Esportes

Mãe de Neto viaja a Chapecó para esperar o filho: ''Aliviada e agradecida''

Dona Valéria, que mora no Rio de Janeiro, conta as horas para rever o zagueiro, que chega na noite desta quinta. Jogador é o último sobrevivente a retornar ao Brasil.

Chapecoense | 15 de Dezembro de 2016 as 21h 37min
MT Agora - Globo Esporte

Neto volta nesta quarta ao Brasil (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

A ansiedade pelo reencontro com o filho terá fim na noite desta quinta-feira para dona Valéria Zampier, mãe do zagueiro Neto, último sobrevivente do acidente com o avião da Chapecoense a deixar a Colômbia. Ele deixou Medellín às 13h28 (de Brasília), e, enquanto estará a caminho do Brasil, dona Valéria também estará em trânsito para rever o filho em Chapecó: residente no Rio de Janeiro. Ela viaja à noite para a cidade catarinense com sentimento de alívio e gratidão. 

- Estou muito aliviada e agradecida a Deus e ao mundo por tantas orações. Não esperava tanto (apoio e preces). Isso mostra que Deus existe e que o mundo precisa de mais amor. Nós somos luz e precisamos nos amar mais - disse.

Dona Valéria terá a companhia de uma de suas noras, Priscilla, mulher do irmão de Neto. Já estavam em Medellin há alguns dias Herlan, pai do jogador; Simone, mulher do atleta, e Carlos Eduardo, irmão mais velho do zagueiro, que devem acompanhar o jogador na transferência.

Emocionada, dona Valéria se disse com o coração dividido, porque ao mesmo tempo em que seu filho sobreviveu, a grande maioria dos atletas e da delegação - e ela conhecia a todos - acabaram morrendo - entre as 71 vítimas, estavam 19 jogadores da Chape, além de membros da comissão técnica e diretoria.

- No aeroporto, dei um abraço apertado no Kempes (atacante), e disse a ele: "Que Deus abençoe a vocês, e também aos adversários. Que Ele proteja a todos". Foi meu último abraço nele, e me lembro que voltei para casa sentindo o perfume dele, porque tinha sido um abraço forte. Mãe de jogador se sente mãe de time - contou.

Neto foi o último sobrevivente a ser resgatado após a queda da aeronave, dia 29 de novembro. Com quadro de saúde bastante delicado, ele apresentou uma evolução considerada fantástica pelos médicos e na quarta-feira, véspera da transferência, deixou um leito semi-intensivo para ocupar um quarto.

Além dele, outros três brasileiros sobreviveram (além de dois tripulantes): o jornalista Rafael Henzel e os jogadores Alan Rushel e Jackson Follmann. Henzel e Rushel estão internados em Chapecó. Follmann está em São Paulo, onde passou por cirurgia, e deve ser transferido para a cidade catarinense até sábado.

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Segunda Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO