Em Mato Grosso, 62% das rodovias são classificadas como regular, ruim ou péssima

O anuário mostra que 67% das rodovias foram aprovadas quanto à sinalização e apenas 33% reprovadas.

05/06/2017 - 07:33:36

   

Mato Grosso tem 62% da sua malha rodoviária reprovadas, recebendo as classificações regular, ruim ou péssima. Os dados são do Anuário da Confederação Nacional do Transporte (CNT) que analisa a evolução dos modais rodoviários no país. No Estado foram percorridos 4.731 quilômetros em 2016 e, desse total, apenas 38% (1.802 km de rodovias estaduais e federais) foram aprovados, ou seja, estão em ótimo ou bom estado de conservação.

Analisando apenas o pavimento das rodovias, os índices também não são bons. A reprovação é de 63% e 37% aprovados. Já no quesito sinalização, a situação é melhor em Mato Grosso. O anuário mostra que 67% das rodovias foram aprovadas quanto à sinalização e apenas 33% reprovadas.

Vale ressaltar também que apesar dos dados gerais continuarem negativos, os números apresentados esse ano apontam uma melhora em relação a 2005, quando começaram os levantamentos e o anuário da CNT classificou como reprovados 87,6% dos trechos avaliados à época. Estes índices permaneceram até 2014. Em 2015 a avaliação já começou a subir, mas ainda com reprovação acima dos 60%.

Análise feita pela CNT aponta que a qualidade e o crescimento da malha rodoviária em todo o país não acompanham a demanda de infraestrutura para o escoamento da produção nem para o deslocamento de pessoas. A frota de veículos aumentou 194,1%, de 2001 para 2016, mas as rodovias continuam com graves problemas de qualidade, comprometendo a segurança. No ano passado, mais da metade dos trechos avaliados pela CNT apresentaram problemas. Do total da malha, 1,7 milhão de km, apenas 12,2% (210.618,8 km) têm pavimento.

Até 2016 o Estado tinha 10.687 km de rodovias pavimentadas, sendo 3.970 km em rodovias federais e 6.697 km nas estaduais. Para Gilson Baitaca, integrante do Movimento dos Transportadores de Grãos (MTG), e que há mais de 13 anos atua na área, de forma geral a malha rodoviária pode ser considerada ruim. Conforme ele, a pavimentação e recuperação asfáltica ainda precisam ganhar qualidade e celeridade. “Tudo está acontecendo de forma muito lenta, deixando ainda muito a desejar”.

Baitaca ressalta que nas regiões de maior produção de grãos no Estado, o governo não tem conseguido manter com frequência nem mesmo os tapas buracos. Ele destaca que as rodovias estaduais que estão em melhores condições, mesmo estando ainda longe do que seria ideal, são as pedagiadas como, por exemplo, a MT-449 que liga Lucas do Rio Verde a Itanhangá. Diante desse cenário e apesar de não concordar com a concessão de rodovias no Estado, o caminhoneiro ressalta que o modelo tem se mostrado um mal necessário. “Se ainda temos vias que podemos considerar um pouco melhores, isso ocorre porque as concessionárias são obrigadas a investir. E infelizmente nós que já pagamos uma série de tributos, ainda precisamos pagar duas vezes para termos investimentos em estradas”.

Conforme ele, o que se tem visto é que o pouco que é investido pelo governo está sendo destinado a regiões de pouca demanda, as regiões de produção onde é necessário, os investimentos não têm ocorrido.

Em relação às rodovias federais, Baitaca destaca que também não estão em condições que podem ser consideradas ideias, inclusive aquelas que estão sob concessão. Conforme ele, a BR-163, uma das principais vias do Estado, possuiu um trabalho de tapa buracos “vergonhoso”. “Temos visto que empresas concessionárias, envolvidas em grandes escândalos, não tem tido condições de mantê-las em estado aceitável”.

Umas das rodovias federais que mantém um padrão de qualidade um pouco melhor é a BR-364, no trecho entre o Trevo do Lagarto até Vilhena (RO). “Mas isso porque o fluxo também é menor, mas de qualquer forma tem conseguido manter um padrão melhor que as outras”.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo Duarte, o levantamento feito pela CNT demonstra que Mato Grosso teve uma evolução considerável na qualidade das estradas e o resultado se deve, em parte, ao fato de o governo de Mato Grosso, por meio da Sinfra, ter concluído 1.430 km de asfalto nos 2 primeiros anos da atual gestão, considerando as obras de pavimentação (712 km) e de reconstrução (718 km) executadas pelo programa Pró-Estradas.

“Os números da pesquisa revelam que o planejamento estratégico elaborado, e que vem sendo executado pelo governo de Mato Grosso, estão no rumo certo. Isso porque o Estado tem, ano após ano, melhorado suas rodovias”.

Por meio de nota, a secretaria destacou que na classificação geral da pesquisa, Mato Grosso é o estado do Centro-Oeste com maior número de estradas consideradas ótimas no ano de 2016. “Como efeito de comparação, no ano de 2013 Mato Grosso ocupava o penúltimo lugar no ranking do CentroOeste quando o assunto era a qualidade das estradas, a partir de aspectos como a qualidade do pavimento e a sinalização das vias. À época, apenas 30 km da malha de Mato Grosso tinha sido avaliada como ótima, passando para 98 km em 2014, 445 km em 2015 e 620 km em 2016”, diz trecho.

Em relação ao índice que aponta que 62% malha rodoviária foi considerada regular, ruim e péssima, a secretaria informou que tem trabalhado de forma estruturada para mudar esta realidade. “Pela primeira vez na história, o programa Pró-Estradas implantou ações focadas, não somente na pavimentação de novos trechos, mas também na reconstrução de rodovias que foram recebidas por esta gestão, em avançado estado de degradação, e também de manutenção de rodovias pavimentadas e não pavimentadas estaduais”.

MT Agora - Só Notícias

Mais Noticias

Estradas

Reparos na BR-163 e BR-364 continuam acontecendo, diz Rota do Oeste

BR-163

Futuro da BR-163 será definido até dia 26

Sem Nota Fiscal

Sefaz apreende mais de R$ 700 mil em mercadorias sem nota fiscal em MT

Fecomércio-MT

Presidente interino da Fecomércio-MT diz ter sido impedido de trabalhar e registra BO

12/02/2018 -

Obras na BR-163 ocorrem hoje e na quarta-feira no feriado de Carnaval

Cronograma de atividades foi elaborado para não prejudicar o fluxo de veículos durante o feriado

05/02/2018 -

Detran lança campanha para trânsito seguro no Carnaval

Campanha educativa e fiscalizações serão intensificadas no período festivo

05/02/2018 -

Casos de HIV em adultos crescem 255% em MT; foliões devem usar preservativos

As Infecções Sexualmente Transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos e transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de camisinha masculina ou feminina

05/02/2018 -

Caminhões parados em rodovia no PA causam prejuízo a transportadoras de MT e atrasam escoamento da produção

Caminhoneiros passam até 125 horas retidos em rodovia, segundo o Dnit. Chuvas em trecho em obras na serra dificultam passagens de veículos de carga.

03/02/2018 -

Ministério da Saúde recomenda vacina de febre amarela em 141 municípios de MT

As secretarias Municipal e Estadual afirmam que em todo o Estado a vacina é oferecida e pode atender toda a demanda.

27/01/2018 -

Asfalto cede e trecho da BR-364 em MT fica totalmente interditado

Desmoronamento ocorreu nessa sexta-feira (26) após fortes chuvas. Tráfego foi impedido nos dois sentidos, mas neste sábado uma faixa foi liberada.

26/01/2018 -

Aos 111 anos, viúva que criou as sete filhas sozinha em MT comemora longevidade

Baiana de nascença, Maria Olímpia se mudou para MT na juventude. Mudança foi feita a cavalo. Ela se casou duas vezes e teve nove filhos, mas dois morreram.

26/01/2018 -

Mato Grosso gerou quase 16 mil novos postos de emprego em 2017, diz Caged

Apesar do saldo positivo em alguns estado e regiões, as demissões superaram as contratações no Brasil. Dados foram divulgados pelo Ministério do Trabalho.

26/01/2018 -

MT tem um caso de febre amarela sob investigação, diz Ministério da Saúde

Caso suspeito foi registrado entre julho de 2017 e janeiro de 2018. A Secretaria Estadual de Saúde contesta o dado e diz que nenhum caso foi registrado no período.

25/01/2018 -

Número de vagas de estágio aumenta 17% em MT neste ano

Cerca de 2,1 mil vagas de estágio estão abertas no estado. Parceria com novas empresas e órgãos públicos elevaram o número de vagas, avalia supervisor do Ciee.

25/01/2018 -

Ferrovia entre MT e SP já recebeu investimentos de R$ 200 mi e deve receber fertilizantes em abril

Além dos benefícios operacionais e financeiros, o terminal também deve trazer ganhos ambientais, com significativa redução de emissão de poluentes.

24/01/2018 -

Agricultores familiares investem em turismo rural para atrair visitantes e aumentar a renda em MT

Lei estadual permite turismo em áreas de agricultura familiar. Agricultor tem investido em pomar de frutas para receber os visitantes e pretende fabricar vinho e geleia de jabuticaba no local.

22/01/2018 -

Mato Grosso é destaque na revista Exame por implantar coaching na gestão pública

O resultado mensurado até o momento foi a criação de metas para o acompanhamento de processos internos

17/01/2018 -

Cuiabá é a capital do Centro-Oeste com mais habitantes acima do peso, diz pesquisa

Ao todo, 57,6% dos moradores que vivem em Cuiabá estão com excesso de peso. No ranking nacional, Cuiabá é a quarta capital com maior número de moradores acima do peso.

12/01/2018 -

Frota de veículos em Mato Grosso aumenta quase 60% em quatro anos

Número de veículos subiu de 1,4 milhão em 2012 para 1,9 milhão em 2016. Dados são de um levantamento feito pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora