Cirurgias oftalmológicas devolvem qualidade de vida e promovem reinserção social

Em 13 minutos, a aposentada Nair Rodrigues Baum, 79 anos, moradora de Campo Verde, foi operada

11/12/2017 - 07:36:29

   

A longa espera de 10 anos por cirurgias de catarata nos dois olhos chegou ao fim nesse fim de semana para a aposentada Iraci da Silva Viana, moradora da comunidade São Francisco, em Rondonópolis. Iraci é uma das milhares de pessoas atendidas na Caravana da Transformação, realizada pelo Governo do Estado em Rondonópolis e que atende a moradores de 19 municípios da região Sul.

Para o ano que vem, a aposentada faz planos de voltar a estudar o ensino supletivo que teve de interromper por não conseguir enxergar. “A esperança voltou a ser luz para os meus olhos. O atendimento que recebi dos profissionais foi dez. É sinal que ainda tem uns que olham pra gente”, relatou Iraci Viana.

Em 13 minutos, a aposentada Nair Rodrigues Baum, 79 anos, moradora de Campo Verde, foi operada. O tempo recorde foi cronometrado pela filha dela, Ana, que disse estar maravilhada com a qualidade e rapidez do atendimento. Para Nair, voltar a enxergar foi o melhor presente de natal que já ganhou.

“Somos quatro filhos e já estávamos planejando custear a cirurgia em clínica particular. Chegamos a fazer o orçamento em Cuiabá; a operação em dois olhos custaria mais de oito mil reais, fora a consulta que custaria quatrocentos e oitenta reais. Quando soubemos da chegada da Caravana, corremos para agendar a nossa mãe. Na sexta-feira chegamos para a consulta e já ficamos sabendo que no mesmo dia ela seria operada. Ficamos surpresos com a agilidade do serviço, não imaginávamos que era desse jeito”, destacou Ana Baum.

Esses relatos são comuns entre os pacientes atendidos pela Caravana da Transformação. 

“Esses resultados representam efetivamente a grande transformação social na vida dessas pessoas que há décadas foram privadas de terem uma vida social e familiar normal, por não enxergar. A ação tem promovido a integração dessas pessoas à sociedade e melhorado o convívio familiar. Somente a sociedade pode avaliar a importância da Caravana", destacou Wagner Simplício, assessor especial do Gabinete Coletivo da Secretaria de Estado de Saúde. 

A avaliação técnica relativa aos números de atendimentos na saúde é surpreendente e incontestável. De acordo com Simplício, a décima primeira edição da Caravana na região de Rondonópolis é a maior de todas e com uma dimensão social gigantesca. 

Do dia 3 até o dia 9, ou seja, em uma semana, haviam sido realizados mais de 38 mil procedimentos de saúde (consultas, exames e cirurgias). “Os números demonstram que o governo, quando decidiu pelo projeto da Caravana, conhecia a necessidade desses cidadãos que estavam na lista de espera pela cirurgia oftalmológica; uma realidade social que não poderia e nem pode ser ignorada por um gestor público”, destaca o representante da SES.

 A Caravana da Transformação tem como foco principal a saúde pública e gratuita ao cidadão. O investimento é 100% feito com recurso da receita própria do Estado. Além do investimento financeiro, o governo investe também com a parte técnica. Todos os procedimentos são criteriosamente analisados, avaliados e aprovados por técnicos da Vigilância em Saúde da SES/MT. O setor de regulação do SUS monitora o agendamento e, após autorizar, cada procedimento é lançado no sistema para fazer o custeio dos serviços de saúde, informou Simplício. 

Nos dias 8 e 9, Wagner Simplício acompanhou a dinâmica de atendimento da empresa 20/20, contratada para realizar os serviços de oftalmologia; conversou com pacientes que aguardavam para cirurgia e os que já haviam sido operados, para avaliar o nível de satisfação; esteve reunido com a equipe técnica da SES/MT para analisar as tarefas de cada área e definir futuras adequações necessárias.

A Superintendente de Vigilância em Saúde, Maria de Lourdes Girardi, também participou da reunião. “Essas avaliações internas são uma rotina para que possamos melhorar cada vez mais a qualidade do serviço prestado à população e garantir segurança à saúde de todos”, afirmou a superintendente.

Na manhã deste sábado, Simplício acompanhou a visita do governador Pedro Taques aos estandes da Caravana e relembrou o esforço político e administrativo do Governo em manter e ampliar serviços para a região sul; destacando, por exemplo, o financiamento não-obrigatório de UTIs no Hospital Filantrópico da Santa Casa de Rondonópolis, mesmo sem habilitação desse serviço por parte do Ministério da Saúde e da própria Secretaria de Estado de Saúde. 

“O Estado não conta com o apoio financeiro federal e mesmo assim custeia com recurso próprio o funcionamento das UTIs, além de pagar 150% a mais pelas diárias de internação do que é previsto na tabela nacional do SUS”, salientou. 

"O governo fecha o ano com uma das maiores caravanas e em um polo aglutinador de grande dimensão populacional, tendo como carro-chefe a saúde 100% pública e gratuita aos moradores da região Sul do Estado. O usuário do Sistema Único de Saúde estadual tem um ganho social que é a qualidade de vida melhor e de reinserção, e esse diferencial não tem como medir, somente quem foi atendido e recuperou a sua visão e os seus familiares podem fazer essa avaliação", concluiu Wagner Simplício.

A equipe técnica da SES/MT permanecerá na Caravana até a finalização dos atendimentos. O cronograma de trabalho prevê cirurgias até o dia 17 de dezembro e os atendimentos de pós-operatório de até trinta dias. 

A rotina diária de trabalho dos servidores da saúde na caravana começa às 5 horas da madrugada e se estende até o último atendimento médico. Após o término da Caravana, o setor de fiscalização de contrato analisará os comprovantes de atendimentos para poder autorizar o pagamento dos serviços realizados pela empresa especializada contratada.

MT Agora - Rose Velasco | SES-MT

Mais Noticias

Acidente Fatal

Mulher morre e outra fica ferida após carro capotar e bater em caminhão em MT

Dados

Em 5 meses, 1.156 denúncias de trabalho infantil são registradas em MT

Estava Agressiva

Jaguatirica é resgatada após se esconder em assentamento em Nova Ubiratã (MT)

Morte De Bancária De MT

''Médico fez a cabeça dela'', diz filho de gerente de banco de MT que morreu após procedimento com Dr. Bumbum

18/07/2018 -

Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é enterrado em MT

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. Corpo dela foi velado e enterrado em Cuiabá.

17/07/2018 -

''Era o pilar da família'', diz filho de bancária de MT que morreu após procedimento estético no RJ

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá.

17/07/2018 -

Corpo de gerente de banco que morreu após procedimento estético no RJ é velado em MT

Lilian Calixto, de 46 anos, fez procedimento estético nos glúteos em apartamento no Rio de Janeiro, passou mal e foi levada para hospital. O corpo dela é velado em Cuiabá.

17/07/2018 -

Aeroporto de Cuiabá registra o dobro de movimentação de cargas

Nos primeiros seis meses de 2018, foram processadas 24 toneladas entre importações e exportações.

17/07/2018 -

Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite começa em 6 de agosto em MT

A meta estadual é vacinar mais de 200 mil crianças de 1 a 4 anos. Dia 'D' da campanha será em 8 de agosto.

17/07/2018 -

Foragido, ''Dr. Bumbum'' foi indiciado quatro vezes pela polícia do DF

Clínica clandestina no Lago Sul foi alvo de operação em novembro. Paciente morreu após cirurgia em cobertura na Barra da Tijuca, no Rio, neste domingo.

17/07/2018 -

Foragido, médico conhecido como Dr. Bumbum tem passagem pela polícia por homicídio, porte de arma e ameaça

Médico fez cirurgia estética ilegal que acabou em morte de paciente na Barra; ele teve a prisão decretada e está foragido. Dr. Bumbum tem 650 mil seguidores em rede social, e é réu em mais de dez processos.

17/07/2018 -

Médico que fez cirurgia estética em bancária de MT está foragido

Paciente passou mal, foi levada para hospital e morreu duas horas depois. Mãe do médico também está foragida, e namorada foi presa. Ambas participaram do procedimento, diz polícia.

17/07/2018 -

Polícia do Rio investiga morte de bancária de Mato Grosso após procedimento estético

Mulher passou por procedimento na casa de médico, na Barra da Tijuca, no sábado (14). Lilian Calixto, de 46 anos, foi levada para hospital Barra D'Or .

17/07/2018 -

CDL e ACES cobram providencias quanto a ambulantes irregulares em Sinop

A cobrança é um clamor dos empresários que diariamente são fiscalizados, pagam altos impostos e mesmo assim ainda geram emprego e renda para Sinop.

17/07/2018 -

AMM e CNM reúnem municípios para debater recuperação de receitas

O encontro contará com a presença das equipes técnica e jurídica da entidade municipalista e do consultor da Confederação Nacional dos Municípios – CNM, Eduardo Stranz.

16/07/2018 -

Homem e adolescente morrem após carro capotar e cair de ponte em terra indígena em MT

O acidente ocorreu na região que era conhecida antigamente como Posto da Mata. Duas pessoas morreram: um homem, que dirigia o veículo, e um adolescente, que seria filho dele.

16/07/2018 -

Onça-pintada é atropelada por caminhonete e morre em rodovia de MT

Animal foi encontrado morto às margens da MT-242 próximo ao município de Nova Ubiratã. O condutor do veículo que atropelou o animal não ficou no local e não foi identificado.

15/07/2018 -

Mãe dorme e mata bebê de um mês sufocado em MT

Caso ocorreu neste domingo (15), no Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá.

15/07/2018 -

Com mais de 5 mil focos de incêndio no ano, MT começa período proibitivo das queimadas

O período de proibição das queimadas em zona rural começou neste domingo (15) e vai durar 90 dias, até o dia 15 de outubro, podendo ser prorrogado.

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora