Saiba como consultar o saldo do FGTS

Há possibilidades para o trabalhador saber se tem conta inativa e qual é o saldo desta conta

23/12/2016 - 09:57:22

   

O anúncio de que os trabalhadores poderão retirar os recursos das contas inativas do FGTS provocou ontem uma corrida ao site do fundo na internet. A procura foi tanta que a página ficou instável. Porém, há outras possibilidades para o trabalhador saber se tem conta inativa e qual é o saldo desta conta. Uma delas é por e-mail, que deve ser cadastrado no site da Caixa. O banco vai enviar o saldo de suas  contas do FGTS. 

Apesar do NIS do trabalhador ser único, cada empregador abre uma conta diferente em seu nome. Outra possibilidade é pelo aplicativo FGTS Fácil para celulares e tablets. Para acessá-lo é preciso ter o número do NIS, que pode ser localizado nos extratos do FGTS, cartão do PIS, carteira de trabalho, cartão do cidadão ou com o empregador. 

Com o número do NIS, o trabalhador precisa fazer um cadastro que exige número do CPF, identidade e do título de eleitor. O aplicativo permite o acompanhamento da regularidade dos depósitos pela empresa do FGTS. Há, ainda, a maneira mais tradicional, que é  a visita presencial a uma agência física da Caixa. Neste caso também é preciso levar o número do NIS.

Especialistas sugerem usar recursos para pagar dívidas
O FGTS foi criado para garantir ao trabalhador uma reserva para ser usada no momento em que for enfrentar o desemprego, garantindo um meio de sustento neste período. Por isso, o acesso aos depósitos sempre foi restrito e há dúvidas agora sobre o que é melhor: manter o dinheiro no fundo ou retirá-lo. 

Para o especialista em finanças e colunista do CORREIO Edísio Freire, do ponto de vista financeiro, o saque é recomendado por conta do baixo rendimento (3% mais TR). “Sem dúvida é mais vantajoso”. Porém, ele observa: “A questão é que a função do FGTS não é essa. É garantir o equilíbrio financeiro do trabalhador em caso de demissão sem justa causa”. 

A recomendação de especialistas como Edísio é que o recurso seja usado para pagar dívidas ou investido em aplicações que rendam mais. Outra orientação é evitar o uso deste recurso para dar entrada em um bem e criar uma nova pendência financeira.  Freire, a pedido do CORREIO, fez uma simulação para ajudar o trabalhador a entender o valor que poderá sacar com a medida anunciada (veja à esquerda). 

MT Agora - Correio 24 Horas

Mais Noticias

Prêmio

Excelência conquista maior prêmio concedido pela ASMAT

Carteira Assinada

No melhor mês de outubro em 4 anos, Brasil cria 76 mil vagas formais de trabalho

Dados

Mais de 55% do total de desempregados em MT são pretos e pardos, diz IBGE

Preço Dos Combustivési

Petrobras reduz gasolina em 3,8%, maior queda desde o início de julho

16/11/2017 -

Secretaria de Planejamento divulga boletim sobre cenário econômico de Mato Grosso

Os dados fazem parte de um levantamento realizado pela Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos, unidade vinculada à Secretaria Adjunta de Informações Socioeconômicas, Geográficas e Indicadores da Seplan.

14/11/2017 -

Vendas do comércio crescem 0,5%, diz pesquisa do IBGE

Os dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foram divulgados hoje (14), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

14/11/2017 -

Governo de MT completa o pagamento de 96,7% dos servidores nesta terça (14)

Os salários de quem ganha acima de R$ 5 mil e até R$ 10 mil líquidos (ou R$ 14,1 mil brutos) serão disponibilizados nas respectivas contas a partir das 20 horas.

14/11/2017 -

Está a procura de um emprego? Confira as vaga do Sine de Lucas do Rio Verde

O horário de atendimento é das 7h às 13h.

13/11/2017 -

Petrobras reverte prejuízo, mas tem lucro abaixo do esperado no 3º trimestre

Aquém das expectativas do mercado, lucro da petroleira foi menor que no trimestre anterior, afetado em maior parte por despesas extraordinárias com Refis e provisões para ações judiciais.

10/11/2017 -

Reforma trabalhista: veja ajustes que o governo deve fazer na lei que começa a vigorar neste sábado

G1 e GloboNews tiveram acesso a texto com ajustes, que podem ser feitos via medida provisória ou projeto de lei. Reforma trabalhista começa a valer neste sábado (11).

10/11/2017 -

Preço da gasolina volta a subir e passa de R$ 3,90 pela primeira vez

Na semana anterior, o valor médio do combustível era de R$ 3,882.

06/11/2017 -

Maior construtora na Ásia virá a MT estudar projetos de infraestrutura

De olho na nova onda de investimentos chineses no Brasil, o governador Pedro Taques apresentou as potencialidades do Estado e atraiu a atenção do grupo.

06/11/2017 -

Petrobras aprova reajustes de 2,3% na gasolina e de 1,9% para diesel

Medida foi aprovada em reunião especial que ocorre quando os combustíveis sobem ou caem mais de 7% em um único mês; motivo alegado para o aumento são preços internacionais e câmbio.

24/10/2017 -

Corrupção, violência e pobreza são o que mais atrapalha o Brasil, diz pesquisa

Já amizade, alegria e honestidade são apontados como os valores pessoais mais importantes para o brasileiro, segundo pesquisa da Crescimentum em parceria com o Datafolha.

24/10/2017 -

Aneel eleva cobrança máxima da bandeira tarifária de R$ 3,50 para R$ 5 a cada 100 kWh

Reajuste de 42,8% do patamar 2 da bandeira vermelha valerá já para o mês de novembro. Proposta da Aneel, no entanto, também passará por consulta pública, onde pode ser alterada.

17/10/2017 -

Empréstimos do BNDES caem 20% no ano até setembro

Volume desembolsado pelo banco foi de R$ 50 bilhões no acumulado de 2017.

15/10/2017 -

Horário de verão começou em 10 estados e no DF

Horário de verão vai até 18 de fevereiro de 2018.

14/10/2017 -

Comerciantes acreditam que horário de verão deve causar impacto positivo nas vendas em MT

Lojistas acreditam que a alteração que deixa o dia “mais longo” favorece as vendas, já que permite a circulação de pessoas por um período maior do horário de funcionamento.

14/10/2017 -

Quatro anos após os primeiros leilões, 6 rodovias federais têm só 17% dos trechos duplicados

Empresas tinham 5 anos para duplicar 3.162 km de rodovias leiloadas entre 2013 e 2014. Descumprimento de contrato, falta de recursos e ausência de licença para obra explicam atrasos.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora