ser apresentado depende de sua aprovação.

No exterior, o humor nos negócios era minado por algum ceticismo quanto a um acordo comercial entre Estados Unidos e China antes de prazo estabelecido entre os dois países para 1º de março, reforçando preocupações sobre o crescimento global.

As ações da Vale subiram 3,77%, com operadores atribuindo a reação a apostas positivas para a reabertura do mercado chinês após uma semana fechado por feriado naquele país, além de potenciais compras para cobrir posições vendidas, de acordo com a Reuters.

Na semana, contudo, os papéis da mineradora acumularam queda de 6,7%, ainda afetados pelos desdobramentos da tragédia em Minas Gerais. Desde a tragédia, a companhia já perdeu R$ 67 bilhões em valor de mercado, segundo a Economatica.

Os papéis do Itaú Unibanco e Bradesco, com forte peso no índice, também avançaram numa sessão bastante positiva para o setor bancário.

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO