Gastos

Governo de MT gasta mais de R$ 3 milhões em passagens aéreas entre janeiro e maio deste ano

Deste total, R$ 18.543,00 foram gastos em janeiro, R$ 1,427.834,00 em fevereiro, R$ 145.536,00 em março, R$ 1.474,456,00 em abril e R$ 5.306,00 entre os dias 1º e 14 de maio.

15 de Maio de 2019 as 09h 55min

Mauro Mendes (DEM) — Foto: Secom-MT/ Assessoria

O governo de Mato Grosso gastou R$ 3.071.675,00 entre os dias 1º de janeiro e 14 de maio deste ano somente em passagens aéreas, conforme dados do portal “Mira Cidadão”, que detalha os gastos do estado.

Deste total, R$ 18.543,00 foram gastos em janeiro, R$ 1,427.834,00 em fevereiro, R$ 145.536,00 em março, R$ 1.474,456,00 em abril e R$ 5.306,00 entre os dias 1º e 14 de maio.

A maior parte dos gastos foi realizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), com 89,8%, o que corresponde a R$ 2.761.435,82.

Questionada sobre o motivo dos gastos, a assessoria da SES disse que encaminhou a demanda para o setor responsável e só após poderá responder.

A Casa Militar foi responsável pelo gasto de 1,9% do total, enquanto a Unemat gastou 1,4%. Já a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) gastou 0,8%. O gabinete do governador Mauro Mendes (DEM) gastou 0,7% do total e a Secretaria de Fazenda (Sefaz) 0,7%.

No mesmo período do ano passado, na gestão do ex-governador Pedro Taques, foram gastos R$ 7,8 milhões.

Estado de calamidade
Mauro Mendes decretou estado de calamidade financeira logo após assumir o governo de Mato Grosso alegando que o ex-governador deixou uma dívida de quase R$ 4 bilhões.

Entre as medidas tomadas pelo governador, estão a suspensão do pagamento de horas extras, exceto aos profissionais da segurança e da saúde; critérios de convocação para a prestação de serviços extras dos servidores; suspensão da tramitação de processos para a reestruturação e revisão de planos de cargos, carreiras e vencimentos, que impliquem em aumento da despesa de pessoal; além da proibição de afastamento de servidores públicos para realização de cursos de aperfeiçoamento ou outros que demandem substituição.

O decreto de calamidade financeira permite que o governo renegocie contratos com fornecedores, suspenda serviços que não são essenciais e alongue o prazo pra pagamentos de dívidas com bancos e até com o Governo Federal. Também permite que ele gaste mais de 60% com a folha de pagamentos; esse é o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal para União, estados e municípios.


Fonte: Flávia Borges e Lidiane Moraes | G1

COMENTARIOS

Mais de Estado

Devolução

Ex-governador de MT diz que devolveu mais dinheiro à Justiça do que o valor desviado dos cofres públicos: 'Infinitamente maior'

Silval Barbosa foi solto em 2017 depois de passar dois anos preso e de devolver mais de R$ 46 milhões em bens. Segundo ele, dinheiro foi adquirido pela família ao longo de mais de 20 anos.

22 de Maio de 2019 as 10h19

Saúde

Casos de Chikungunya caem 90% em MT, segundo SES

Notificações de Zika também registram queda de 870 para 136, entre 2018 e 2019.

21 de Maio de 2019 as 09h38

Delegacias Fechadas

Mais três delegacias são fechadas em MT conforme plano anunciado pelo governo este ano

Também encerraram as atividades as delegacias de Alto Paraguai, Nova Marilândia e Santo Afonso.

21 de Maio de 2019 as 09h34

Contratos Suspensos

Governo de MT suspende contratos com empresas que receberam por plantões não realizados no Samu e Hemocentro

As empresas também foram multadas nos valores de R$ 321.900,00 e R$ 23.666,47, respectivamente.

18 de Maio de 2019 as 17h03

UTI

Após morte de bebês, secretário anuncia reabertura de leitos de UTI e novos funcionários para Hospital Regional de Sinop

Com as novas medidas, o HR deve operar em sua capacidade máxima, com 86 leitos no total, podendo chegar a média de 350 cirurgias realizadas por mês.

17 de Maio de 2019 as 09h45

Dengue

Governo alerta municípios sobre risco de contaminação de variação grave do vírus da dengue

A orientação é para que os profissionais de saúde dos municípios notifiquem todos os casos suspeitos de dengue, chicungunha e vírus da zika.

17 de Maio de 2019 as 09h42

Investigação

MP instaura inquérito para investigar leis assinadas por ex-governador de MT concedendo isenção fiscal a empresas

Conforme o inquérito, Taques assinou três leis estaduais que deram incentivos fiscais para operações de madeira em tora, feijão e suíno em pé.

16 de Maio de 2019 as 21h27

Depressão e Síndrome do Pânico

Mais de 600 professores de MT se afastaram para tratar depressão e síndrome do pânico em 2018

Mais de 2 mil profissionais se afastaram para tratamento de saúde no ano passado.

16 de Maio de 2019 as 21h25

NFC-E

Sefaz altera regras para cancelamento da nota fiscal do consumidor

As mudanças atendem ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e passam a valer a partir do dia 03 de junho.

16 de Maio de 2019 as 21h13

Uso de Tecnologia

Drones vão intensificar a atuação do Fisco e da segurança pública em Mato Grosso

Dentre os novos pilotos estão servidores da Sefaz, das Polícias Militar, Civil e Judiciária, Corpo de Bombeiros, Politec, Ciopaer, Gefron, Defesa Civil e Marinha.

16 de Maio de 2019 as 21h09

No Palácio

Governador recebe reivindicações de produtores e vai analisar a pauta

Durante a reunião, o governador expôs a situação econômica do Estado e todas as ações que já foram tomadas até o momento para reduzir a máquina pública e buscar o equilíbrio fiscal.

16 de Maio de 2019 as 21h08

Recursos

Mauro Mendes não descarta corte de recursos na Unemat

A Unemat aderiu à greve das universidades federais, que reclamam dos cortes de 30% no orçamento

15 de Maio de 2019 as 10h29

Educação

UFMT, IFMT, Unemat e escolas aderem à mobilização contra bloqueios de recurso da educação

Nesta quarta-feira (15), alunos e professores das instituições devem se reunir na Praça Alencastro, em Cuiabá, em um ato político.

15 de Maio de 2019 as 10h02

Orçamento

'Não adianta espernear, nem fazer protesto', diz governador de MT sobre cortes no orçamento da educação

Mauro Mendes (DEM) disse concordar com as medidas tomadas pelo governo federal para cortar gastos, entre elas o bloqueio do orçamento do Ministério da Educação (MEC).

15 de Maio de 2019 as 09h53

Escolas de Lata

Prédio é reformado e alunos deixam de estudar em 'escolas de lata'

Alunos deixaram as salas improvisadas dentro de contêineres, sem ar-condicionado, ventilação e energia elétrica.

15 de Maio de 2019 as 09h51

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

Você acha que Bolsonaro está certo ao contingenciar verbas das Universidades federais?

Sim

Não

Não sei

Parcial
veja +

COTAÇÃO