Esportes

COI trabalha com o Rio para ''minimizar riscos de zika'' em sedes olímpicas

O COI estuda com seus ''parceiros do Rio de Janeiro'' como implantar ''medidas para tratar os locais com água parada ao redor das sedes olímpicas, e minimizar os riscos dos mosquitos terem contato com os atletas''.

Olimpíadas Rio 2016 | 11 de Fevereiro de 2016 as 05h 23min
MT Agora - MSN Brasil

O COI estuda com seus "parceiros do Rio de Janeiro" como implantar "medidas para tratar os locais com água parada ao redor das sedes olímpicas, e minimizar os riscos dos mosquitos terem contato com os atletas. Damos as boas-vindas às ações tomadas pela OMS. Estamos em estrito contato com ela e seguimos suas indicações", disse o comitê em uma nota facilitada à Agência Efe.

O organismo olímpico ressalta que "é importante" lembrar que os Jogos serão realizados no Brasil "durante os meses de inverno de agosto e setembro, quando o clima mais seco e mais fresco reduz significativamente a presença de mosquitos e, portanto, o risco de infecção".

Vários comitês olímpicos nacionais expressaram nas últimas horas preocupação pela saúde dos atletas e disseram que entenderiam (EUA) ou estudariam (Quênia) a desistência dos esportistas de participar dos Jogos se a situação não melhorar.

O COI enviou uma carta a todos os comitês nacionais e às federações internacionais na qual lembra que 80% das pessoas infectadas pelo zika não apresentam sintomas e que as que apresentam, sofrem entre dois e sete dias, mas aponta ao "incomum crescimento" no Brasil do número de crianças nascidas com microcefalia.

Em sua carta, o COI assegura a seus parceiros que serão vistoriadas diariamente as sedes olímpicas na busca de criadouros do mosquito "Aedes aegypti" e afirma que as autoridades do Rio proporcionarão o tempo todo informações a esportistas e visitantes.

Até o momento, as medidas se resumem ao uso de repelentes e roupas que cubram a maior superfície possível do corpo. As mulheres que planejam uma gravidez para essas datas devem consultar um médico.

A Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) anunciou nesta terça-feira uma mobilização em todos os países afetados pelo zika para apoiar as comunidades na eliminação dos criadouros do mosquito que transmite este vírus.

A responsável pelo Departamento de Saúde, Julie Hall, lembrou à Efe que os ovos dos mosquitos podem secar e sobreviver por vários meses, inclusive sob baixas temperaturas, até a saída da larva assim que a temperatura aumentar e o mesmo entrar em contato com a água.

A OMS declarou no último dia 1 uma emergência sanitária de alcance internacional pelo aumento de casos de microcefalia em recém-nascidos e desordens neurológicas em adultos.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Quarta Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO