Informações Sigilosas

CNJ obriga juízes a investigar vazamentos em inquéritos

Resolução obriga o juiz a investigar os vazamentos mesmo que eles tenham partido do MP

17 de Fevereiro de 2016 as 14h 41min

O Conselho Nacional de Justiça aprovou, nesta terça-feira (16/2), uma série de medidas para tentar coibir o chamado “vazamento seletivo” de informações sigilosas colhidas em investigações criminais.

 

A nova Resolução 217 altera artigos da regra do CNJ que trata de quebra de sigilo e interceptação telefônica e de endereços eletrônicos para obrigar o juiz a requerer a instauração de investigação, “sob pena de responsabilização”.

 

De acordo com o novo texto, o Judiciário é responsável por apurar a divulgação de informações sigilosas por qualquer um dos envolvidos em quaisquer ações que corram em segredo de Justiça. A resolução obriga o juiz a investigar os vazamentos mesmo que eles tenham partido do Ministério Público e da autoridade policial.

 

A resolução também cria uma série de obrigações ao juiz que determinar a quebra de sigilo ou que mandar grampear o telefone de investigador e acusados. O texto obriga o magistrado a escrever, na ordem, os indícios de autoria do crime, as diligências feitas antes do pedido de quebra de sigilo ou de grampo e os motivos pelos quais não seria possível obter a prova por outros meios.

 

O juiz também está obrigado a listar em sua decisão o nome dos policiais e membros do MP responsáveis pela investigação, bem como dos servidores, peritos, tradutores, escrivãos e demais técnicos que tenham acesso a ela.

 

A resolução repete o texto da Lei 9.296/1996, que trata da interceptação telefônica e de e-mail. Ou seja, a nova resolução do CNJ só permite os grampos por um período de 15 dias, renovável apenas uma vez, o que não estava descrito na redação da resolução original.

 

O processo em que foi discutida a nova resolução foi aberto pelo presidente do CNJ, ministro Ricardo Lewandowski, a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. O então presidente da OAB Marcus Vinícius Furtado Coêlho enviou ofício ao CNJ pedindo que a resolução que trata das interceptações fosse aperfeiçoada.

A petição de Marcus Vinícius foi enviada ao CNJ depois de queixas de políticos e advogados a respeito de vazamentos de trechos de investigações em que estão envolvidos, ou até de conversas telefônicas em que são citados, à imprensa e a adversários políticos.

Um dos casos que mais causou atritos em Brasília foi a divulgação de informações sigilosas dos inquéritos da operação acrônimo, que investiga o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. O advogado de Pimentel, Pierpaolo Cruz Bottini, chegou a pedir ao relator do inquérito no Superior Tribunal de Justiça, ministro Herman Benjamin, que apurasse o vazamento, mas o inquérito ainda não foi concluído.


MT Agora - Mídia News

COMENTARIOS

Mais de Estado

Dívidas

Governador alega dívidas bilionárias e prorroga estado de calamidade financeira em MT

O primeiro decreto neste sentido foi assinado em janeiro deste ano e possuía validade de seis meses, motivo pelo qual foi prorrogado por mais 120 dias.

18 de Julho de 2019 as 07h34

Energia Elétrica

Dívida da UFMT com energia elétrica é de R$ 5 milhões, segundo reitora

Para que o fornecimento de energia fosse restabelecido após corte, foi paga uma conta no valor de R$ 1,8 milhão. Campus ficaram 8 horas sem energia elétrica.

18 de Julho de 2019 as 07h32

Flagrante

Sucuri de cerca de 6 metros atravessa rodovia e para tráfego na BR-364 em MT

Animal atravessou trecho da rodovia na saída de Cuiabá, com sentido a Rondonópolis. Tráfego foi interditado para travessia do réptil, que mede cerca de 6 metros.

17 de Julho de 2019 as 23h38

Greve

Em greve, servidores da Educação ocupam galeria da ALMT durante sessão

Com palavras de ordem, os servidores cobravam o imediato fim do corte do ponto e a restituição dos valores descontados. Profissionais estão em greve há quase dois meses.

17 de Julho de 2019 as 23h33

Tragédia

Idosa, filha e genro morrem afogados após carro cair em rio em MT; passageira sobrevive ao quebrar vidro de veículo

Família era de Rondônia e voltava de carro do município de Colniza (MT). Motorista perdeu o controle da direção e caiu em rio.

17 de Julho de 2019 as 23h31

Honraria

Presidente do STF visita Mato Grosso na 5ª feira e será condecorado

A honraria tem o objetivo de homenagear pessoas naturais ou jurídicas que tenham prestado relevantes serviços à Justiça mato-grossense ou à cultura jurídica.

15 de Julho de 2019 as 23h58

Acidente

Motocicleta bate em animal silvestre e passageira tem traumatismo craniano em MT

Mulher foi transferida de avião para uma unidade de saúde com recursos em neurologia.

15 de Julho de 2019 as 23h52

Levantamento

MT registra 12 mortes por raiva em animais atacados por morcegos em 11 propriedades neste ano

Esse animais são mamíferos de hábitos noturnos, e alimentam-se do sangue de outros animais. Os morcegos transmitem o vírus da raiva.

15 de Julho de 2019 as 23h49

Aeroporto Marechal Rondon

Volume de importações aumenta e proporciona alta de 28,3% na movimentação de carga em MT

Índice de movimentação registrado no primeiro semestre foi de 33,6 toneladas de produtos.

15 de Julho de 2019 as 23h42

Levantamento

MT tem a 3ª maior taxa de morte de crianças e adolescente por motivos acidentais do Brasil

Com 13,98 mortes a cada 100 mil habitantes, Mato Grosso só fica atrás de Roraima (24,71) e Amapá (26,66). Os dados do levantamento fazem referência aos dados de 2017.

15 de Julho de 2019 as 23h37

Ranking

MT ocupa 5º colocação em geração solar do país, segundo pesquisa de associação nacional

Entre os municípios, Cuiabá ocupa a sétima posição no ranking nacional.

15 de Julho de 2019 as 23h28

Teve Alta Médica

Criança de 1 ano estrangulada pelo pai com abraçadeira tem alta médica em MT

Exame apontou que a menina teve o crânio fraturado e perda de parte da coordenação motora. Ela deu entrada no hospital em estado grave e ficou internada por oito dias.

15 de Julho de 2019 as 23h15

Período Proibitivo De Queimadas

Período Proibitivo de Queimadas começa nessa segunda-feira (15.07)

O Decreto publicado no Diário Oficial proíbe o uso de fogo em áreas rurais para limpeza e manejo entre os dias 15 de julho e 15 de setembro. Em áreas urbanas as queimadas são proibidas o ano todo.

15 de Julho de 2019 as 23h04

Estudo

Pesquisa da Unemat aborda as relações entre animais humanos e não humanos nas cidades

O estudo aborda sobre as relações entre animais e humanos e não humanos.

15 de Julho de 2019 as 22h55

Queimadas

Com recorde em número de focos de calor, período proibitivo em MT começa nesta segunda-feira (15)

Com 5.325 registros de janeiro a junho de 2019, o estado bateu o recorde em número de focos de calor, segundo o Inpe. Período proibitivo segue até o dia 15 de setembro.

15 de Julho de 2019 as 11h18

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO