Serviços Garantidos

Governo contrata empresa emergencialmente por R$ 2,8 milhões para gerir o Samu em MT

O contrato, no valor de R$ 2,8 milhões, tem prazo de seis meses e passa a valer a partir desta quinta-feira (10). A medida, segundo o governo, foi tomada para garantir a manutenção dos serviços.

11 de Janeiro de 2019 as 01h 29min

Samu em Mato Grosso — Foto: Gcom/mt

O governo de Mato Grosso realizou a contratação emergencial de uma empresa para gerir o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no estado. O contrato, no valor de R$ 2,8 milhões, tem prazo de seis meses e passa a valer a partir desta quinta-feira (10).

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), alegou que o valor estabelecido em contrato é menor que o praticado atualmente e representa economia aos cofres públicos.

A medida, segundo o governo, foi tomada para garantir a manutenção dos serviços prestados pelo Samu no estado.

Na segunda-feira (7), os médicos citaram, em uma carta aberta, a falta de pagamento há 6 meses e a possibilidade de demissão em massa.

“Infelizmente chegamos ao cúmulo de seis meses de atraso salarial, ficando assim inviável manter o vínculo com a instituição, pois como qualquer trabalhador somos merecedores de receber nosso salário, este conseguido pelo suor derramado em nossas fúlgidas fardas azuis”, diz trecho do documento.

Um dia depois, o governo se reuniu com representantes da categoria e prometeu uma solução.

Em entrevista à Rádio Centro América FM, na terça-feira (8), o governador Mauro Mendes (DEM) comentou a situação financeira do estado e do Samu.

“O governo está quebrado e deve Deus e todo mundo. Aqui o Samu está há seis meses sem pagar o servidor. Tenho que pegar algum dinheiro e ir lá pagar, porque eles estão trabalhando”, declarou.

Fonte: G1 MT

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO