Estado

Motorista de carreta estava bêbado e provocou acidente que matou casal e filha de 4 anos em MT, diz laudo

Acidente na BR-163 matou Lucas Buffon, Poliana de Lara e a filha deles. Motorista de carreta mentiu em depoimento dizendo que carro da família havia invadido a pista dele.

Acidente Na BR-163 | 05 de Abril de 2018 as 17h 36min
MT Agora - G1 MT

Acidente ocorreu no dia 27 de março em Sorriso (Foto: Mayla Miranda/Arquivo pessoal)

O acidente que matou um casal e a filha deles, de 4 anos, foi provocado pelo motorista de uma carreta que invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro onde a família estava. O acidente ocorreu no dia 27 de março na BR-163 em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Morreram no acidente Lucas Buffon, de 29 anos, e a mulher dele, Poliana de Lara Martins Pinto, de 24 anos. A filha deles morreu no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) dias após o acidente.

A conclusão e os detalhes do acidente constam no laudo da Perícia Oficial Técnica (Politec), divulgado nessa quarta-feira (4).

O documento aponta que o motorista da carreta, Douglas Fabrício da Silva, de 36 anos, foi quem invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro onde estava a família. A perícia detalhou que o motorista do carro, Lucas Buffon, tentou desviar, mas teve o seu carro atingido quando estava no acostamento, do lado direito da pista.

A princípio, a informação era de que o carro da família teria colidido de frente com a carreta que seguia no sentido contrário. Porém, após analisar todos os elementos, a perícia constatou que foi o carro que foi atingido.

O motorista da carreta fez o teste do bafômetro e a Polícia Rodoviária Federal constatou que ele estava dirigindo embriagado. O teste apontou 0,61 miligramas de álcool por litro de ar expelido, sendo que é considerado crime volume acima de 0,34 miligramas.

Ele chegou a ser preso e o delegado Nilson Farias arbitrou uma fiança no valor de 100 salários-mínimos, o que corresponde a R$ 95,4 mil.

Em audiência de custódia, a Justiça reduziu a fiança para apenas um salário-mínimo, ou seja, R$ 954. Depois disso, o motorista foi liberado e dirigiu até o estado de São Paulo.

Ainda na delegacia, o condutor teria mentido sobre o acidente e afirmado que estava na pista certa e que o veículo da família teria invadido a via contrária e provocado a colisão.

Apenas uma das filhas do casal, de 3 meses, sobreviveu a essa tragédia. A família morava em Ibema, no Paraná, e estava passando as férias em Mato Grosso.

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Terça Feira

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO