Comércio é autorizado a cobrar preço diferente de acordo com o meio de pagamento

A medida faz parte de um pacote de medidas microeconômicas anunciadas pelo governo na semana passada para estimular a economia

28/12/2016 - 21:03:42

   

A partir de 27/12/16 comerciantes podem cobrar preços diferentes para compras feitas em dinheiro, cartão de débito ou cartão de crédito. A Medida Provisória 764, que autoriza a prática, foi publicada na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial da União.

Apesar de proibido pela regulamentação anterior, o desconto nos pagamentos à vista, em dinheiro vivo, já vinha sendo praticado no comércio varejista, e segundo declarações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a medida provisória publicada hoje vem somente “regular” tal prática. 

“Fica autorizada a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público, em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado”, diz a MP. A medida assinada pelo presidente Michel Temer também anula qualquer cláusula contratual que proíba ou restrinja a diferenciação de preços.

A medida faz parte de um pacote de medidas microeconômicas anunciadas pelo governo na semana passada para estimular a economia, que passa por um período de forte recessão.

Defesa do Consumidor

Algumas entidades de defesa do consumidor se manifestaram contra a autorização. Para a Proteste, é “abusiva” a diferenciação de preços em função da forma de pagamento.

“Ao aderir a um cartão de crédito o consumidor já paga anuidade, ou tem custos com outras tarifas e paga juros quando entra no rotativo. Por isso, não tem porque pagar mais para utilizá-lo”, disse a Proteste em nota divulgada após o anúncio da medida. A associação recomenda ao consumidor que não adquira bens e serviços em empresas que adotarem a prática.

Um dos principais temores é que se torne comum o embutimento dos custos do cartão já no preço anunciado dos produtos. Dessa maneira, ao conceder o desconto à vista, o comerciante estaria na verdade cobrando o que seria o preço normal.

Comércio

Para entidades representativas do comércio, o risco dos custos do cartão virem embutidos nos preços anunciados já existe, mesmo sem a medida, e a legalização de preços é positiva não só para lojistas, mas também para o consumidor, por conferir maior liberdade nas relações comerciais.

“Existe uma coisa que se chama concorrência. Nada impede aumentar o preço e depois dizer que o desconto é promoção. No mercado você tem liberdade de preços, não vejo que isso vai alterar em nada”, disse Marcel Solimeo, diretor do Instituto de Economia da Associação Comercial de São Paulo. “Não vai mudar muito em relação ao que é hoje, a não ser a segurança para quem já faz a diferenciação de preços”, completou o economista.

MT Agora - Agência Brasil

Mais Noticias

Ponto Facultativo

Carnaval não é feriado e faltas podem ser descontadas

RenovaBio

RenovaBio representa avanço para setor de biocombustíveis de MT

Tarifa Branca

Saiba as vantagens e riscos de aderir à tarifa branca de energia

Restituição de Imposto de Renda

Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017

08/01/2018 -

Primeira fase de implantação do eSocial para empresas começa hoje

eSocial abrange 14,4 mil empresas, que faturaram mais de R$ 78 milhões em 2016 ou que aderiram voluntariamente. Elas empregam 15 milhões de trabalhadores

02/01/2018 -

Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018 nesta quarta-feira (03)

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis.

02/01/2018 -

Salário mínimo, tarifa branca, nova idade para sacar PIS/Pasep: veja o que muda em 2018 e pode afetar seu bolso

Novas leis alteram valores de benefícios e contribuições, além de mudar regras para microempreendedores e empresas. Veja lista do G1.

13/12/2017 -

Número de consumidores inadimplentes em MT cresceu 1,61% em novembro, segundo pesquisa

Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

29/11/2017 -

Confira as vagas de emprego do Sine de Lucas do Rio Verde

Para saber mais detalhes, os interessados devem procurar a unidade de atendimento do Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, n. 766 S, sala 06, Centro.

28/11/2017 -

Governo de MT prorroga isenção de ICMS para taxistas até 2019

A medida beneficia cerca de mil contribuintes que atuam somente como taxistas profissionais autônomos, incluindo também os Microempreendedores Individuais (MEIs).

28/11/2017 -

Comércio de Sorriso atenderá em horário especial no mês de dezembro

A partir do dia 26 de dezembro o horário de atendimento voltará ao normal.

28/11/2017 -

Aneel anuncia bandeira tarifária vermelha 1 em dezembro com valor de R$ 3 a cada 100 kWh

Em novembro, devido à estiagem, agência havia elevado custo da energia para vermelho 2, o mais alto da escala. Aneel explicou que melhora nos níveis de reservatórios permitiu redução da tarifa.

28/11/2017 -

Sicredi inova e lança a própria máquina de cartões

Instituição financeira cooperativa entra no mercado de adquirências e oferece aos seus associados pessoas jurídicas e profissionais autônomos mais um produto, e o melhor, com preços competitivos

27/11/2017 -

Confira as vagas de emprego do Sine de Lucas do Rio Verde para essa segunda-feira

O horário de atendimento é das 7h às 13h.

23/11/2017 -

Empresas e indústrias em Lucas do Rio Verde criam mais de 100 novas vagas de trabalho

O saldo positivo foi divulgado esta semana pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

22/11/2017 -

Sorriso termina mês demitindo mais funcionários, aponta Caged

Em outubro, conforme o levantamento, foram registradas 1.216 contratações e 1.227 demissões no município, resultando no fechamento de 11 vagas formais

22/11/2017 -

Excelência conquista maior prêmio concedido pela ASMAT

A Excelência Carnes Suínas, localizada em Nova Mutum-MT figura por tanto entre os maiores fornecedores de Mato Grosso o que eleva também a região do Centro Norte do estado no panorama das agroindústrias.

20/11/2017 -

No melhor mês de outubro em 4 anos, Brasil cria 76 mil vagas formais de trabalho

Foi o sétimo mês seguido em que as contratações com carteira assinada superaram as demissões no país. Resultado de outubro também foi o melhor de 2017.

20/11/2017 -

Mais de 55% do total de desempregados em MT são pretos e pardos, diz IBGE

Ao todo, o estado tem 160 mil pessoas sem emprego. Para os especialistas, os números apontam o preconceito intrínseco na sociedade.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora