Planalto diz que queda dos juros para 13% permite retomada do crescimento

Porta-voz da Presidência repercutiu nesta quarta a decisão do Copom de cortar a Selic; segundo Alexandre Parola, decisão também ajudará a gerar empregos nos país.

13/01/2017 - 01:43:00

   

Taxa de juros Selic (Foto: Editoria de Arte/G1)

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, afirmou nesta quarta-feira (11), na visão do presidente Michel Temer, a decisão do Banco Central de reduzir os juros para 13% ao ano cria as condições necessárias para a retomada do crescimento do país.

Ainda de acordo com Parola, o governo acredita que a queda da Selic também auxiliará a gerar novos empregos ao longo de 2017.

No início da noite desta quarta, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou o terceiro corte seguido na taxa básica de juros da economia brasileira, de 13,75% para 13% ao ano.

O corte de 0,75 ponto percentual é o maior em quase cinco anos – a última vez que a Selic teve queda semelhante foi em abril de 2012, quando passou de 9,75% para 9% ao ano.

"A decisão do Banco Central, que delibera de forma independente e com base em elementos exclusivamente técnicos, respalda a convicção do presidente Michel Temer no sentido de que estão dados os elementos para a retomada do crescimento econômico e a criação de novos empregos ao longo do ano", declarou o porta-voz.

Parola abriu o pronunciamento dizendo que Temer ficou satisfeito com a decisão do Copom. Ao ler a nota, o porta-voz também ressaltou que o Banco Central deliberou "de forma independente e com base em elementos exclusivamente técnicos".

Inflação de 2016

Mais cedo nesta quarta, o IBGE divulgou que a inflação fechou o ano de 2016 em 6,29%, abaixo do teto da meta perseguida pelo Banco Central, que era de 6,5%.

Em um dos trechos do pronunciamento de cerca de dois minutos, Alexandre Parola afirmou que, para Temer, o resultado da inflação de 2016, registrada em 6,29%, representa um dado "extremamente positivo".

Ainda na visão do presidente, informou o porta-voz, os dados indicam que a inflação seguirá em queda ao longo dos próximos meses.

"Todos os dados disponíveis indicam que, nos próximos meses, a inflação seguirá em queda e, com isso, o rendimento do trabalhador se vê protegido do efeito terrível da inflação e abre-se espaço para que a taxa de juros seja gradualmente reduzida de modo responsável, consistente e sustentável", destacou Parola.

Inflação x atividade

O aumento da Selic, ou sua manutenção em um patamar elevado, é o principal mecanismo usado pelo BC para frear a inflação. O objetivo é encarecer o crédito para reduzir o consumo no país.

Juros altos, no entanto, prejudicam a atividade econômica e, consequentemente, inibem a geração de empregos. Quando o Banco Central julga que a inflação está compatível com as metas preestabelecidas, pode baixar os juros.

Isso aconteceu a partir de outubro, quando o Copom passou a promover cortes na Selic tendo em vista as indicações de que o IPCA, a inflação oficial do país, caminhava para dentro da meta de 2016 perseguida pelo BC.

Segundo o IBGE, o IPCA, que em 2015 havia acumulado alta de 10,67%, desacelerou para 6,29% em 2016. Apesar da queda, a inflação ficou próxima do teto da meta do ano passado perseguida pelo Banco Central (6,5%) e ainda distante do centro da meta, que era de 4,5%.

Recessão

A desaceleração da inflação em 2016, e a previsão do governo de que ela deve cair um pouco mais em 2017, abre espaço para que o BC continue a fazer cortes na Selic, o que pode favorecer a retomada do crescimento da economia brasileira.

Os indicadores mais recentes do desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) apontam que a economia pode demorar mais que o previsto para voltar a crescer, o que aumentou as pressões para que o Banco Central acelere a redução da Selic. A expectativa é que isso leve ao barateamento do crédito e, consequentemente, incentive o consumo de bens e serviços no país.

MT Agora - G1

Mais Noticias

Nova Lei

41 mil sacaram FGTS em demissão por acordo

Dados

IBGE: ricos receberam 36 vezes acima do que ganharam os pobres em 2017

Sicredi Ouro Verde MT

Sicredi Ouro Verde encerra rodada de assembleias e destina R$94 mi de resultado

Operação De Compra

Marfrig anuncia compra do controle de processadora de carne bovina nos EUA por US$ 969 milhões

09/04/2018 -

Dólar sobe e fecha a R$ 3,41, maior valor desde dezembro de 2016

Moeda dos EUA avançou com incerteza política e temores de uma piora na guerra comercial entre Estados Unidos e China.

09/04/2018 -

Pagamento do IPVA com desconto de 5% termina nesta terça (10)

O não pagamento gera multa e juros, além do risco de o veículo ser apreendido.

05/04/2018 -

Precisando de emprego? Confira as vagas do Sine de Lucas do Rio Verde

Os interessados devem procurar a unidade de atendimento do Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, n. 766 S, sala 06, Centro.

26/02/2018 -

Imposto de Renda 2018: Receita libera nesta segunda programa

Contribuintes, porém, só poderão enviar a declaração a partir do dia 1º de março, quando começa a temporada oficial do Imposto de Renda 2018.

07/02/2018 -

Carnaval não é feriado e faltas podem ser descontadas

Ponto está liberado apenas para quem trabalha em Estados ou municípios onde foi decretada lei para isso

12/01/2018 -

RenovaBio representa avanço para setor de biocombustíveis de MT

A lei passa a ser um marco histórico do setor de biocombustíveis, pois da previsibilidade aos investimentos de forma sustentável.

08/01/2018 -

Saiba as vantagens e riscos de aderir à tarifa branca de energia

Consumidor deve avaliar se vale a pena aderir à tarifa branca de energia

08/01/2018 -

Receita abre consulta a lotes residuais do Imposto de Renda de 2008 a 2017

As restituições terão correção de 6,73%, para o lote de 2017, a 101,02% para o lote de 2008

08/01/2018 -

Primeira fase de implantação do eSocial para empresas começa hoje

eSocial abrange 14,4 mil empresas, que faturaram mais de R$ 78 milhões em 2016 ou que aderiram voluntariamente. Elas empregam 15 milhões de trabalhadores

02/01/2018 -

Preços da gasolina e do diesel terão a primeira variação de 2018 nesta quarta-feira (03)

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis.

02/01/2018 -

Salário mínimo, tarifa branca, nova idade para sacar PIS/Pasep: veja o que muda em 2018 e pode afetar seu bolso

Novas leis alteram valores de benefícios e contribuições, além de mudar regras para microempreendedores e empresas. Veja lista do G1.

13/12/2017 -

Número de consumidores inadimplentes em MT cresceu 1,61% em novembro, segundo pesquisa

Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

29/11/2017 -

Confira as vagas de emprego do Sine de Lucas do Rio Verde

Para saber mais detalhes, os interessados devem procurar a unidade de atendimento do Sine na Galeria Central de Serviços, localizada na Av. Paraná, n. 766 S, sala 06, Centro.

28/11/2017 -

Governo de MT prorroga isenção de ICMS para taxistas até 2019

A medida beneficia cerca de mil contribuintes que atuam somente como taxistas profissionais autônomos, incluindo também os Microempreendedores Individuais (MEIs).

28/11/2017 -

Comércio de Sorriso atenderá em horário especial no mês de dezembro

A partir do dia 26 de dezembro o horário de atendimento voltará ao normal.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora