Redação

Mergulhadores fazem buscas por turista e barqueiro no Pantanal de MT

Dupla desapareceu no rio Paraguai, região de Cáceres, na sexta-feira (26). Mergulhadores dos Bombeiros, auxiliados por Marinha, fazem buscas.

29 de Julho de 2013 as 06h 22min

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros, auxiliados pela Marinha, entraram neste domingo (28) no terceiro dia de buscas por um turista e um barqueiro que sumiram na tarde de sexta-feira no Rio Paraguai, região de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, no Pantanal mato-grossense. A embarcação onde estavam o turista e o barqueiro afundou na região conhecida como “Baiazinha”, perto da Estrada do Barranco Vermelho, a cerca de duas horas de carro de Cáceres.

O turista estava hospedado em uma pousada da região. Um responsável pelo empreendimento, que preferiu não se identificar, conversou a reportagem do G1 por telefone explicou que, na tarde de sexta-feira, dois turistas e o barqueiro faziam uma pe scaria no Rio Paraguai.

Por volta das 15h eles já estavam retornando para a pousada quando a embarcação afundou.

Assim que os funcionários do hotel desconfiaram da demora, foram na direção da área para pescaria e um dos turistas que ficou à deriva acabou sendo resgatado por eles. Ele relatou apenas que ocorreu um movimento estranho no barco, o qual provocou a entrada de água e o naufrágio.

Os funcionários também tentaram localizar o barqueiro e o outro turista desaparecido, que é natural de São Paulo e vive em Minas Gerais, mas sem qualquer sinal deles ou da embarcação.

O Corpo de Bombeiros informou que dois de seus mergulhadores estão atuando na área, além de homens da Marinha que chegaram neste domingo. Segundo o protocolo dos Bombeiros, as buscas devem seguir por até sete dias. A equipe deve ser trocada nesta segunda-feira caso ainda neste domingo não surja qualquer indício do paradeiro dos desaparecidos.

As famílias das vítimas já estão cientes do acidente, segundo a pousada. O responsável pelo hotel também informou que estão sendo feito buscas perto dos aguapés, mas que até agora não há qualquer sinal das vítimas – o que não era de se esperar, uma vez que o rio é limpo e seu nível está baixo, possibilitando até que alguns bancos de areia comecem a despontar.

MT Agora - G1

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

COTAÇÃO